Fim do empréstimo consignado aos pensionistas do INSS? Saiba tudo

Redação, 15 de Outubro , 2023 - Atualizado em 15 de Outubro, 2023

 

 

Uma decisão do Conselho Nacional de Previdência Social (CNPS), tomada na última quarta-feira (11), pode ter profundas repercussões para os aposentados e pensionistas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

 

O teto de juros do empréstimo consignado, que já estava em 1,91% ao mês, foi reduzido para 1,84% ao mês. A medida visa tornar o crédito consignado mais acessível e atraente para esse grupo da população, que geralmente tem renda fixa e baixa capacidade de pagamento.

No entanto, a decisão não foi bem recebida pela Federação Brasileira de Bancos (Febraban), que expressa sérias preocupações. A entidade afirmou que, em resposta a essa alteração, muitos bancos estão considerando a possibilidade de cessar a oferta do empréstimo consignado, ameaçando a continuidade desse recurso financeiro crucial para aposentados e pensionistas.

A Febraban rotulou a redução como “artificial e arbitrária,” argumentando que a mudança não considerou os impactos econômicos sobre a oferta de crédito.

Avaliação:

A redução do teto de juros do empréstimo consignado é uma medida positiva para os aposentados e pensionistas do INSS, que poderão ter acesso a um crédito mais barato. No entanto, a medida também pode ter consequências negativas, como a redução da oferta de crédito por parte dos bancos.

É importante que o governo avalie os impactos dessa medida para garantir que os aposentados e pensionistas continuem tendo acesso ao crédito consignado, que é um importante instrumento de inclusão financeira.

Possíveis cenários:

Se a redução do teto de juros levar à redução da oferta de crédito, os aposentados e pensionistas terão menos opções para obter crédito. Isso pode dificultar o acesso a empréstimos para fins como educação, saúde e consumo.

Além disso, a redução da oferta de crédito pode levar a um aumento das taxas de juros para esse grupo da população. Isso significa que os aposentados e pensionistas que conseguirem obter um empréstimo pagarão mais juros, o que pode prejudicar seu orçamento.

Recomendações:

O governo deve monitorar os impactos da redução do teto de juros do empréstimo consignado para aposentados e pensionistas. Se a medida levar à redução da oferta de crédito, o governo deve tomar medidas para garantir que esse grupo da população continue tendo acesso a crédito a juros baixos.

Algumas medidas que o governo pode tomar incluem:

Fornecer subsídios aos bancos para que continuem oferecendo crédito consignado para aposentados e pensionistas;
Estabelecer um programa de crédito consignado subsidiado pelo governo;
Aumentar o teto de juros do empréstimo consignado.

 


Siga os canais do Portal 93 Notícias: YouTube, Instagram, Facebook, Threads e TikTok

Participe da comunidade da 93 Notícias no Whatsapp e receba as principais notícias do dia direto no seu celular. Clique aqui e se inscreva.

O que você está buscando?

google-site-verification=GspNtrMqzi5tC7KW9MzuhDlp-edzEyK7V92cQfNPgMc google-site-verification=GspNtrMqzi5tC7KW9MzuhDlp-edzEyK7V92cQfNPgMc