PT e Rogério terão dificuldades para atrair apoios de partidos em 2022

Habacuque, 12 de Agosto , 2021

Boa parte da imprensa local antecipa um “desembarque” do Partido dos Trabalhadores em Sergipe da base aliada do governador Belivaldo Chagas (PSD); as apostas se voltam para uma pré-candidatura do senador Rogério Carvalho (PT) que deve disputar o comando do Executivo, no próximo ano, fazendo oposição ao seu atual agrupamento. Mas este colunista aproveita os “rumores” para promover uma reflexão um pouco mais ampla, e considerando um possível rompimento.

Digamos que Rogério Carvalho deseje mesmo disputar o governo do Estado, com o apoio do Partido dos Trabalhadores, em Sergipe e nacionalmente (leia Lula), como perguntar não ofende, como o senador petista fará para atrair possíveis apoios para sua pré-candidatura? Há de se considerar que, atualmente, os líderes do Governo, da PMA, da Assembleia Legislativa e da Câmara Municipal de Aracaju, provavelmente, estarão em um mesmo palanque em 2022...

Considere, ainda, que, disputando ou não a reeleição, o presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), e o governo federal também não darão sustentação a um projeto político do PT no Estado. E então? Quais os argumentos para Rogério e o PT atraírem uma legenda que hoje se encontra na base do governo Belivaldo? Quem vai trocar o “filé” para vir “roer o osso” junto aos petistas? E como atrair os bolsonaristas ou partidários de legendas mais conservadoras? A “conta não fecha”...

E por mais que se destaque no cenário nacional, focado em conquistar espaços na “grande mídia”, Rogério Carvalho ainda carrega uma rejeição considerável em Sergipe; seu passado, enquanto Secretário de Estado da Saúde (leia as Fundações, por exemplo), ainda “assombra” muita gente. Até o ex-presidente “adiou” a visita que faria ao Estado; votado por muitos aliados do governo Belivaldo, certamente o líder petista não quer arriscar perder votos em lugar algum, inclusive em Sergipe (leia Nordeste).

Com qual discurso o senador Alessandro Vieira (Cidadania) e companhia seguiriam com Rogério e o PT em 2022? Que ninguém se engane: se não conseguir construir uma candidatura própria, não será nada impossível ver os petistas buscarem uma reaproximação da base aliada, deixando alguns setores da oposição “chupando dedo” novamente. No governo até agora, como a militância do PT vai criticar e condenar o governo de Belivaldo?

Partidos e políticos que estavam distantes ou desalinhados com o governo do Estado, parecem mais próximos da base aliada do que de uma pré-candidatura petista de oposição. É evidente que a decisão pertence ao povo em geral, mas “sozinhos” para onde vão Rogério e o PT? É mais fácil o PL, por exemplo, lançar projeto próprio, ficar com o governo do Estado ou apoiar os petistas? A menos quem já não tem o que perder e, por algum motivo, não tem espaços na base aliada...

 

Veja essa!

Durante o programa Inove Notícias da Rádio Cultura, sob apresentação do radialista Kleber Alves, a presidente do Sintese confirmou, nessa quarta-feira (11), que os professores não retomam as aulas presenciais da rede estadual no próximo dia 17, apesar dos anúncios do governo do Estado.

 

E essa!

A tendência é que o impasse continue e que se trave aí mais uma disputa judicial entre as partes. É provável que o governo do Estado recorra a uma decisão liminar no sentido de proibir a greve do Magistério. Os professores estão decididos em não retornar e já tonaram a decisão pública.

 

E os demais?

Este colunista valoriza (e muito) a profissão do professor, mas justiça seja feita, diversas categorias de trabalhadores já retomaram suas atividades e muitas outras nem chegaram a parar. O processo de imunização em 1ª dose já chegou a 51% em Sergipe, com expectativa de aumentar, sem contar que na rede privada, as aulas presenciais voltaram sem problemas. Com todo respeito, mas o Sintese parece forçar um pouco a barra, ou não?

 

Exonerações

Ainda durante o programa de Kleber Alves o deputado federal João Daniel (PT) confirmou algumas exonerações de petistas e mudanças que serão promovidas pelo governador Belivaldo Chagas na administração. As mudanças na Funcap e no Ipesaúde, já antecipadas neste espaço, estão em andamento...

