Atendimento especializado para emissão de RG; confira

Instituto de Identificação conta com postos exclusivos para a emissão da carteira de identidade para as pessoas com deficiência, idosos maiores de 70 anos, pacientes em tratamento oncológico, nascidos fora do país e pessoas transexuais

Redação, 11 de Janeiro , 2022

O Instituto de Identificação Papiloscopista Wendel da Silva Gonzaga (IIWSG) conta com atendimentos especializados para as pessoas com deficiência, idosos maiores de 70 anos, pacientes em tratamento oncológico, nascidos fora do país e pessoas transexuais. Em 2021, mais de 15 mil pessoas foram atendidas no âmbito dos grupos prioritários. O IIWSG, com a mudança de tecnologia e abertura de novas unidades, conta com postos especializados para o atendimento a esses públicos.

Segundo o diretor do Instituto de Identificação, Jenilson Gomes, o novo sistema possibilitou que as pessoas com deficiência ou portadores de enfermidades crônicas ou permanentes, além de ter um atendimento especializado, pudessem inserir a situação no documento de identidade. “Em Aracaju, temos uma unidade exclusiva para o atendimento desse público que reside na Região Metropolitana”, destacou.

Além desse público, o IIWSG conta com o atendimento exclusivo para as pessoas com mais de 70 anos. “Hoje há o atendimento sem a necessidade de agendamento para esses idosos e para as pessoas em tratamento oncológico. Não é mais preciso agendar em nenhuma de nossas mais de 50 unidades espalhadas pelo estado. Mas, é importante que o cidadão chegue entre 7h e 8h para que haja o encaixe no atendimento da unidade”, informou.

Na sede do instituto, há também o atendimento especializado para nascidos fora do país e para as pessoas transexuais. “Para os nascidos fora do Brasil, o atendimento é feito às terças e quintas-feiras, das 10h às 14h, sem a necessidade de agendamento. Da mesma forma o cidadão que optou pela mudança de gênero na certidão ou a utilização de nome social, a partir das 14h às 16h, todos os dias da semana”, orientou o diretor do IIWSG.

O Instituto de Identificação também tem atendido pacientes acamados em unidades hospitalares para a garantia do documento de identificação. “Em razão da pandemia, não estamos ofertando de forma aberta o atendimento domiciliar. Estamos trabalhando para que, agora no primeiro semestre, esse serviço retome. Estamos atendendo o cidadão dentro das unidades de saúde e esperamos expandir o serviço em breve”, concluiu Jenilson Gomes.

O que você está buscando?