Polícia à procura de Rodrigo Rocha, por ter matado seu empregado

Redação, 29 de Janeiro, 2020 - Atualizado em 29 de Janeiro, 2020

A Secretaria da Segurança Pública de Sergipe emitiu nota, nesta terça-feira à tarde (28), informando que está à procura do empresário Rodrigo Rocha – seu nome verdadeiro é Rodrigo Dantas Santos – suspeito de ter assassinado o empregado dele Jorge Alexandre Souza Santana, 28 anos. O crime aconteceu, quinta-feira da semana passada, na cozinha da casa de Rodrigo, que desde então escafedeu-se.

O empresário procurado pela Polícia não é mais primário. No final da década de 90, ele matou a tiros o vigilante José dos Santos, de 59 anos, quando este se encontrava trabalhando no centro da cidade de Lagarto. Foi condenado e cumpriu a pena no Presídio Regional Juiz Manoel Barbosa de Souza, em Tobias Barreto, e em prisão domiciliar.

Leia Nota da SSP:

A Polícia Civil de Sergipe realiza diligências para cumprir um mandado de prisão temporária em desfavor de Rodrigo Dantas dos Santos, 41 anos, suspeito da autoria do homicídio que vitimou Jorge Alexandre Souza Santana, 28 anos. O crime ocorreu na noite da última quinta-feira, 23, dentro de uma casa pertencente a Rodrigo na cidade de Lagarto.

Nesta terça-feira, 28, a Polícia Civil cumpriu um segundo mandado de prisão temporária contra um homem que estava dentro da casa no momento do crime. Ele prestou depoimento acompanhado de um advogado e detalhou toda a dinâmica do homicídio.

O rapaz contou que estava na casa acompanhado de Rodrigo e Jorge e que ambos consumiram drogas e álcool. No depoimento, ele disse que em determinado momento ouviu disparos de arma de fogo e que ao se dirigir à cozinha viu Jorge todo ensanguentado no chão e Rodrigo entrando em seu veículo.

Desde então, Rodrigo não foi mais localizado para prestar sua versão dos fatos. A  Polícia Civil considera o suspeito foragido desde a última sexta-feira, 24, momento em que a Polícia Civil, imediatamente, solicitou a prisão do suspeito. Informações sobre o paradeiro de Rodrigo Dantas pode ser encaminhada para o Disque-Denúncia 181. O sigilo é garantido.”.

O que você está buscando?