 

Exclusiva!

A informação que chega para este colunista é que, se o PT quer ter o discurso de “vítima” contra o governador Belivaldo Chagas, nos próximos dias uma exoneração dará o que falar e poderá definir o rompimento entre as partes. Esta, definitivamente, o senador Rogério Carvalho terá que “engolir seco”...

 

Valmir de Francisquinho I

Este colunista pontuou na entrevista que concedeu a Kleber Alves que o ex-prefeito de Itabaiana busca apenas uma “supervalorização” de seu “passe”, ou seja, quer se mostrar “decisivo” para 2022, para o lado que apoiar. Quer ampliar sua liderança na região Agreste e pensar num retorno à prefeitura de Itabaiana em 2024.

 

Valmir de Francisquinho II

Para este colunista, só em 2021, Valmir foi pré-candidato a deputado estadual, deputado federal, vice-governador e a governador. Lula e Bolsonaro que se cuidem, porque do jeito que vai, ele será até o final do ano pré-candidato a presidente da República. É possível, que não seja candidato a nada, mas com o filho reeleito e supervalorizado. É do jogo...

 

Bomba!

Durante seu programa na ITNET, nessa quarta-feira (11) a noite, quando entrevistou o radialista Kleber Alves, o apresentador Luiz Carlos Focca anunciou que o senador Alessandro Vieira (Cidadania) teria sido convidado pelo governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB), para compor com ele uma chapa como vice, para disputar a presidência da República em 2022.

 

Ainda mais longe

Não há nada de errado em Alessandro disputar a vice-presidência, mas fica a sensação que o povo sergipano foi apenas “usado” em 2018. Após ser eleito na “onda” pró Bolsonaro em 2018, o senador agora é um dos maiores desafetos do presidente; sem contar que, assumindo essa pauta nacional, ficará ainda mais distante do eleitorado que lhe confiou o voto. Difícil será para quem insistir em acompanha-lo em Sergipe...

 

Volta das coligações

E o “Sistema Distritão”, para a escolha de deputados federais e estaduais no próximo ano, não resistiu a primeira votação na Câmara Federal. Entre os sergipanos, apenas o deputado Bosco Costa (PL) votou favorável. A PEC aprovada em 1º turno traz pouca evolução na política brasileira e apenas traz de volta o velho sistema das coligações entre partidos. Um alívio para as legendas “nanicas” e os “partidos de aluguel” que caminhavam para o fim próximo...

 

Acomodação geral

A leitura feita por este colunista é que o Congresso Nacional, nesse caso a Câmara dos Deputados, apenas “legislou em causa própria”, ou seja, de olho na reeleição, a turma está ajustando as regras do jogo para melhor beneficiar os parlamentares mandatários, mudando mais uma vez a legislação. Resta saber como o Senado irá se comportar. Para as coligações voltarem em 2022 é preciso que os senadores aprovem a PEC até o início de outubro próximo.

 

Prefeito no DEM

O prefeito do município de Nossa Senhora das Dores, Mário da Clínica (Cidadania), visitou a sede dos Democratas e conversou com o ex-deputado José Carlos Machado. “Na ocasião, o prefeito me falou dos pleitos que foram encaminhados a senadora Maria do Carmo, onde me propus em anteceder junto a senadora. Também conversamos sobre política e eleições 2022. Por fim, convidei o nobre prefeito a vim ingressar no Democratas, onde ele ficou de pensar”. E o Cidadania segue “desidratando”...

 

Alese I

Os deputados estaduais apreciaram e aprovaram, nas Comissões Temáticas e em plenário, o projeto de autoria do Poder Executivo que prorroga por mais três meses (Agosto, Setembro e Outubro), as modalidades temporárias do Programa CMAIS (Cartão Mais Inclusão), que somando com os beneficiários permanentes vem contemplado 20 mil sergipanos, autônomos e informais, que se encontram na condição de extrema pobreza ou de pobreza.

 

Alese II

O CMAIS foi criado inicialmente como um Programa de caráter temporário, em função da chegada em Sergipe do novo coronavírus (covid-19), em março de 2020, tendo o objetivo de atender a população em situação de vulnerabilidade social e insegurança alimentar e nutricional, mitigando, assim, os efeitos decorrentes da covid-19. Ele buscou atender as famílias em situação de vulnerabilidade socioeconômica por um período inicial de quatro meses, tendo este prazo sido prorrogado para 10 meses, no total, em razão da continuidade da pandemia.

