Maria do Carmo Alves incentiva mulheres a entrarem para a política

Redação, 27 de Novembro , 2021

“O Mulher Democratas está de braços abertos e será um parceiro na formação política para que as suas lideranças femininas possam vir a ter candidaturas de peso e de grande valor para a sociedade”. A afirmação é da senadora Maria do Carmos Alves (DEM), feita nesta manhã (25/11) no Encontro Estadual de Lideranças do Mulher Democratas de Sergipe. O evento faz parte das estratégias do DEM Mulher para incentivar o protagonismo do gênero na política partidária.  

“Agradecemos a todas essas mulheres maravilhosas, sergipanas aguerridas, que estiveram conosco discutindo sobre mais espaço e maior representatividade feminina na política”, ressaltou a senadora, ao acrescentar que eventos, a exemplo desse, que buscam incentivar uma maior representatividade feminina na política são muito importantes para as mulheres “porque, em ambos os casos, lutamos pela igualdade de direitos e de oportunidades”, frisou. 

Segundo a senadora, todas as mulheres que estão envolvidas na política devem estar cada vez mais preparadas para assumirem seus postos. E, para isso, é preciso que elas cobrem dos partidos uma formação política adequada, porque além do espírito nato de liderança é necessário conhecer temas que são do interesse da coletividade, para que suas posições, propostas e ações possam resultar em benefícios para a sociedade.

“Eu me sinto orgulhosa de estar entre as mulheres pioneiras na política e nos negócios sergipanos. Assumi as empresas da família quando João (esposo e ex-governador de Sergipe, in memorian) resolveu entrar para a política. Eu tinha acabado de me formar em Direito, mas abracei esses desafios. Comandei empresas dos ramos de hotelaria, comunicação e construção civil, atuando em três Estados diferentes”, contou. 

Maria do Carmo Alves é a única brasileira a exercer três mandatos consecutivos como senadora da República, em um cenário de sub-representação da mulher. Uma vez que dos 81 senadores eleitos para o quadriênio de 2019 a 2023, apenas 14 são mulheres. “Confio muito na contribuição que a mulher tem para dar ao setor produtivo, na gestão de negócios de todos os tamanhos”, afirmou.

A senadora democrata lembrou que teve uma experiência muito positiva no terceiro governo de João Alves, com a implantação do Banco do Povo. “Pois criamos um programa de microcrédito que realizamos em parceria com o Banese, oferecendo subsídios a pequenos investidores que não tinham condições de conseguir os mesmos empréstimos junto aos bancos tradicionais. Tivemos a feliz surpresa de ver que a maioria dos créditos foram concedidos a mulheres”. 

“As mulheres precisam de oportunidades para que possam dar vazão aos seus grandes potenciais, seja na política, seja na geração de negócios. E espero que muitas mulheres possam hoje serem inspiradas a esses desafios e que se sintam motivadas a assumir esse protagonismo em suas vidas e na condução de sua comunidade”, ressaltou Maria do Carmo Alves.

O que você está buscando?