Adolescente de 16 anos morre após receber primeira dose da Pfizer

Entidades diz que o caso nada teve a ver com a vacina

Redação, 24 de Setembro , 2021

O Ministério Público de Sergipe aderiu à nota pública da Comissão Permanente de Defesa da Saúde (Copeds) em defesa da vacinação de crianças e adolescentes. A entidade é parte do Grupo Nacional de Direitos Humanos (GNDH), órgão do Conselho Nacional de Procuradores-Gerais dos Ministérios Públicos dos Estados e da União (CNPG).

Os membros do Ministério Público que integram a Copeds defendem a continuidade da vacinação de crianças e adolescentes (12 a 17 anos) sem comorbidades, com utilização da vacina Comirnaty, da Pfizer. Segundo apontado no documento, estudos da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e da Sociedade Brasileira de Imunizações, não existem evidências científicas que subsidiem a interrupção da vacinação de jovens entre 12 e 17 anos. O debate acerca da aplicação das vacinas da Pfizer em crianças e adolescentes emergiu com o falecimento de uma adolescente de 16 anos após o recebimento da primeira dose do imunizante.

“Nós da Copeds verificamos que o caso relatado nada teve a ver com a vacina da Pfizer, logo não há razão para a revisão do Plano Nacional de Imunização contra a covid-19 pelo Ministério da Saúde”, afirmou o integrante da Copeds e Diretor do Centro de Apoio Operacional dos Direitos à Saúde (CAOp Saúde), o Promotor de Justiça Raymundo Napoleão Ximenes Neto. “À toda sociedade brasileira interessa que todos os adolescentes sejam imunizados com a vacina aprovada pela Anvisa para este público e não apenas aqueles com comorbidades, deficiências ou que estejam privados de liberdade”, ressaltou.

O documento afirma também a necessidade de priorização, dentre os adolescentes, daqueles com comorbidades, deficiências permanentes e em situação de vulnerabilidade. Com a nota pública, a entidade espera que o Governo Federal possa rever imediatamente o teor da NOTA TÉCNICA Nº 40/2021-SECOVID/GAB/SECOVID/MS e da NOTA INFORMATIVA Nº 1/2021-SECOVID/GAB/SECOVID/MS.

O que você está buscando?