Novo revestimento reduz resíduos e tempo de obra em edifício

Redação, 29 de Fevereiro , 2024

Com cada vez mais frequência, estudos climáticos apontam que uma revolução na maneira de projetar e construir edifícios é um dos caminhos mais importantes para atingir a neutralidade de emissões carbono no futuro. Um relatório da ONU demonstrou que o setor de construção é responsável atualmente por quase 40% das emissões de gases causadores do efeito estufa, além de gerar resíduos poluentes cujo descarte inadequado pode agravar a crise climática. Pensando em reduzir o impacto ambiental e também o tempo de construção de seus projetos, uma solução foi desenvolvida pela PSA Arquitetura, em parceria com a empresa de pré-moldados Stamp, para o empreendimento de alto padrão Praça Lindenberg Itaim, com previsão de lançamento para este ano.

As fachadas foram desenvolvidas utilizando um revestimento de painéis pré-moldados, criado especialmente para o projeto, que simula a aparência dos tradicionais tijolinhos a partir de um molde texturizado de poliuretano preenchido com 100% de concreto armado. Como resultado, o material dispensa o processo tradicional de fabricação de tijolos (que envolve o manejo da argila, material natural com uma alta taxa de geração de resíduos em sua fabricação), proporcionando qualidade final superior. Para além da sustentabilidade, a aplicação de um painel pré-moldado substituiu a aplicação individual de tijolos, um ganho em eficiência que permitiu a redução do cronograma de obra original em seis meses.

O que motivou a busca pela solução alternativa foram as dimensões do empreendimento Praça Lindenberg Itaim, composto por duas torres de 114,50 metros de altura, cuja fachada com aplicação de tijolos representava um desafio. "Ainda na etapa de anteprojeto começamos a desenvolver essa ideia. Quando entramos na fase de aprovação do projeto, estávamos, ao mesmo tempo, na fase de concepção desse elemento pré-moldado, analisando o impacto que teria na área de fachada", lembra Christiani Longato, do time da PSA Arquitetura. O mock up foi criado e aperfeiçoado entre agosto e novembro de 2019 e demandou verificar as interfaces com caixilho, cerâmicas e impermeabilização antes do início da execução.

Sérgio Cincurá, diretor da Lindenberg e engenheiro civil de formação, conta que já recebeu na obra cerca de dez visitas de representantes de incorporadoras para conhecer de perto a implantação. "Foi a primeira vez que usamos um pré-moldado em 100% da fachada de um empreendimento e vimos o resultado superar o anterior, inclusive quanto a estanqueidade, acústica e durabilidade", resume. Para o executivo, a participação da PSA Arquitetura e, especialmente de seu sócio titular Pablo Slemenson, que também participou das reuniões técnicas e da análise dos protótipos, foi fundamental para garantir o sucesso da solução idealizada.

Os painéis foram planejados em projeto de modo a buscar vantagens técnicas com relação a alvenaria, como a fixação por sistemas que permitem uma movimentação em conjunto com a estrutura, eliminando fissuras que provavelmente apareceriam nas alvenarias. Outro ponto positivo foram os vãos para a colocação dos caixilhos sem a necessidade de fazer medição no local, permitindo assim sua fabricação antes do término da montagem dos painéis. 

 

O Praça Lindenberg e outros projetos da PSA Arquitetura podem ser conferidos em: 

https://psa.arq.br/



Website: https://psa.arq.br/

Siga os canais do Portal 93 Notícias: YouTube, Instagram, Facebook, Threads e TikTok

Participe da comunidade da 93 Notícias no Whatsapp e receba as principais notícias do dia direto no seu celular. Clique aqui e se inscreva.

O que você está buscando?

google-site-verification=GspNtrMqzi5tC7KW9MzuhDlp-edzEyK7V92cQfNPgMc api.clevernt.com/3ed9a8eb-1593-11ee-9cb4-cabfa2a5a2de/ google-site-verification=GspNtrMqzi5tC7KW9MzuhDlp-edzEyK7V92cQfNPgMc UA-190019291-1 google-site-verification=GspNtrMqzi5tC7KW9MzuhDlp-edzEyK7V92cQfNPgMc