Catador de recicláveis é condenado por matar caminhoneiro a pauladas em Itabaiana

Redação, 26 de Outubro , 2021 - Atualizado em 26 de Outubro, 2021

Foto: arquivo pessoal


O julgamento de Ítalo Rian Santana dos Santos foi finalizado nesta terça-feira (26), no Fórum Maurício Graccho Cardoso. Em júri popular, o catador de recicláveis foi condenado pela morte de Manoel Gomes de Oliveira Filho, conhecido como “Pezão Caminhoneiro”. O crime aconteceu em Itabaiana, Agreste do estado, no ano de 2018.

A Justiça determinou que Ítalo vai cumprir 14 anos de prisão, em regime inicial fechado, por homicídio qualificado. De acordo com o juiz, 12 anos são referentes à pena-base, entretanto, foram acrescidos dois anos porque o crime foi praticado por motivo fútil.

 
Relembre o caso

No dia 17 de agosto de 2018, o caminhoneiro foi morto com pauladas na cabeça, na rua Abdias Venâncio Neto. O caso aconteceu quando Ítalo, catador de materiais recicláveis, se desentendeu com Manoel. A discussão aconteceu na frente da residência da vítima e teria iniciado porque o caminhoneiro reclamou que Ítalo estava mexendo no lixo em frente a sua casa. O acusado então pegou um pedaço de madeira e golpeou o caminhoneiro, que não resistiu.

 

Por: A8SE

O que você está buscando?