"O Governo Sergipano e seus desmandos"

SINDVIPSE denuncia Belivaldo por processos seletivos com salário mínimo nacional, enquanto servidores estão com tabela de R$ 900,00

Redação, 18 de Agosto , 2021

Para o presidente do SINDVIPSE, João Lira, está mais do que na hora do governador Belivaldo Chagas corrigir as injustiças cometidas contra os servidores, em especial, os da Secretaria de Educação e Cultura (SEDUC) e inclusive cumprir as leis como as do direito constitucional dos servidores, que são suas revisões salariais, nas quais nunca impediram que o fizessem.

Até o momento são quase 10 anos em que a categoria acumula os reajustes salariais atrasados, o que está gerando um decréscimo significativo do poder de compra dos servidores. Além do pagamento dessa reposição salarial atrasada, o SINDVIPSE tem reivindicado o restabelecimento dos percentuais do adicional de periculosidade, e suas progressões no salário base de cada servidor, pois ainda continuamos a receber referente ao base inicial do plano de carreira defasado que ainda é R$ 900,00 reais, do mesmo modo, também estamos reivindicando o reajuste da tabela salarial do PCCV, que deveria acompanhar a inflação salarial do governo federal, o salário mínimo já está em R$ 1.100,00 .

No entanto o senhor governador, cria processos seletivos para nossa classe, pagando com certeza o salário mínimo nacional, e a nós servidores, com uma tabela de novecentos reais, espero que nosso governo olhe para esses país de família, que apenas querem o direito de cuidar das suas famílias com dignidade. Mesmo sendo nesse momento pandêmico que estamos passando, necessitamos sim de geração de empregos, porém não seja mais um desumano, não esqueça dos que estão a muito tempo sofrendo.

Finalizo pedindo a compreensão do governador Belivaldo Chagas e os deputados estaduais, para cobrar o envio do projeto para revisão inflacionária e o reajuste salarial da tabela do nosso plano de cargos e salários dos servidores públicos o PCCV.

João Lira
Presidente do SINDVIPSE

O que você está buscando?