Governo de Sergipe planeja ações promocionais com a Gol Linhas Aéreas

Dentre as ações está a divulgação do Destino Sergipe nos canais de comunicação oficiais da companhia e em demais mídias que a mesma possui parcerias

Redação, 01 de Junho , 2021

O secretário de Estado do Turismo, Sales Neto, reuniu-se na tarde desta segunda-feira (31), com executivos da companhia aérea Gol, para tratar de ações promocionais em parceria. O diálogo está sendo possível graças à atuação do governador Belivaldo Chagas, que sinalizou para a renovação do convênio com as empresas aéreas, que reduz a alíquota de ICMS do querosene de aviação para as companhias que trouxerem novos voos.

A partir disso, a secretaria tabulou negociações junto às empresas do setor aéreo e, nesta reunião com os executivos, o gerente da Gol na  América Latina, Ciro Camargo,  e o analista de Comunicação Mateus Gribel Trevizani, responsável pela organização, veiculação e estratégia de marketing, abordaram o planejamento de ações promocionais para o segundo semestre de 2021. Foi definido que, em 20 dias, será desenhado um plano de ação e que, após isso, haverá uma nova reunião para estabelecer o cronograma dessas ações promocionais que vão desde a promoção de fam tours (viagens de familiarização), press trip, ações com influenciadores digitais que têm contratos com a Gol, até a divulgação do Destino Sergipe nos canais de comunicação oficiais da companhia  e em demais mídias que a mesma possui parcerias.

De acordo com o secretário de Turismo, Sales Neto, as ações promocionais darão muita ênfase ao maior diferencial que o estado de Sergipe tem, que são os Cânions de Xingó - que será o carro chefe - sem deixar de divulgar, também, os produtos de sol e mar e o turismo ecológico, muito em voga em tempos de pandemia. 

“Nós estamos focados em promover o destino, entendendo que esse é um momento de muita dificuldade por conta da pandemia. É preciso acertar a mão e dosar o momento certo de se recuar e de se fazer. Estamos com a mão no pulso para não perder o momento certo e deixar passar o trem da história, pois concorremos com outros destinos. É uma questão que leva em conta a preservação de vidas por um lado, e tem a questão mercadológica do setor econômico do turismo, de outro, e tudo é muito sensível” disse o secretário.

O que você está buscando?