Pesquisadores estudam uso de eletrodos na descontaminação de águas

Redação, 02 de Novembro , 2023

Pesquisas da Universidade Tiradentes (Unit) buscam novas técnicas para o tratamento de águas contaminadas e dos efluentes produzidos em hospitais. Os estudos feitos no Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Processos (PEP) e no Laboratório de Eletroquímica e Nanotecnologia (LEN) do Instituto de Tecnologia e Pesquisa (ITP), encontram-se em estágio intermediário e foram apresentados na primeira edição da Conferência Internacional sobre Investigação e Inovação em Energias Renováveis e Ambiente (Ciema), que aconteceu no mês passado em Arequipa (Peru). 

Os estudos desenvolvidos por alunos e professores do PEP/Unit são focados no desenvolvimento de métodos de síntese de materiais (eletrodos), que podem ser usados nos processos de descontaminação. Eles se encontram em um grau de maturidade intermediário, mas já resultaram em três patentes relacionadas a estes métodos de síntese, além da publicação de 43 artigos em revistas científicas internacionais de alto impacto. 

Para o congresso no Peru, essas pesquisas foram condensadas e apresentadas em duas palestras, chamadas keynotes. 

A primeira, da professora-doutora Katlin Ivon Barrios Eguiluz, foi sobre a degradação eletroquímica de efluentes hospitalares sintéticos usando ânodos (eletrodos) de óxidos metálicos mistos. Ela explica que a degradação eletroquímica é um processo que utiliza energia elétrica contra poluentes presentes na água. “Esse processo é uma alternativa promissora para o tratamento de efluentes hospitalares, pois é capaz de degradar poluentes orgânicos resistentes, como antibióticos e hormônios. O trabalho apresentado aborda uma questão crítica na gestão de resíduos, oferecendo uma solução sustentável para o tratamento de águas residuais hospitalares”, detalhou a autora.

Já a segunda, do professor-doutor Giancarlo Richard Salazar Banda, investiga a influência dos métodos de calcinação, que é a decomposição de uma substância através da alta temperatura, na eficiência eletroquímica e fotoeletroquímica dos ânodos de óxidos metálicos obtidos em materiais como titânio e rutênio. “O estudo mostrou que o método de calcinação pode influenciar significativamente o desempenho do ânodo Ti/RuO2-TiO2. Este estudo é uma grande promessa para melhorar o desempenho de ânodos em sistemas eletroquímicos, abrindo caminho para tecnologias de conversão de energia mais eficientes”, afirma ele.

Os professores do PEP/Unit explicam que, inicialmente, o trabalho de síntese dos eletrodos foi realizado em escala de laboratório, com áreas menores para estudos em sistemas em batelada e pequenos volumes de água contaminada. Atualmente, isso acontece com áreas superficiais maiores, com o objetivo de tratar volumes maiores de efluentes em sistemas em fluxo, ou seja, onde a água contaminada passa pelo sistema e sai tratada, sem ficar parada no sistema até a descontaminação.

“Os nossos resultados poderão impactar enormemente a sociedade em um estágio de maturidade posterior. Uma vez que os nossos materiais sejam testados e aplicados em sistemas reais de tratamento de efluentes e águas contaminadas, eles poderão aumentar grandemente a eficiência destes sistemas na remoção de contaminantes emergentes e de difícil eliminação pelos sistemas atuais de tratamento de efluentes”, destacam Giancarlo e Katlin, acrescentando que as informações obtidas nas pesquisas contribuem significativamente para o avanço das tecnologias sustentáveis.

Além dos professores e dos alunos de mestrado e doutorado do PEP, as pesquisas contam ainda com alunos de iniciação científica dos cursos de graduação da área de Exatas da Unit. 


Asscom Unit


Siga os canais do Portal 93 Notícias: YouTube, Instagram, Facebook, Threads e TikTok

Participe da comunidade da 93 Notícias no Whatsapp e receba as principais notícias do dia direto no seu celular. Clique aqui e se inscreva.

O que você está buscando?

google-site-verification=GspNtrMqzi5tC7KW9MzuhDlp-edzEyK7V92cQfNPgMc google-site-verification=GspNtrMqzi5tC7KW9MzuhDlp-edzEyK7V92cQfNPgMc