 

Alese III

Feito isso e em razão do grande êxito em toda operacionalização, o Governo do Estado encaminhou um projeto, agora em caráter permanente, para atender a população em situação de extrema pobreza inscrita no CADÚNICO (Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal) e que não esteja recebendo outro benefício do governo estadual. Além disso, os programas CMAIS Emergencial e CMAIS – APOIO EMERGENCIAL foram prorrogados até 31 de julho de 2021.

 

CMAIS prorrogado

Como a pandemia continua impactando significativamente a vida da população mais vulnerável, ainda por conta das medidas restritivas, o governo optou por enviar esse pedido de prorrogação por mais três meses, considerando que seis mil beneficiários são permanentes, nove mil estão com o CMAIS Emergencial e outros cinco mil com CMAIS – APOIO EMERGENCIAL.

 

Benefício Emergencial

“Os recursos necessários ao pagamento da prorrogação do benefício emergencial virão do Fundo Estadual de Combate e Erradicação da Pobreza (FUNCEP) no montante de R$ 5,7 milhões a serem oportunamente suplementados. A previsão total de investimentos com o CMAIS, a partir de agosto até o final do atual exercício alcança o montante de R$ 8,7 milhões, perfazendo o valor total anual de R$ 21,5 milhões”, explica o governo do Estado.

 

Mão Amiga I

Os deputados estaduais apreciaram e aprovaram, nas Comissões Temáticas e em plenário, o projeto de autoria do Poder Executivo que institui o Programa “Mão Amiga - Pró-Sertão Bacia Leiteira” e que tem por finalidade amenizar os efeitos da seca para as famílias que atuam na cadeia produtiva do leite no território do Alto Sertão sergipano. A proposta ganhou duas emendas da deputada Maísa Mitidieri (PSD) nas Comissões Temáticas e uma emenda do deputado Georgeo Passos (Cidadania) em plenário.

 

Mão Amiga II

O Poder Executivo reconhece na proposta que a produção de leite no território do Alto Sertão sergipano é para a região como “ouro branco”, por conta da grande dependência das famílias dos agricultores dessa atividade, sobretudo das mulheres envolvidas na produção dos diversos tipos de queijos. Há de se considerar também que a região do Alto Sertão se caracteriza por um pequeno Índice de Desenvolvimento Humano (IDH), com valores abaixo da média estadual de 0,665, segundo o IBGE.

 

Auxílio parcelado

A proposta consiste no pagamento de auxílio financeiro assistencial no valor de R$ 1.000,00 divididos em 4 parcelas de R$ 250,00, a ser pago nos meses de dezembro, janeiro, fevereiro e março de cada ano, para as famílias criadoras de bovinos leiteiros, com rebanho de até 10 cabeças de gado, desde que residentes em Poço Redondo, Gararu, Monte Alegre, Porto da Folha, Nossa Senhora da Glória e Canindé do São Francisco.

 

Produtores de leite

Além desses benefícios, o Programa busca ainda capacitar esses produtores, exigindo que cada família indique um responsável para participar das atividades de aprimoramento profissional, permitindo ampliar a produtividade e a qualidade do leite, como também exige que o produtor esteja em dia com os exames e vacinas do gado leiteiro, utilizando os recursos do Programa também para prevenir doenças como a brucelose e a tuberculose, de modo a manter a saúde do rebanho bovino estadual.

 

Emenda rejeitada

Gerou amplo debate uma quarta emenda, desta vez de autoria do deputado estadual Georgeo Passos que defendia a ampliação do programa para o território do Médio Sertão Sergipano, mas a proposta findou sendo rejeitada por maioria em plenário.

 

João Marcelo I

O Presidente da Comissão de Agricultura, o deputado estadual João Marcelo, que votou favorável ao PL, assegurou que vai apresentar uma Indicação ao governador Belivaldo Chagas para que Nossa Senhora das Dores e demais municípios da região sejam incluídos no Projeto.

