Tecnologia assistiva e a inclusão de pessoas com deficiência

Redação, 27 de Outubro , 2022

Já é perceptível a série de mudanças que a educação vem passando, uma delas é a consciência de que os alunos possuem necessidades distintas e que elas precisam ser atendidas de maneiras diferentes. Outro fator importante é a incrementação de meios tecnológicos cada vez mais presentes que oferecem a possibilidade de unir tecnologia e acessibilidade em sala de aula. 

Além disso, a presença de pessoas com deficiência nas universidades aumentou em 144,83% de acordo com dados do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep). Sendo esse um motivo importante para que as instituições estejam atentas às funcionalidades de seus Ambientes Virtuais de Aprendizagem (AVA).

O uso da tecnologia assistiva pode garantir o direito das pessoas com deficiência, de serem incluídas na sociedade, independentemente de suas limitações, localização geográfica, promovendo assim, a acessibilidade. Só quem tem alguma deficiência ou convive diariamente com essas pessoas compreendem a importância e a urgência da utilização da Tecnologia Assistiva para facilitar e motivar essas pessoas a concluírem o ensino superior. 

Todo estudante com deficiência deve ser capaz de acessá-lo, visualizar os conteúdos e compreendê-los com a mesma eficácia de um colega sem limitações. É pensando nessa acessibilidade que o AVA da Universidade Tiradentes (Unit) é desenvolvido com empatia para promover a capacitação e empoderamento de alunos com deficiência seja da modalidade presencial e ou na modalidade de Educação a Distância (EAD).

“A inclusão é parte da cultura da D2L. A acessibilidade é um componente integral do ciclo de desenvolvimento, o que permite um alinhamento aos padrões globais de acessibilidade que garantem a usabilidade por pessoas com deficiência e sua interoperabilidade com tecnologias assistivas”, explica a gerente acadêmica da Unit EAD, Karen Sasaki.

Funcionalidades do AVA

Ao ampliar a acessibilidade dos conteúdos, a instituição de ensino não só garante o direito básico à educação como diminui o risco de evasão dos estudantes deficientes. Como é o caso da aluna do curso de Serviço Social do polo da Unit EAD em Propriá (SE), Izabel Cristina Santos, que é deficiente visual. Entretanto, sua condição não a impossibilitou de ir atrás do seu sonho de concluir o ensino superior e foi na Unit que ela encontrou esta oportunidade. 

“Para mim está sendo uma experiência única, que a Unit está me oferecendo. O AVA é uma ferramenta muito acessível que me deu total autonomia e facilidade durante o processo de aprendizagem, além de ser extremamente útil para os portadores de necessidades especiais. Já fiz processo em outra universidade, só que ela não me deu a oportunidade e suporte que a Unit me deu”, afirma. 

A futura assistente social conta com o auxílio de um programa de leitor de tela, com voz natural em português, que lê para a aluna todo o conteúdo apresentado. Assim, Izabel pode estudar no conforto da sua casa, sem precisar se deslocar até a universidade todos os dias e tendo a garantia de uma educação de qualidade, além do apoio de todo o corpo docente da instituição. 

O EAD tem se mostrado como um importante instrumento de inserção educacional às pessoas portadoras de necessidades especiais e com o auxílio das tecnologias, vem amenizando as dificuldades e obstáculos, no intuito que o conhecimento possa ser alcançado de forma inclusiva por todos. Além disso, o AVA vem se adequando às necessidades dos alunos com necessidades especiais, tornando-se acessível através da disponibilização de recursos e ferramentas de acessibilidade. 


Asscom Unit


Siga os canais do Portal 93 Notícias: YouTube, Instagram, Facebook, Threads e TikTok

Participe da comunidade da 93 Notícias no Whatsapp e receba as principais notícias do dia direto no seu celular. Clique aqui e se inscreva.

O que você está buscando?

google-site-verification=GspNtrMqzi5tC7KW9MzuhDlp-edzEyK7V92cQfNPgMc google-site-verification=GspNtrMqzi5tC7KW9MzuhDlp-edzEyK7V92cQfNPgMc