Projeto une 12 artistas em coletânea com selos da diversidade e evolução musical de Sergipe

Redação, 08 de Fevereiro , 2022

Um compilado de trabalhos inéditos, que retrata a profissionalização, diversidade e evolução da música sergipana, ganha o mundo nesta sexta-feira, 11, através das principais plataformas digitais. A coletânea ‘O Novo Som de Sergipe’ tem a assinatura da gravadora Badalando Play e reúne faixas inédita recém-produzidas por 12 artistas sergipanos, com toda assessoria fonográfica da gravadora sergipana, em um projeto executado com incentivos da Lei Aldir Blanc.

A coletânea de aproximadamente 90 minutos nasce como referência musical em Sergipe, com cenário de projeção sem fronteiras para os artistas que acabam de lançar os produtos. As obras incluídas no projeto também já chegam ao mercado com o carimbo da profissionalização musical, com os cadastros necessários para um músico, registros, proteção das obras e liberação para monetização com direitos autorais de cada artista participante.

“É um projeto que tem como premissa ajudar os artistas a entenderem suas carreiras e possibilidades dentro do mercado profissional da música. Nós selecionamos os artistas que estão começando na carreira autoral e acreditamos no potencial de cada um, dentro do seu nicho, trabalhando o conceito artístico, com seleção de repertório, produção musical e todos cuidados no processo de divulgação”, destaca Deivid Gonçalves, Diretor A&R e Sócio da Badalando Play.

Entre os artistas que fazem parte da coletânea, estão Mariamilena e a sua nova faixa ‘Chegue Aqui’; Igor Rodsi - ‘Ai É Se Entregar”; Os Faranis - ‘Pagou De Louco’; Mc Aykinho - ‘Pitú Com Caju’; Athur Matos – ‘Fim’; Maruska – ‘Canções De Amor’; Squandy - ‘Mel’; Mr Skull – ‘The Blues’; Octavio Lisboa & Mr Jhones - ‘Chuva’; Wendell Santana - ‘Vou Dizer Pra Ela’; Vera - ‘Até Você Crescer’; e Roberto Sare - ‘O Modaneiro É Bom’.

A coletânea, que futuramente se transformará em DVD, será divulgada em formatos de áudio e vídeo, com uma dinâmica de apresentação de clipes gravados em estúdio, seguida por um bate-papo com os artistas para explicar o processo criativo da obra, as inspirações e planos dos artistas para o futuro.

Segundo Deivid, a construção do projeto se certificou de todos os detalhes. “Foi feita toda uma consultoria de gestão de carreira para esses artistas, enfatizando a importância da música autoral e como se viver da música. Adotamos todos os cuidados na parte legal, porque essa é uma especialidade nossa, como primeira empresa Music Business aqui no estado, ou seja, uma Editora, Selo e Gravadora, com todo aparato que o artista precisa no processo de profissionalização”, enfatiza.

O lançamento do projeto nesta sexta-feira, 11, coincide com a data padrão de lançamentos de novos produtos nas principais plataformas digitais, potencializando ainda mais as novas obras musicais que chegam ao mercado.

VÉRTICE ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO E IMPRENSA

O que você está buscando?