Desembargadora Iolanda Santos Guimarães finaliza mandato no TRE-SE

Os membros do TRE-SE enalteceram o trabalho desenvolvido pela desembargadora Iolanda durante seu biênio na Justiça Eleitoral sergipana

Redação, 21 de Janeiro , 2022

A vice-presidente e corregedora regional eleitoral de Sergipe, desembargadora Iolanda Santos Guimarães, participou hoje, sexta-feira (21), de sua última sessão de julgamentos como juíza membro do Tribunal Regional Eleitoral de Sergipe (TRE-SE). A magistrada tomou posse no dia 23 de janeiro de 2020 e encerrará oficialmente seu biênio no próximo domingo (23).

Esgotada a pauta de julgamentos, os membros do TRE-SE enalteceram o trabalho desenvolvido pela desembargadora Iolanda durante seu biênio na Justiça Eleitoral sergipana.Todos os integrantes do colegiado fizeram questão de utilizar a palavra para deferenciar as qualidades inatas da magistrada.

O presidente do TRE-SE, desembargador Roberto Eugênio da Fonseca Porto, afirmou que nos tempos atuais, permeados por desatinos, divisões e correrias é muito difícil encontrar pessoas com quem possamos trocar boas energias, que sempre tem uma palavra de incentivo, pessoas em quem podemos confiar. “A desembargadora Iolanda é uma dessas pessoas. Possui uma trajetória íntegra e admirável. Juíza desde o ano de 1989, tomou posse na desembargadoria em junho de 2014 pelo critério de merecimento, o que por si já demonstra sua inata aptidão para as atividades judicantes e o seu comprometimento com o que escolheu para a vida”, disse Roberto Porto.

Prosseguindo sua fala, o presidente afirmou ser difícil catalogar todas as qualidades da corregedora. “Como pessoa, a afabilidade talvez seja o maior de seus encantos, pois seu jeito de ser sempre deixa um grupo de admiradores e admiradoras por onde passa. Todos gostam de tê-la ao seu lado, seja em conversas cotidianas seja quando se adentra em assuntos da área jurídica, assunto que ela domina. Como profissional é um exemplo a ser seguido. Se dedica por inteiro por onde passa. Aqui neste regional não foi diferente. A frente da Corregedoria Regional, soube conduzir com galhardia os trabalhos realizados no período, notadamente durante as eleições municipais de 2020”, lembrou. Ao final de sua fala, o presidente entregou uma placa de homenagem à desembargadora Iolanda.

Os demais membros também fizeram o uso da palavra para render homenagens ao trabalho da desembargadora. Foram eles: o juiz Gilton Batista Brito, a jurista Clarisse de Aguiar Ribeiro Simas, o membro jurista substituto Carlos Kraus de Menezes e o procurador substituto Flávio Pereira da Costa Matias.

Em seu discurso de despedida, a Desa Iolanda agradeceu aos seus pares pelo convívio harmonioso durante seu biênio. Destacou o trabalho do ministério público, na pessoa do Dr. Heitor Soares e do Dr. Leonardo Cervino. “É sempre bom enaltecer o trabalho dos funcionários deste Tribunal. Parabenizo o diretor-geral do TRE-SE, Rubens Lisboa, que é um grande funcionário e faz um trabalho digno e edificante. O trabalho da assessoria de comunicação também merece ser lembrado. Acompanho as publicações diárias no Instagram e vejo que estamos na vanguarda, sempre levando debates relevantes para as redes sociais. Não poderia deixar de citar o nome do motorista Alan, que sempre me atendeu com muita cortesia e se mostrou um ser humano muito agradável”, asseverou a homenageada.

Finalizando sua fala, Iolanda Guimarães lembrou que “passamos por momentos difíceis, durante os momentos críticos da pandemia, mas realizamos uma eleição tranquila, transparente e atendemos todas as exigências sanitárias. Os processos foram julgados, os Cartórios mantiveram o funcionamento dentro da normalidade e conseguimos galgar o Selo Ouro de qualidade do CNJ. Durante essa jornada, obtive muitos ensinamentos nesta casa. Eu pretendo voltar ao TRE-SE para realizar o sonho de presidir um Tribunal que é referência para a Justiça Eleitoral no Brasil”, concluiu.

O que você está buscando?