Secretaria de Estado da Saúde oferta serviço qualificado para crianças e adolescentes vítimas de violência sexual

Somente no primeiro mês deste ano foram realizados 155 atendimentos médicos, 105 atendimentos do Serviço Social, 77 da Psicologia, 30 perícias médicas, 70 coletas para exames, 15 atendimentos de Enfermagem e 16 psiquiátricos

Redação, 29 de Fevereiro , 2024 - Atualizado em 29 de Fevereiro, 2024

Um serviço de excelência ofertado pelo Governo de Sergipe é o Centro de Referência no Atendimento Infantojuvenil (Crai) para crianças e adolescentes vítimas de violência sexual. O espaço físico está localizado anexo à Maternidade Nossa Senhora de Lourdes (MNSL). Em janeiro deste ano, ocorreram 155 atendimentos médicos, 105 atendimentos do Serviço Social, 77 da Psicologia, 30 perícias médicas, 70 coletas para exames, 15 atendimentos de Enfermagem e 16 psiquiátricos.

O Crai é um serviço da Secretaria de Estado da Saúde (SES), composto por uma equipe multidisciplinar e tem parceria com a Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP), o Ministério Público de Sergipe (MPSE) e o Ministério Público do Trabalho em Sergipe (MPT). Sergipe é o primeiro estado do Norte e Nordeste e o segundo do Brasil a ter um Crai (atrás apenas do Rio Grande do Sul).

De acordo com a coordenadora do Crai, Lourivânia Prado, as vítimas precisam de um atendimento especial neste momento de agravo e no Crai, elas são recepcionadas por profissionais de Psicologia, equipes médica e de Enfermagem e pela Assistência Social. “Mas não só as vítimas, os familiares e acompanhantes que trazem estas crianças e adolescentes também são acolhidos”, enfatizou.

O serviço oferece toda a assistência voltada à saúde e proteção da vítima. “São ofertados todos os exames laboratoriais e exames que detectam precocemente algum agravo à saúde após a violência sexual, por exemplo, que infelizmente é o tipo de agravo mais comum. Além da proteção, que é registrar o boletim de ocorrência e a perícia física neste mesmo espaço, evitando que a vítima precise circular por outras instituições. É tudo realizado aqui mesmo, graças à parceria com os outros órgãos competentes”, informou a coordenadora.

O Crai atende crianças e adolescentes até os 18 anos incompletos (17 anos, 11 meses e 29 dias) vítimas de violência sexual por demanda espontânea, por agendamento, encaminhadas pelas delegacias, pelos conselhos tutelares, pela Educação e referenciadas por toda a rede de saúde do Estado. Funciona de segunda a sexta-feira, das 7 horas às 19hs. Aos fins de semana, à noite e nos feriados, o atendimento de emergência é realizado nos serviços de saúde de urgência da rede hospitalar do estado.

 

ASN


Siga os canais do Portal 93 Notícias: YouTube, Instagram, Facebook, Threads e TikTok

Participe da comunidade da 93 Notícias no Whatsapp e receba as principais notícias do dia direto no seu celular. Clique aqui e se inscreva.

O que você está buscando?

google-site-verification=GspNtrMqzi5tC7KW9MzuhDlp-edzEyK7V92cQfNPgMc api.clevernt.com/3ed9a8eb-1593-11ee-9cb4-cabfa2a5a2de/ google-site-verification=GspNtrMqzi5tC7KW9MzuhDlp-edzEyK7V92cQfNPgMc UA-190019291-1 google-site-verification=GspNtrMqzi5tC7KW9MzuhDlp-edzEyK7V92cQfNPgMc