Terapia celular CAR-T Cell: esperança para pacientes com câncer

Redação, 25 de Fevereiro , 2024 - Atualizado em 25 de Fevereiro, 2024


Uma nova esperança surge para pacientes com câncer em estágio avançado: a terapia celular CAR-T Cell, desenvolvida em solo brasileiro por uma parceria entre o Instituto Butantan, a Universidade de São Paulo (USP) e o Hemocentro de Ribeirão Preto. Essa inovadora terapia vem apresentando resultados promissores no combate a diversos tipos de tumores, oferecendo uma alternativa de tratamento para aqueles que já esgotaram todas as outras opções.

 

Funcionamento da terapia:

Coleta e modificação das células T: As células T, responsáveis pela resposta imune do nosso corpo, são coletadas do paciente por meio de um processo semelhante à doação de sangue. Em laboratório, essas células são modificadas geneticamente para que expressem um receptor especial chamado CAR (Chimeric Antigen Receptor). Esse receptor permite que as células T reconheçam e ataquem as células cancerígenas com grande precisão.
Infusão e combate ao tumor: As células T modificadas, agora com a capacidade de identificar e destruir as células cancerígenas, são infundidas de volta no paciente. Essas células "armadas" circulam pelo corpo e se direcionam para o tumor, onde se multiplicam e iniciam o ataque.
Resultados promissores no Brasil:

Remissão completa em 2019: Um dos primeiros pacientes a receber a terapia CAR-T Cell no Brasil, portador de um linfoma não-Hodgkin, obteve remissão completa da doença após apenas um mês de tratamento. Apesar de ter falecido por outras causas dois meses depois, o caso demonstra o potencial da terapia.
Outros tipos de câncer: Estudos clínicos em andamento estão avaliando a eficácia da terapia CAR-T Cell em outros tipos de câncer, como leucemia mieloide aguda, leucemia linfoblástica aguda e mieloma múltiplo. Os resultados preliminares são animadores, com taxas de remissão significativas.
Desafios e perspectivas:

Acesso universal: O maior desafio é tornar a terapia CAR-T Cell acessível a todos os pacientes que precisam dela. No momento, o custo do tratamento é extremamente elevado, em torno de R$ 2 milhões. No entanto, esforços estão sendo feitos para reduzir esse custo e viabilizar o acesso via Sistema Único de Saúde (SUS).
Produção nacional: A produção das células CAR-T Cell já está sendo realizada no Brasil, o que representa um grande avanço. Parcerias entre instituições públicas e privadas, como a que viabilizou o desenvolvimento da terapia, são essenciais para ampliar a capacidade de produção e reduzir custos.
Pesquisa contínua: A pesquisa em torno da terapia CAR-T Cell não para. Cientistas estão trabalhando para aprimorar a técnica, aumentar sua eficácia e reduzir seus efeitos colaterais. O objetivo é oferecer uma terapia segura e eficaz para um número cada vez maior de pacientes.
A terapia celular CAR-T Cell representa um marco na luta contra o câncer. Essa nova abordagem terapêutica oferece esperança para aqueles que antes não tinham mais opções de tratamento. Com o desenvolvimento e a produção nacional, a expectativa é que essa terapia possa beneficiar mais e mais pacientes no futuro, transformando a forma como combatemos essa doença devastadora.

Exemplos de aplicação da terapia CAR-T Cell:

Linfoma não-Hodgkin: Um dos tipos de câncer mais tratados com a terapia CAR-T Cell, com taxas de remissão que podem chegar a 80% em alguns casos.
Leucemia mieloide aguda: Estudos clínicos demonstram que a terapia CAR-T Cell pode ser eficaz em pacientes com leucemia mieloide aguda em recaída ou refratária ao tratamento convencional.
Mieloma múltiplo: A terapia CAR-T Cell também está sendo utilizada no tratamento do mieloma múltiplo, com resultados promissores em pacientes que não responderam a outras terapias.
É importante destacar que a terapia CAR-T Cell ainda está em fase de desenvolvimento e não é uma solução universal para o câncer. No entanto, os resultados até agora demonstram que essa terapia tem o potencial de revolucionar o tratamento de diversos tipos de tumores, oferecendo uma nova esperança para pacientes que antes não tinham mais opções.


Siga os canais do Portal 93 Notícias: YouTube, Instagram, Facebook, Threads e TikTok

Participe da comunidade da 93 Notícias no Whatsapp e receba as principais notícias do dia direto no seu celular. Clique aqui e se inscreva.

O que você está buscando?

google-site-verification=GspNtrMqzi5tC7KW9MzuhDlp-edzEyK7V92cQfNPgMc api.clevernt.com/3ed9a8eb-1593-11ee-9cb4-cabfa2a5a2de/ google-site-verification=GspNtrMqzi5tC7KW9MzuhDlp-edzEyK7V92cQfNPgMc UA-190019291-1 google-site-verification=GspNtrMqzi5tC7KW9MzuhDlp-edzEyK7V92cQfNPgMc