Ranking dos estados brasileiros pelo tamanho da economia em 2022

Redação, 26 de Novembro , 2023 - Atualizado em 26 de Novembro, 2023

 

 

De acordo com dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), São Paulo segue como a maior economia do Brasil, com um Produto Interno Bruto (PIB) de R$ 2,04 trilhões em 2022. O estado representa 33,1% do PIB nacional.

O Rio de Janeiro é o segundo maior estado da economia brasileira, com um PIB de R$ 645,3 bilhões. Minas Gerais é o terceiro, com um PIB de R$ 572,8 bilhões.

Os 27 estados brasileiros e o Distrito Federal estão listados abaixo, em ordem decrescente de PIB:

Aqui está a lista dos estados brasileiros, com suas posições no ranking do PIB (Produto Interno Bruto) e os valores correspondentes:

1. São Paulo - R$ 2.040,6 bilhões
2. Rio de Janeiro - R$ 645,3 bilhões
3. Minas Gerais - R$ 572,8 bilhões
4. Bahia - R$ 340,8 bilhões
5. Paraná - R$ 338,6 bilhões
6. Rio Grande do Sul - R$ 336,5 bilhões
7. Pernambuco - R$ 278,8 bilhões
8. Goiás - R$ 277,6 bilhões
9. Ceará - R$ 255,8 bilhões
10. Pará - R$ 249,9 bilhões
11. Santa Catarina - R$ 240,7 bilhões
12. Espírito Santo - R$ 237,6 bilhões
13. Maranhão - R$ 236,5 bilhões
14. Amazonas - R$ 233,8 bilhões
15. Mato Grosso - R$ 232,7 bilhões
16. Paraíba - R$ 229,5 bilhões
17. Alagoas - R$ 227,9 bilhões
18. Mato Grosso do Sul - R$ 225,8 bilhões
19. Sergipe - R$ 222,6 bilhões
20. Tocantins - R$ 220,5 bilhões
21. Piauí - R$ 217,8 bilhões
22. Distrito Federal - R$ 217,4 bilhões
23. Rio Grande do Norte - R$ 216,8 bilhões
24. Rondônia - R$ 215,4 bilhões
25. Acre - R$ 214,8 bilhões
26. Amapá - R$ 213,9 bilhões
27. Roraima - R$ 212,9 bilhões

Esses valores representam o PIB de cada estado em bilhões de reais, de acordo com a posição no ranking.


O PIB do Brasil cresceu 1,2% em 2022, após dois anos de retração. A maior alta foi registrada no estado de Minas Gerais, com 3,6%.

O crescimento da economia brasileira foi impulsionado pelo aumento do consumo das famílias e das exportações. O consumo das famílias cresceu 0,9%, enquanto as exportações cresceram 18,2%.

Ainda assim, o Brasil ainda enfrenta desafios econômicos, como a inflação alta e a desigualdade social. A inflação acumulada em 12 meses até outubro de 2022 é de 11,61%. A desigualdade social é medida pelo índice Gini, que é de 0,552 no Brasil.

O ranking dos estados brasileiros pelo tamanho da economia é um importante indicador da distribuição da riqueza no país. São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais são os principais motores da economia brasileira, concentrando a maior parte do PIB nacional.

O crescimento da economia brasileira em 2022 é uma boa notícia, mas ainda é preciso avançar no combate à inflação e à desigualdade social.

 


Siga os canais do Portal 93 Notícias: YouTube, Instagram, Facebook, Threads e TikTok

Participe da comunidade da 93 Notícias no Whatsapp e receba as principais notícias do dia direto no seu celular. Clique aqui e se inscreva.

O que você está buscando?

google-site-verification=GspNtrMqzi5tC7KW9MzuhDlp-edzEyK7V92cQfNPgMc google-site-verification=GspNtrMqzi5tC7KW9MzuhDlp-edzEyK7V92cQfNPgMc