Game on-line pode ser método de lazer e de concentração

Redação, 19 de Março , 2021

Acadêmica de Direito, nadadora e jogadora de Free Fire são algumas das versões de Carolina de Andrade Barreto, 20 anos. Adepta do game desde 2018, ela se tornou competidora com a pandemia e irá representar Sergipe nos Jogos Universitários Brasileiros (Jubs).

Representando a Universidade Tiradentes, Carolina Barreto irá disputar, de forma virtual, a categoria game virtual dos Jogos Universitários Brasileiros (Jubs). Ela está inscrita na modalidade Free Fire com mais três estudantes.

O Free Fire é um jogo de estratégia, cujo objetivo é eliminar os adversários. Ele pode ser jogado de forma individual, em dupla ou em quarteto pelo celular ou pelo computador. “A equipe será formada só por mulheres e será dividida em duas etapas: virtual, e se passar, vai para a presencial em Brasília. Jogo free fire desde 2018, mas na pandemia comecei a participar de alguns campeonatos e entrei em um time”, conta.

Atleta de natação com medalha no Jubs, Carolina conta que trocou a piscina pelo celular por conta da pandemia no novo coronavírus. “Comecei a me dedicar mais, entrei em uma equipe só de meninas. Não tem torcida, mas é bem emocionante. Acho que todo esporte auxilia na concentração e no foco. O Free Fire é um jogo de estratégia e me ajuda com um raciocínio mais rápido”.

Jogo

Free Fire Battlegrounds é um game do gênero Battle Royale que pode ser baixado gratuitamente em dispositivos Android e iPhone (iOS). O game disponibilizado pela Garena foi considerado o melhor jogo mobile de 2018 e é um dos mais populares nas lojas virtuais, sendo sucesso na App Store e Google Play Store com mais de 100 milhões de instalações. A jogabilidade de Free Fire é simples e rápida, e oferece modos ranqueados para os jogadores mais competitivos.

Fonte: Assessoria de Imprensa | Unit

O que você está buscando?