Sergipe está fora do Atlas da Dívida Ativa que denuncia rombo aos cofres públicos

Redação, 01 de Novembro , 2021


A dívida ativa do Estado de Sergipe alcança R$ 10,5 bilhões de reais, apesar disso o secretário da Fazenda, Marco Queiroz, depois de seguidas solicitações do Sindicato do Fisco de Sergipe (SINDIFISCO), se negou a fornecer a lista dos mil maiores devedores do Estado. Com isso, Sergipe não faz parte do Atlas da Dívida dos Estados Brasileiros, lançado no último dia 21. A afirmativa é do presidente do Sindicato do Fisco de Sergipe (SINDIFISCO/SE), José Antônio dos Santos.

Lançado no Fórum Internacional Tributário (FIT 2021), o Atlas da Dívida dos Estados Brasileiros aponta que a dívida ativa das empresas com os entes federados soma R$ 896,2 bilhões. O levantamento foi encomendado pela Federação Nacional do Fisco Estadual e Distrital (Fenafisco), que longo de um ano investigou a composição dos débitos estaduais e elaborou uma lista com os 1000 maiores devedores.

Para o diretor da Fenafisco, Francelino Valença, o Atlas se configura em um importante instrumento de denúncia e consulta pública, além de um mecanismo para que se cobre ações mais efetivas por parte dos estados, na recuperação dos recursos sonegados.

“Facilitar o acesso às informações de interesse da sociedade representa avanço e transparência. Há países como a Suécia, por exemplo, que até o rendimento de empresas privadas é de acesso público”, afirmou o diretor da Fenafisco

Segundo os dirigentes da Fenafisco, o estudo identificou que a dívida ativa sob administração das procuradorias gerais dos estados ou das secretarias de Fazenda aumentou 31,40% entre 2015 e 2019.

 

Por: Jornal do Dia

O que você está buscando?