 

João Marcelo II

“É importante esta iniciativa de conceder um apoio financeiro aos produtores de leite, que vêm enfrentando dificuldades, especialmente por conta dos efeitos da seca. Vamos protocolar uma Indicação para que, além do Alto Sertão, municípios que integram o Médio Sertão sergipano, a exemplo de Nossa Senhora das Dores, também passem a integrar a lista de beneficiados”, ressalta João Marcelo.

 

Maria Mendonça I

A deputada estadual Maria Mendonça (PSDB) ocupou a tribuna da Assembleia Legislativa, para alertar para os casos em Sergipe de acidentes de trânsito relacionados ao consumo de álcool e/ou outras drogas. A parlamentar lembrou que é autora da lei 8.411/2018 que obriga o condutor a ressarcir todas as despesas à vítima de acidente de trânsito, provocado por ele, quando forem constatadas situações como, imprudência, uso de álcool, substâncias entorpecentes, tóxicas ou efeito análogo no organismo humano, bem como uso de aparelho celular.

 

Maria Mendonça II

Durante a sessão ela exibiu uma reportagem produzida, recentemente, pela TV Sergipe, que traz dados atuais sobre acidentes aqui no Estado relacionado o consumo de álcool e/ou outras drogas. “Nós insistimos que se o condutor vai dirigir, que ele não beba e, se beber, que não dirija”, pontuou a parlamentar.

 

Requerimentos

Maria Mendonça também destacou os requerimentos de sua autoria, aprovados na Alese, registrando e se congratulando com os Garçons, os Advogados, os Magistrados e os Estudantes, cujas datas são celebradas no dia 11 de agosto.

 

Janier Mota I

Atenta ao atual estado de precariedade das estradas no Sul Sergipano e sempre buscando solucionar a situação com seu trabalho parlamentar, a deputada estadual Janier Mota (PL), constantemente, apela ao Governo do Estado para reformar a Rodovia SE-290, trecho que liga a cidade de Itabaianinha a Tobias Barreto, por meio de indicações protocoladas na Assembleia Legislativa de Sergipe (Alese) e reuniões com gestores estaduais.

 

Janier Mota II

Os apelos da parlamentar vêm surtindo efeitos positivos. No dia 20 de agosto, a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Urbano e Sustentabilidade (Sedurbs) fará a licitação para escolher a empresa que executará as obras de reestruturação da rodovia que liga Itabaianinha a Tobias Barreto.

 

Janier Mota III

“Sei que, atualmente, a dificuldade é muito grande de transitar pela estrada entre Itabaianinha a Tobias, sobretudo nesse período de chuvas. Mas, desde o início do meu mandato, lá em fevereiro de 2019, abracei a missão de recuperá-la, com o objetivo de levar segurança para a nossa população. Protocolei pedidos na Assembleia, cobrei e cobro diretamente ao governador Belivaldo Chagas e aos gestores do DER e da Secretaria de Desenvolvimento Urbano pela reforma”, relata Janier Mota.

 

Rodovia reestruturada

“É uma luta muito grande, mas posso garantir que longe já tivemos. O que depender de mim, dos esforços do nosso mandato, veremos essa rodovia totalmente reestruturada. A população da Região Sul verá esse sonho se tornando realidade”, assegura a parlamentar.

 

Extensão

Outra grande conquista da Região Sul de Sergipe, graças à intervenção da deputada estadual, foi a inclusão de 2,40 km de extensão da entrada do Povoado Ilha, em Itabaianinha, no projeto de reestruturação do trecho Itabaianinha-Tobias Barreto.

 

Itabaianinha

“Atendendo ao pedido do nosso mandato, o governador, ao qual agradeço, incluiu a recuperação da pavimentação da entrada do Povoado Ilha na reforma. Trata-se de uma notícia maravilhosa para os moradores da localidade. Esta obra, com certeza, levará mais infraestrutura e desenvolvimento para este importante povoado de Itabaianinha”, destaca Janier Mota.

 

Sul Sergipano

A parlamentar ressalta também que o projeto de revitalização da Rodovia SE-290 é substancial para a para a economia do Sul Sergipano. “A recuperação dessa estrada impulsionará os negócios da região, pois estamos falando das vias onde escoam a produção da citricultura e cerâmicas”, finaliza.

 

CRÍTICAS E SUGESTÕES

habacuquevillacorte@gmail.com  e habacuquevillacorte@hotmail. com

O que você está buscando?