Dia Nacional do Rádio

Redação, 25 de Setembro , 2021

 

Na comemoração do primeiro centenário da Independência do Brasil, em 1922, ocorreu a primeira transmissão radiofônica do Brasil. Cerca de 80 receptores transmitiram o discurso do então presidente, Epitácio Pessoa, e trechos da Ópera O Guarany, de Carlos Gomes. A transmissão causou tanto alvoroço, que no ano seguinte, o carioca Edgard Roquette-Pinto (foto) fundou a primeira emissora de rádio no país.
Formado em medicina, Roquette-Pinto convenceu a Academia Brasileira de Ciências a comprar os equipamentos necessários para fundar a Rádio Sociedade do Rio de Janeiro, em 1923, com o intuito de melhorar a educação no Brasil.

Durante o governo de Getúlio Vargas, em 1936, Roquette-Pinto doou a rádio ao Ministério da Educação e Cultura, dando origem à Rádio MEC. Foi a maneira que encontrou de evitar a censura e preservar a função educativa da rádio que criou.

Nascido em 25 de setembro de 1884, Roquette-Pinto recebeu o título de "Pai da Rádio Brasileiro" e, em sua homenagem, foi instituído o Dia Nacional do Rádio. O carioca deixou um importante legado: em meio às inovações tecnológicas, o rádio se reinventa e, com quase 100 anos, mostra que continua fazendo toda diferença na vida dos ouvintes.
Associações homenageiam o rádio brasileiro

“Com quase 100 anos de existência, o rádio mostra sua capacidade de reinvenção em meio às inovações tecnológicas, uma presença amiga e companheira nos lares, carros e celulares dos brasileiros. É essa capacidade que continua fazendo a diferença na vida dos milhões de ouvintes. O exemplo mais recente é a enorme contribuição durante a pandemia, com informações precisas e confiáveis sobre o combate ao coronavírus.



Parabéns ao rádio brasileiro, parabéns a todos que fazem do rádio uma fonte de informação, entretenimento e serviços gratuitos! Nossa marca é a credibilidade! Vida longa ao rádio!”

Flávio Lara Resende, presidente da ABERT
"Comemoramos o Dia Nacional do Rádio com entusiasmo e com a certeza de que esse espetacular meio de comunicação, que logo chegará aos 100 anos no Brasil, continua revolucionando: o rádio, que é o parceiro preferido dos brasileiros. Em sua bela história, o rádio mostrou seu poder de se adaptar ao avanço das tecnologias e está mais vivo do que nunca, graças à paixão que move milhares de profissionais de emissoras de todo país.

Aqui em Santa Catarina, tivemos a semana estadual do rádio, instituída por lei, e, sem dúvida, uma grande vitória do nosso segmento. Comemoramos a data com uma grande mobilização. Parabéns a todos que vivem esse caso de amor eterno com rádio, afinal, onde você estiver, o rádio está lá!"

Silvano Silva, presidente da ACAERT
"A Associação Cearense de Rádio e Televisão se confraterniza hoje com todas as associações de emissoras de rádio e TV do Brasil e com todos os radiodifusores nesta celebração do Dia do Rádio. São 99 anos de música, entretenimento e qualidade de notícias, distribuídos através de milhares de emissoras pelo Brasil. O rádio é capilaridade, pluralidade, democracia, emoção, modernidade...

O rádio é o mais plural e mais democrático de todos os meios de comunicação. E estamos agora entrando nos primeiros dias do centenário do rádio brasileiro. Durante esse tempo, nós expandimos o nosso alcance, multiplicamos a nossa forma de fazer comunicação, mas o principal é o nosso compromisso e a fidelidade a cada ouvinte que nos escolhe como companhia. Que venham muitos anos de companheirismo, felicidade e alegria!"

Carmen Lúcia, presidente da ACERT

"O rádio é o companheiro permanente das pessoas, no carro, sua residência, enfim, no trabalho, no futebol, todo instante está presente. E isso nos traz mais responsabilidade. Por exemplo, quando falta sangue numa cidade, as pessoas são chamadas pelo rádio para doar sangue nos hospitais.
Eu também gostaria de dizer que o rádio vai além da comercialização, produzindo empregos, gerando cada vez mais empregos. Isto mostra a necessidade de termos responsabilidade para com nossas comunidades. O rádio também é o único veículo capaz de dar mobilidade à população, principalmente no retorno às casas no final do dia. Somos vida presente no veículo de cada pessoa que está indo para sua residência. Cada emissora sabe perfeitamente o que isso significa: nossa responsabilidade é sempre cada vez maior."

Roberto Cervo Melão, presidente da AGERT"Nesse dia especial do aniversário da radiodifusão no Brasil, é sempre bom lembrar o papel fenomenal que nós temos na vida do país e das nossas comunidades.

