A “tensão política” no Brasil tem muitos “culpados” e um deles é a corrupção!

Habacuque, 29 de Agosto , 2021

Para este colunista está claro que há um esforço concentrado para tentar minimizar os atos de apoio ao governo do presidente Jari Bolsonaro (sem partido) previstos para o próximo dia 7 de setembro (Dia da Independência do País) em vários Estados brasileiros. Embora reproduzam com, certa insistência, que as pesquisas de intenção de votos para 2022 não favorecem a Bolsonaro, embora apontem uma série de defeitos ao presidente, há sim uma preocupação com os atos que serão realizados em breve.

Este colunista não vai negar os problemas do atual governo, em especial os que são enfrentados diretamente pelos mais pobres como o litro de gasolina em torno de R$ 7; botijão de gás perto de R$ 100; preços exorbitantes cobrados nos supermercados; carne, frango, feijão e arroz com preços nas alturas...tá tudo muito caro, é verdade, mas há uma série de fatores em torno disso, são diversos os interesses e é preciso ter coragem (e vontade) para dizer: a culpa não é apenas do governo federal!

Há um “jogo” em andamento onde alguns setores trabalham abertamente para atrapalhar ou inviabilizar o governo Bolsonaro. É bem verdade que muita gente não entende determinadas posturas do presidente. Em alguns momentos a impressão que se passa é que ele busca “inflar”, tencionar a relação com outras instituições e setores. Mas o que para uns pode parecer “polêmica”, para muitos outros simboliza “coragem” por se impor e não se dobrar a pressões do setores do Poder Judiciário.

Mantendo o compromisso de dizer a verdade ao povão, este colunista reforça que existem sim diversos problemas na gestão do presidente Bolsonaro, mas a constatação que se tem é que, se como muitos dizem que o Brasil não aguenta mais tanta tensão política, outra verdade é que o brasileiro não quer nem ouvir falar em corrupção! E o que uma coisa tem com a outra? Muitos que condenam a “tensão”, geralmente “alimentam” alguns conflitos por interesses diversos, dentre eles a “corrupção”...

O cidadão comum está mais exigente, o “monopólio da informação” foi quebrado pelas redes sociais e hoje, fake ou fato, a notícia chega na palma da mão do brasileiro, através de um aparelho celular. Por mais que a “grande mídia” tente impor na cabeça das pessoas uma realidade, esse mesmo cidadão tem agora um senso crítico mais apurado para avaliar e definir o que ele acha certo e o errado. É nesse momento que as “raposas” tentam se passar por “ovelhas” para ludibriar as pessoas...

Este colunista não acompanha apenas o governo atual; já conviveu e recebeu informações dos bastidores de outras gestões federais. Há quem não goste de Bolsonaro pelo o que ele faz e fala, mas, justiça seja feita, há também uma parcela que induz os demais a ficar contra porque ele não representa seus interesses políticos e/ou econômicos/financeiros. A teoria de “golpe” é só mais uma narrativa de quem se alimenta da corrupção, de quem vive nas sombras e da manipulação...

 

Veja essa!

Entrevistado pelo radialista George Magalhães, na SIM FM de Carmópolis, o deputado estadual Luciano Bispo (MDB) reafirmou que continua focado em seu projeto de reeleição, mas não nega o sonho de disputar um cargo majoritário em 2022, inclusive o governo do Estado. Sobre as especulações, Luciano pontuou que, pelo menos na base aliada, anda não tem qualquer candidatura definida para o próximo ano.

 

E essa!

Questionado pelo apresentador sobre a saída do Partido dos Trabalhadores da base aliada e do lançamento de uma pré-candidatura ao governo do Estado do senador Rogério Carvalho, Luciano reconhece que o cenário político se encaminha para uma candidatura governista em um palanque e uma petista em outro no próximo ano. “Todo mundo tem o direito de pleitear uma candidatura. Eu sou um homem de grupo e acho que nós devemos esperar a opinião do comandante maior”.

 

Pode apoiar

Sobre um possível apoio do ex-prefeito de Itabaiana, Valmir de Francisquinho (PL), para uma candidatura governista em 2022, Luciano disse que não vê problema algum se seu adversário escolher votar no projeto da situação, mas pontua dizendo que “em Itabaiana ele não sobe no meu palanque e nem eu subo no dele! Ele só precisa esquecer essa SLB (Síndrome de Luciano Bispo) que ele insiste em carregar e adotar um estilo próprio”.

