Chacina do Huse: ex-policial militar é condenado a 12 anos de prisão

Redação, 05 de Agosto , 2021 - Atualizado em 05 de Agosto, 2021

Foto: Infonet


Após dois dias, o julgamento dos quatro réus acusados de participar da morte de três pessoas no Hospital de Urgência de Sergipe Governador João Alves Filho (HUSE), em 2012, foi concluído nesta quarta-feira, 4. Apenas um dos réus foi condenado a 12 anos de reclusão.

Os réus Genilson Alves de Souza, Ginaldo Alves de Souza e Ralph Souza Monteiro foram absolvidos. Já Jean Alves de Souza, policial militar à época, foi condenado pelo crime de homicídio triplamente qualificado após assumir que disparou contra um dos homens que morreu no Huse.

A defesa vai recorrer da decisão e Jean vai aguardar em liberdade.

Entenda

O caso, que ficou conhecido como a Chacina do Huse, aconteceu em 2012. Jailson Alves de Souza, irmão dos réus e Ralph foram baleados. Os dois foram levados ao Huse, assim como, outros três homens envolvidas no tiroteio que também foram atingidos.

Jailson morreu no hospital e os réus foram acusados de atirar contra os outros envolvidos Márcio Alberto Silva Santos, Cledson Silva Santos e Adalberto Santos Silva, que estavam nas instalações do Huse e acabaram morrendo.

Por Karla Pinheiro / Itabaiana

O que você está buscando?