E esse exemplo foi dado durante toda essa crise da pandemia, onde todo setor de radiodifusão desempenhou um papel fundamental, informando e educando milhões de brasileiros sobre o que deveriam fazer para se proteger dessa situação dramática. Foi realmente um momento incrível da radiodifusão brasileira. Parabéns a todos!"
José Antônio do Nascimento Brito, presidente AERJ

“No Dia Nacional do Rádio e nesse período tão significativo, é muito importante lembrar como o rádio nos ensina, todos os dias, a nos reinventar e a cumprir a nossa missão. Aqui no Paraná, continuamos firmes na proposta de levar conforto, companhia e informação com credibilidade a todos os ouvintes.

Para isso, extrapolamos as ondas dos rádios e nos comunicamos, hoje, também pelo meio digital e continuamos criando novas formas de alcançar e fidelizar a grande audiência do rádio. Fazer rádio é trabalhar com paixão, sensibilidade e enxergar as necessidades de cada localidade com a coragem de se transformar todos os dias e se adaptar aos novos tempos. Viva o Rádio e todos os profissionais que fazem desse meio cada dia mais vivo!"

Caíque Agustini, presidente da AERP
“O mês de setembro é muito importante para os nossos radiodifusores, pois comemoramos o aniversário da AMIRT e o Dia do Rádio. Nesses últimos anos, pudemos enxergar mudanças significativas e de grande relevância para o setor, e o rádio é o veículo de comunicação que mais se beneficiou com algumas delas.

Hoje, o meio consegue levar credibilidade e informação de confiança para a sociedade; conseguimos combater notícias falsas nas redes sociais e mostrar porque somos um dos veículos considerados mais confiáveis, como destacam algumas pesquisas.

Somos multiplataforma e ocupamos espaços importantes e estratégicos.

Temos sites de notícias e o ouvinte consegue, além de nos ouvir, também nos conhecer, isso tudo sem perder a essência do rádio. O anunciante também se beneficiou com algumas mudanças.

Hoje, seu serviço, seu negócio, sua marca, podem ocupar todos os espaços que o rádio está presente”.
Luciano Pimenta, presidente da AMIRT
Ações lembram a importância do rádio

Há quase 100 anos, o rádio ocupa lugar de destaque nos lares brasileiros, tornando-se companhia constante para ouvintes que buscam informação confiável, entretenimento e serviços gratuitos. Para homenagear o meio, as associações estaduais de radiodifusão desenvolveram ações para marcar o Dia Nacional do Rádio, comemorado em 25 de setembro.

Em Santa Catarina, a Assembleia Legislativa aprovou, em dezembro, a criação da Semana Estadual do Rádio.

Com o objetivo de despertar a curiosidade e o interesse dos estudantes pelo veículo de comunicação, a Associação Catarinense de Emissoras de Rádio e Televisão (ACAERT) desenvolveu uma programação especial, mobilizando escolas com a campanha “Onde você estiver, o Rádio está lá”, que promove bate-papos, oficinas e palestras para alunos das redes pública e particular de ensino, entre 10 e 15 anos.

Durante toda a semana, os estudantes puderam conhecer o universo do rádio e sua relevância para a sociedade. Spots alusivos à data foram desenvolvidos no estilo e perfil da emissora, como jornalismo, musical e entretenimento, para veiculação gratuita.

O presidente da ACAERT, Silvano Silva, comemorou o fato de a data entrar para o calendário oficial de Santa Catarina, com a sanção do governador Carlos Moisés.

Também a Associação das Empresas de Rádio e Televisão de Pernambuco (ASSERPE) elaborou um spot de valorização do veículo e a campanha “Pernambuco ama o rádio”.

O presidente da associação, Nill Jr, também comemorou a assinatura de acordo de cooperação com o Banco do Nordeste para o financiamento de máquinas e equipamentos para emissoras de rádio e TV, por meio de linhas de crédito especial.
Já a Associação das Emissoras de Radiodifusão do Paraná ( AERP) celebrou a data com a campanha “Rádio na Veia – Cada Gota Faz a Diferença”.

Com o estoque dos bancos de sangue em nível crítico, a AERP usou a força do rádio para fazer um apelo à população para doar sangue, como gesto de amor e solidariedade. No Paraná, as doações são feitas em 23 unidades do Hemocentro, distribuídas por todo estado. Por dia, até 1.000 pessoas podem doar sangue.
A AERP também produziu spots para a campanha de doação de sangue, que podem ser veiculados até o dia 25 de setembro.

A Associação Mineira de Rádio e Televisão (AMIRT) terá uma programação extensa para celebrar os 99 anos do rádio, comemorados em 7 de setembro.

No sábado (25), Dia Nacional do Rádio, a associação realiza uma live especial com a participação do CEO da Agência RF, Robson Ferri, que contará um pouco sobre a história do rádio. Na sequência, uma peça radiofônica será apresentada pelo Grupo Galpão, companhia de teatro de Belo Horizonte.

Além de palestras com convidados especiais, a data será comemorada com um show exclusivo do cantor e compositor mineiro, Ninho Mathias.

O que você está buscando?