Governo de Sergipe abre processo seletivo simplificado para psicólogos e assistentes sociais

Redação, 09 de Maio , 2023


Foto: Maria Odília

O Governo de Sergipe tornou público nesta segunda-feira, 8, o edital nº 10/2023, que versa sobre o Processo Seletivo Simplificado (PSS) para contrato de psicólogos e assistentes sociais no âmbito do Programa Acolher. São disponibilizadas 95 vagas, 60 das quais são para psicólogos e 35 vagas para assistentes sociais, além de cadastro reserva. Os profissionais serão alocados nas 10 diretorias regionais de educação de Sergipe, conforme o edital, e cumprirão uma carga horária de 30 horas semanais.

As inscrições via internet acontecerão no período de 15 de maio a 16 de junho e deverão ser realizadas exclusivamente no portal da Seduc (http://www.seduc.se.gov.br), na aba editais e seleções em que constam o edital, cuja ficha de inscrição online estará disponível, bem como os procedimentos necessários à efetivação da inscrição e ao upload da documentação.

Os profissionais não farão atendimento clínico individualizado de estudantes, nem atendimento psicoterapêutico, haja vista que essa é uma função da seara da Saúde. Segundo o secretário de Estado da Educação, Zezinho Sobral, o objetivo do Acolher é aprimorar e fortalecer as atividades coletivas e multidisciplinares voltadas para a saúde mental dos alunos, professores e servidores da Rede Estadual de Ensino, com a promoção de ações cotidianas da escola.

“São profissionais que irão contribuir muito no desenvolvimento intelectual, emocional e social dos estudantes; fomentarão e planejarão, junto à escola a construção de valores e soluções que colaborem positivamente com o bem-estar, o rendimento escolar e a integração com a sociedade. O programa Acolher tem como foco promover a assistência coletiva tanto nas escolas da rede estadual quanto nas Diretorias Regionais de Educação e vem para desenvolver iniciativas que promovam avanços das condições de trabalho dos profissionais de educação. É o maior e mais completo programa presencial de psicólogos e assistentes sociais nas escolas sergipanas, atendendo aos anseios de professores, alunos, pais de alunos, de toda a comunidade escolar”, destacou.

Ação efetiva

O Acolher é considerado o maior projeto do gênero no país, já que disponibiliza, presencialmente, um número de psicólogos e assistentes sociais relativo ao número de alunos matriculados; ou seja, regionais consideradas de grande porte contemplarão 20 ou 18 profissionais; as de médio porte, oito profissionais; e as de pequeno porte, cinco profissionais. “Por ser presencial, teremos um programa com a maior capilaridade e capacidade de resolutividade e assistência do pais”, ressalta Zezinho Sobral.

O programa Acolher visa a instituir uma equipe de apoio psicossocial escolar em cada diretoria regional, de caráter multidisciplinar, a ser composta de psicólogos e assistentes sociais, que atuarão com a finalidade de oferecer suporte às escolas das respectivas regiões da rede pública estadual de ensino.

Os profissionais de psicologia estarão habilitados para identificar e resolver problemas psicossociais que possam bloquear desenvolvimento de potencialidades dos alunos; auxiliar e subsidiar a unidade escolar em situações de violência grave e que necessitem de atendimento emergencial; realizar pesquisas, diagnósticos e intervenção individual ou em grupo, contribuindo na elaboração de planos e políticas educacionais; utilizar instrumentos e testes psicológicos, a fim de orientar a equipe escolar e avaliar a eficiência dos programas educacionais; desenvolver programas de orientação profissional, visando a um melhor aproveitamento e desenvolvimento do potencial dos alunos e dos problemas que prejudicam a permanência e o rendimento do estudante.

Para as demandas em Assistência Social, os profissionais estarão habilitados a identificar os problemas que prejudiquem a permanência e o rendimento do aluno, auxiliando no planejamento do combate à evasão escolar; realizar o levantamento dos estudantes em situação de vulnerabilidade e direcioná-los para os programas sociais; fortalecer a integração das famílias no cotidiano escolar, realizando visitas, em casos específicos, para entender as diversas realidades; orientar os diretores, coordenadores, professores, pais e alunos a seguirem e cumprirem um papel social importante para a escola, respeitando e entendendo os direitos que cada um tem e suas responsabilidades no meio educacional; trabalhar no ambiente escolar de forma preventiva, percebendo fatores que produzem impacto negativo na área educacional e propor soluções para evitar que os problemas se repitam.
 


Siga os canais do Portal 93 Notícias: YouTube, Instagram, Facebook, Threads e TikTok

Participe da comunidade da 93 Notícias no Whatsapp e receba as principais notícias do dia direto no seu celular. Clique aqui e se inscreva.

O que você está buscando?

google-site-verification=GspNtrMqzi5tC7KW9MzuhDlp-edzEyK7V92cQfNPgMc google-site-verification=GspNtrMqzi5tC7KW9MzuhDlp-edzEyK7V92cQfNPgMc