Tóquio 2020: Seleção feminina de vôlei sentado treina focada em medalha paralímpica

Redação, 26 de Julho , 2021 - Atualizado em 26 de Julho, 2021

Atuais detentoras da medalha de Bronze, feito conquistado nas Paralimpíadas do Rio 2016, as 12 convocadas para a maior competição mundial finalizaram a penúltima fase de preparação para os Jogos de Tóquio no último domingo, 25. Os treinos aconteceram no Centro de Treinamento Paralímpico Brasileiro, localizado em São Paulo.

A comissão técnica intensificou a preparação focando nos jogos coletivos diários para dar mais ritmo de jogo para as atletas. A prevenção de lesão também foi priorizada pelo departamento médico, como também, os atendimentos com a psicóloga. A semana de treinamento, que aconteceu de 18 a 25 de julho, é realizada pela Confederação Brasileira de Voleibol para Deficientes (CBVD) e conta com o apoio do Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB).

Com menos de uma semana de descanso antes de iniciar a última fase de treinos antes de embarcar para Tóquio, o técnico da equipe, Agtônio Guedes, destaca o foco da equipe. “Essa semana de treinamento foi muito importante porque temos um intervalo de uma semana antes de reunir a seleção para embarcar para Tóquio, assim, as atletas podem encontrar seus familiares e amigos”, frisou

O treinador também comentou sobre a expectativa dos Jogos. “No dia primeiro de agosto estamos de volta e daí serão 20 dias de preparação até iniciar os jogos, isso contando o tempo que chegaremos no CT e a fase de aclimatação no Japão. Esse período vamos lapidar todo o trabalho realizado na parte tática, ofensiva e defensiva, repetindo todas as opções possíveis de jogadas”, finalizou Guedes.

O treino da seleção contou com a presença do árbitro internacional André Calado, que estará apitando nos Jogos Paralímpicos de Tóquio. O vôlei sentado brasileiro conta com o patrocínio oficial das Loterias Caixa.

Fonte: Assessoria de Imprensa/CBVD

O que você está buscando?