Mercado de casamentos prevê melhora

Redação, 07 de Outubro , 2021

Um sonho, uma celebração planejada por meses ou até anos, mas que teve uma pandemia no meio. Está aí um mix que não combinou. Muitos casais precisaram adiar os planos de casamento e repensar formatos para conseguir realizar a tão desejada cerimônia. As festas não têm sido mais as mesmas e nos últimos 18 meses foi necessário muito apoio de quem é do ramo para não desanimar e continuar acreditando que uma hora ia, sim, rolar. Mas parece que um novo cenário está surgindo e a perspectiva é que em 2022 seja um dos mercados mais aquecidos, uma vez que há uma demanda reprimida de casais que desejam grandes comemorações. 

Em Sergipe, já há evidências que mostram esse movimento de aquecimento. No início do mês de agosto, aconteceu a primeira feira presencial após quase dois anos de impedimento devido aos decretos governamentais criados por causa da pandemia. O evento durou seis meses, deles, 5 on-line e 2 dias em encontro presencial, respeitando todos os protocolos de biossegurança. A feira registrou R$1 milhão e 200 mil em contratos fechados. O evento foi realizado pela publicitária Grazzi Freire, que comanda eventos no setor há mais de 12 anos.

“Ainda estamos em um momento muito delicado. Cerca de dois anos quase parados, enfrentamos muitas dificuldades, mas estamos vislumbrando um uma boa perspectiva. Tivemos uma sinalização boa e no próximo evento:o Casar Para Sempre, que já começou de modo on-line desde o dia 4 de outubro e terá um encontro presencial nos dias 21 e 22 de novembro. A movimentação já mostra esperança e ânimo por parte das noivas. Ouço muito que é tempo de agradecer e comemorar a vida e o amor. Então, a era de grandes eventos está novamente se aproximando”, explica Grazzi. 

O nicho de eventos, principalmente o de casamento, envolve muitos profissionais: de floristas a donos de buffets, de assessoras a estilistas. E teve muita gente que ficou parada nos últimos meses. O faturamento do setor, que costumava ser de 300 bilhões de reais ao ano, em 2020 pode não ter chegado nem a 1 bilhão. 

CASAR PARA SEMPRE

Com quase dois meses de duração, a feira de casamentos em formato híbrido, sela o momento de recuo do mercado. A movimentação já mostra ânimo e investimento por parte de expositores e clientes. Como incentivo, a cada R$250 em contratos fechados, os clientes concorrem a três prêmios: primeiro lugar ganha uma lua de mel em Fernando de Noronha, segundo lugar ganha lua de mel em Búzios e em terceiro um mini-wedding. Além do sorteio de um smartphone para os cerimonialistas. 

O que você está buscando?