Ação conjunta entre MPSE e Polícia Federal cumprem 38 mandados de busca e apreensão em Sergipe, Alagoas e São Paulo

Noticias, 22 de Junho , 2022 - Atualizado em 22 de Junho, 2022

 


O Ministério Público de Sergipe (MPSE), através do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), das Promotorias de Justiça de Canindé de São Francisco e de Poço Redondo, e a Polícia Federal realizaram, nesta terça-feira, 21, uma operação sincronizada em Sergipe, Alagoas e São Paulo, que cumpriu 38 mandados judiciais expedidos pelo Poder Judiciário Sergipano.

A ação é resultado de trabalhos investigativos conduzidos pelo MPSE e pela Polícia Federal e teve como objetivo atingir, dentre outras modalidades de ilícitos, organizações criminosas responsáveis pela prática de delitos contra a administração pública e lavagem de dinheiro.

Diversos documentos e objetos de interesse para as investigações foram apreendidos e encaminhados para o Gaeco/MPSE. Em um dos endereços foi apreendida uma significativa quantia de dinheiro em espécie no valor de R$ 125.000,00 (cento e vinte e cinco mil reais). Uma pessoa foi presa em flagrante delito por posse ilegal de arma de fogo.

> Mandados

Sergipe foi o estado que concentrou o maior número das ações especializadas, num total de 35 mandados de busca e apreensão, que foram executados em cinco municípios: Aracaju (8 mandados); Ribeirópolis (2 mandados); Poço Redondo (11 mandados); Nossa Senhora do Socorro (1 mandado) e Canindé de São Francisco (14 mandados). 

Já no estado de Alagoas, no município de Piranhas, cumpriu-se um mandado de busca e apreensão, enquanto que no estado de São Paulo dois mandados foram executados.

> Apoio

A operação ainda contou com o apoio do Gabinete de Segurança Institucional (GSI) do MPSE e da Polícia Civil de Sergipe. 

Pelo MPSE participaram 7 Promotores de Justiça, incluindo o staff de Promotores e Promotoras de Justiça do Gaeco, 30 servidores e 7 viaturas.

A Polícia Civil de Sergipe participou da operação com um efetivo de 5 servidores, dentre eles um Delegado de Polícia.

Já a Polícia Federal, entre delegados, escrivães e agentes de polícia, disponibilizou aproximadamente 160 servidores e 40 viaturas para as ações de busca e apreensão.

 

Por: MP

O que você está buscando?