 

Mitidieri & Silvany

Luciano também avaliou como muito positiva a adesão do agrupamento liderado por André Moura ao governo do Estado e não descartou que ele pode ser o pré-candidato do agrupamento ao Senado em 2022. Ele também teceu elogios ao deputado federal Fábio Mitidieri (PSD) e não escondeu a satisfação quando a prefeita de Capela, Silvany Mamlak – que também participou da entrevista, antecipou que seu palanque no próximo ano será o de Mitidieri e de Luciano Bispo.

 

Pronto pra tudo!

Por fim, sobre os rumores de que pode disputar a vaga de vice-governador, Luciano reafirmou que está pronto para disputar qualquer projeto político, da reeleição até o governo do Estado. Mas assegurou que não há nada definido. “Nenhuma candidatura está definida na majoritária do Governo. Temos grandes nomes para governador e para vice-governador. Eu continuo focado na reeleição, mas estou pronto para qualquer coisa, desde que seja a vontade do grupo”.

 

Bomba!

Um vereador de Aracaju, ligado ao segmento evangélico, pode encontrar algumas dificuldades para explicar um fato “inusitado”: consta nos atos administrativos que ele conta com “duas” chefes de gabinete devidamente nomeadas e remuneradas. Detalhe: são dois acordos políticos e, na prática, quem realmente coordena tudo no gabinete é um “terceiro chefe” que supostamente “despacha” em um órgão público da administração municipal...

 

Exclusiva!

Chega também a informação que outra “funcionária” do vereador religioso já está se preparando para disputar um mandato eletivo em 2022. Ou seja, é ou não é um “negócio universal”? Que os “obreiros” das diversas Igrejas evangélicas fiquem atentos porque quando se tem “fé”, até o “milagre” de ter três chefes de gabinete se consegue em Aracaju. Um luxo!

 

Laércio Oliveira I

O deputado federal Laércio Oliveira esteve no Rio de Janeiro participando de uma rodada de reuniões com empresas e entidades do setor de petróleo e gás, visando à atração de investimentos e novos negócios para o estado de Sergipe. Ele acompanhou o Secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico e da Ciência e Tecnologia (Sedetec), José Augusto Carvalho e o superintendente executivo Marcelo Menezes.

 

Laércio Oliveira II

A primeira reunião foi com o presidente da Eneva, Pedro Zinner e o diretor de Assuntos Institucionais Damian Popolo. Eles trataram de oportunidades de negócios para Sergipe com a empresa, que é produtora de gás onshore. “Falamos sobre o desinvestimento da Petrobras no campo do Polo Carmópolis no qual a empresa está participando e também a questão de disponibilidade de gás para oferta no estado de Sergipe”, explicou Laércio.

 

Laércio Oliveira III

Em seguida, a reunião foi com a New Fortress Energy com o diretor geral Celso Silva, o vice-presidente de Novos Negócios Jeremy Dawson, o vice-presidente de vendas diretas Marcelo Rodrigues e o do diretor geral em Nova Iorque, Andrew Dete. “Na ocasião foram discutidas várias questões com relação ao suprimento de gás em contrato firmado com a Unigel (antiga Fafen), a possibilidade de oferta de gás para atender à Sergas, a importância do gasoduto de transporte para a conexão do terminal de GNL da CELSE com a malha de transporte. Conversamos também sobre a operação de GNL Small Scale, perspectivas de construção de novas térmicas e também a definição de regras para o uso compartilhado do terminal de GNL”, afirmou Marcelo Menezes.

 

Emília Corrêa I

A vereadora de Aracaju, Emília Corrêa (Patriota) segue questionando os constantes empréstimos milionários feitos pela gestão da capital, com a justificativa de executar obras. O problema, segundo a oposicionista, não são os serviços, em si, mas se os benefícios que eles oferecem aos aracajuanos estão à altura dos recursos investidos.

