Prefeitura de Itabaiana faz reunião com responsáveis por obras na cidade, para pedir reparos dos estragos após fortes chuvas

Redação, 25 de Abril, 2020 - Atualizado em 25 de Abril, 2020


Diante das fortes chuvas ocorridas em Itabaiana desde o dia 23 de abril, trazendo como consequência transtornos nas mais diversas localidades da cidade, especialmente naquelas que têm obras de macrodrenagem e esgotamento sanitário, de responsabilidade da Deso, a Prefeitura de Itabaiana convocou os responsáveis pelas obras para darem esclarecimentos e prestarem explicações e3m uma reunião realizada no final da manhã desta sexta-feira, 24.

Lembrando que os alagamentos e inundações ocorridas em ruas e avenidas da cidade se deram em locais em que a obra da Deso está em curso, o prefeito de Itabaiana, Valmir de Francisquinho fez observações importantes sobre a problemática. “Diversas ruas que nunca tiveram esse tipo de problema em virtude das chuvas, em consequência dessa obra passaram a ter. É preciso que se acelere essa obra, que os serviços sejam feitos com qualidade e eficiência, e ainda que haja o ressarcimento ou indenização das pessoas que forma prejudicadas”, disse Valmir de Francisquinho.

 

Também presente da reunião, a secretária de Obras de Itabaiana, Deilza Assis, entregou aos responsáveis pela obra um Laudo de Vistoria, acompanhado de laudo fotográfico, demonstrando os efeitos nocivos das chuvas nas vias itabaianenses. “Estive pessoalmente nos locais atingidos e é necessário que os responsáveis pela obra, de fato, se responsabilizem em relação aos problemas que foram ocasionados pelas chuvas e agravados pela obra”, resumiu a secretária.

Representando a Deso na reunião, um dos seus diretores, o engenheiro Gabriel Almeida de Campos, informou que as obras devem se estender até o final de julho, assim como se comprometeu a realizar o conserto, a limpeza e a manutenção de todas as ruas, becos, vielas e afins que foram abertas pelas empresas contratadas pela Deso para a realização das obras. Gabriel também garantiu que vai analisar os laudos que recebeu e, no prazo de uma semana, irá apresentar um cronograma para a solução dos problemas.

Já um dos responsáveis técnicos pela Construtora Celi, uma das empresas contratadas pela Deso, o engenheiro Paulo, disse que alguns canais já se encontram prontos, mas para que a obra possa prosseguir, é necessário fazer a interligação desses mesmos canais, o que encerraria os problemas verificados com as inundações e os alagamentos nas ruas itabaianenses.

“Nossa preocupação é com o povo, com os moradores que estão sofrendo. Não colocamos nenhuma dificuldade para que a Deso pudesse realizar a obra. Mas agora é a hora da contrapartida. A boa vontade que sempre demonstramos precisa ser respondida com ações imediatas e com a aceleração das obras. Mais chuvas devem vir por aí e é impossível que esses problemas sigam ocorrendo sem que os responsáveis tomem alguma providência”, finalizou Valmir de Francisquinho.

Por: Secom Itabaiana

O que você está buscando?