Gente Sergipana – Zé Luiz de Zé Sacristão. (por Antonio Samarone)

Noticias, 22 de Junho , 2022 - Atualizado em 22 de Junho, 2022

 

 

Até meados do século XX, ser padre era uma alternativa promissora para os jovens sergipanos. As autoridades eram denominadas civis, militares e eclesiásticas. O juiz, o coronel e o padre eram personagens destacadas em qualquer comunidade.

O Seminário do Aracaju recebeu dezenas de itabaianiastas interessados. Os primeiros foram Zé Luiz de Zé Sacristão e Avelar de João Padre, sobrinho de Euclides Paes Mendonça.

Essa semana fiquei sabendo que as cinzas de Zé Luiz de Zé Sacristão chegaram à Sergipe, para um descanso definitivo no cemitério da Irmandade das Almas, em Itabaiana.

José Luiz de Oliveira nasceu em 11 de outubro de 1943, filho de José Joaquim de Oliveira (Zé Sacristão) e Dona Maria Andrade Oliveira. Fez o primário em Itabaiana, na escola paroquial. Resolveu ser padre, matriculou-se no seminário menor do Aracaju. Para aprofundar a formação de padre, foi transferido para o seminário maior de Viamão, no RS, onde estudou teologia e filosofia.

Zé Luiz era um estudioso. Para um maior aprofundamento em filosofia, foi à França, onde doutorou-se em filosofia da educação. Falava fluentemente 5 idiomas. Entretanto, Zé Luiz mudou de rumo, casou-se com uma francesa.

De volta do Brasil foi ser professor, ensinou na UFS. Foi o primeiro diretor do Mobral em Sergipe, dedicando-se a tarefa de reduzir o analfabetismo no Brasil. Foi transferido para o Rio de Janeiro, por conta do Mobral e lá foi professor da UFRJ.

Zé Luiz de Zé Sacristão era um erudito, versado em música clássica, que viveu fora de Sergipe. Mesmo em Itabaiana, ele só é lembrado pelos mais velhos. Um fato relevante: foi um saudoso da velha Aldeia, sempre queria saber sobre Itabaiana.

Para avivar a memória dos interessados, Zé Luiz é irmão do famoso ortopedista Luciano Oliveira, faz parte da raiz dos ferreiros de Itabaiana, da cepa de João José de Oliveira, da Matapoã. É um dos nossos!

Em nome dos mais velhos, acolhemos com reconhecimento e admiração as suas honradas cinzas. Que a sua vida sirva de exemplo.

*Antonio Samarone (médico sanitarista)*

O que você está buscando?