O Teatro em Itabaiana. (por Antonio Samarone).

Redação, 21 de Setembro , 2023 - Atualizado em 21 de Setembro, 2023

 

 

 

O teatro vem de longe, da Grécia antiga, acompanha a civilização.

O Prefeito Adailton Souza, anunciou que irá construir um grande Teatro em Itabaiana. Foi uma satisfação popular. Entretanto, sempre aparece os cagas raivas. Um comerciante conhecido, me questionou: “para que Teatro, isso não faz parte de nossas tradições.”

Fui pesquisar. Quando começou o teatro em Itabaiana?

No final do século XIX, existem registros em Itabaiana, de uma representação teatral na Praça da Igreja, celebrando Conselheiro e a batalha final de Canudos. O cenários de guerra era montado com muito realismo. Não sei até quando durou.

Na década de 1920, junto com o cinema mudo, atividades teatrais foram frequentes. O primeiro cinema de Itabaiana, junto com o teatro, funcionou na esquina da Rua de Vitória com o Canto Escuro.

O cinema foi iniciativa de Zezé da Lagoa, o que está sentado com a esposa Dona Dulce e família ao fundo, nessa foto rara. O nosso primeiro cinema não foi o Popular, de Zeca Mesquita.

Depois funcionou no imóvel do antigo cinema de Zezé da Lagoa, o Tiro de Guerra. O imóvel passou para Firmino de Cândido. Atualmente o imóvel pertence à família do ex-líder político Chico de Miguel.

No sábado, 23 de setembro, iremos comemorar o centenário desse nosso teatro tradicional, no cinema mudo de Zezé da Lagoa, com uma apresentação do Imbuaça.

Na década de 1950, o teatro voltou a cena em Itabaiana, no cinema de Zeca Mesquita. O talentoso Zé Bezerra, aluno de Procópio Ferreira, filho de Tibério Bezerra e Dona Antonieta, dona da pensão, assombrou Itabaiana com a sua arte.

Zé Bezerra depois criou o “Circo Teatro José Bezerra. Foi nesse circo onde eu conheci o teatro, que se chamava drama. Zé Bezerra (ator e autor de peças) é o patrono do teatro em Itabaiana.

Ressalte-se que o teatro religioso é muito forte nos povoados. Na Cajaíba existe um anfiteatro em praça pública, com arquibancada para a plateia. Um coliseu rural. A Paixão de Cristo é encenada em outros povoados, com um realismo fantástico.

Na década de 1970, a Academia de Ana Angélica, irmã de Djalma Lobo, montou e encenou em Itabaiana, várias peças teatrais. Tudo documentado. Eu tenho as fotos. Lembro-me de Santo Antonio Fujão.

Em março de 2012, foi inaugurado um anfiteatro na Praça Chiara Lubich, com a peça “Flor de Macambira, com o Grupo de Ser tão Teatro, da Paraíba. O local tornou-se ponto tradicional de Cultura.

Nos últimos 20 anos, vários grupos amadores de teatro foram montados e desmontados.

Amanhã, sábado, as 16 horas, na Praça da Igreja, o grupo Imbuaça se apresenta, trazendo o palco para onde o teatro começou em Itabaiana, comemorando o centenário do Teatro de Zezé da Lagoa e acenando para novos tempos, a construção de um teatro, o primeiro do interior sergipano.

Não sei se fui claro. Não sei se o comerciante entendeu. Não quero polemizar. Itabaiana tem longa tradição teatral e a construção de um teatro é uma necessidade. O prefeito Adailton Souza, acertou.

“A gente não quer só comida/ A gente quer comida, diversão e arte.”

Antonio Samarone – Médico sanitarista.


Siga os canais do Portal 93 Notícias: YouTube, Instagram, Facebook, Threads e TikTok

Participe da comunidade da 93 Notícias no Whatsapp e receba as principais notícias do dia direto no seu celular. Clique aqui e se inscreva.

O que você está buscando?

google-site-verification=GspNtrMqzi5tC7KW9MzuhDlp-edzEyK7V92cQfNPgMc api.clevernt.com/3ed9a8eb-1593-11ee-9cb4-cabfa2a5a2de/ google-site-verification=GspNtrMqzi5tC7KW9MzuhDlp-edzEyK7V92cQfNPgMc UA-190019291-1 google-site-verification=GspNtrMqzi5tC7KW9MzuhDlp-edzEyK7V92cQfNPgMc