 

Emília Corrêa II

“Na obra de revitalização viária e urbanística do corredor da Hermes Fontes, foram usados pouco mais R$ 20 milhões em recursos. Abrigos caríssimos. Zero acessibilidade. Esses pontos não são analisados antes de executar serviços de tamanha grandiosidade? Ou só estão visando o dinheiro?”, questionou Emília. A vereadora, inclusive, que esteve fazendo uma fiscalização no local recentemente a convite de um morador cadeirante, sentiu na pele, os desafios.

 

Emília Corrêa III

“É um constrangimento sem tamanho para essas pessoas que precisam se arriscar, diariamente, para manter poder manter seu direito de ir e vir. Ninguém me disse. Eu vi com meus próprios olhos. Agora, aprovamos na Casa, mais US$84 milhões em empréstimos para obras da ‘Cidade do Futuro’, ironia ou não, é utilizar esse nome vislumbrando uma capital muito à frente, quando, na verdade, problemas simples e velhos, persistem há anos sem solução”, afirmou.

 

Zezinho Sobral I

Atuante em ações voltadas ao desenvolvimento da agricultura e compreendendo a importância de uma legislação eficiente para que produtores sergipanos expandam para outras praças, o deputado estadual Zezinho Sobral (Pode) defendeu na Assembleia Legislativa o Projeto de Lei 189/2021 que institui o Serviço de Inspeção Agroindustrial, Industrial e Sanitária de Produtos de Origem Animal no Estado de Sergipe (SIE/SE).

 

Zezinho Sobral II

De acordo com a propositura, a adequação da norma foi elaborada diante da necessidade de atualizar o sistema de inspeção agroindustrial, industrial e sanitária de modo a permitir a adesão ao Sistema Brasileiro de Inspeção de Produtos de Origem Animal (SISBI-POA) e assegurando que produtos locais sejam comercializados nacionalmente. Para o deputado Zezinho Sobral, através do SIE será aberto um leque de oportunidades para que agroindústrias, pequenos, médios e grandes produtores alcancem todo Brasil, gerando emprego, renda e desenvolvimento. 

 

Zezinho Sobral III

“Através dele, agroindústrias e produtores sergipanos se conectarão ao mercado brasileiro. Nossos produtos locais poderão ser vendidos em outros estados. Esse sistema garantirá a preservação da saúde pública, a defesa do consumidor, assegurando a integridade dos produtos de origem animal e fortalecendo a segurança alimentar”, destacou Sobral ressaltando que “através do SIE, será possível Sergipe aderir ao SISBI, o que impactará positivamente na economia sergipana”.  

 

Desenvolvimento Agropecuário

O PL prevê que o SIE/SE seja executado pela Empresa de Desenvolvimento Agropecuário de Sergipe (Emdagro), responsável pela fiscalização e inspeção agroindustrial, industrial e sanitária de produtos e subprodutos de origem animal, que poderá adotar as disposições da legislação federal, em especial o Regulamento da Inspeção Industrial e Sanitária de Produtos de Origem Animal (RIISPOA).

 

Janier Mota I

Autora da indicação que pede a criação de um programa assistencial para amparar os órfãos da pandemia do novo coronavírus, a deputada estadual Janier Mota (PL) celebrou o anúncio feito pelo governador Belivaldo Chagas, nesta quarta-feira, 25: o Governo de Sergipe lançará o Cartão Mais Inclusão (CMais) “Sergipe Acolhe”, uma iniciativa que beneficiará crianças e adolescentes em vulnerabilidade social que perderam os seus pais ou responsáveis devido à Covid-19, com um auxílio mensal de R$ 500.

 

Janier Mota II

No dia 30 de junho, preocupada e atenta às necessidades da população, Janier Mota foi a primeira parlamentar do Estado a protocolar na Assembleia Legislativa de Sergipe (Alese) Indicação (Nº389/2021) pedindo a implantação de programa destinado aos órfãos da Covid-19. A indicação da deputada foi aprovada em sessão plenária no dia 5 de agosto.

 

Janier Mota III

“Para a alegria do nosso mandato, o governador anunciou o lançamento do “Sergipe Acolhe”, um programa que chega na hora certa. Como ressaltei ao solicitar a criação deste importante auxílio, estamos falando de crianças e jovens que estão enfrentando o luto, a dor da perda, em virtude desta terrível pandemia e ainda precisam lidar com questões de sobrevivência financeira”, destaca a deputada.

 

Sergipe Acolhe

De acordo com Belivaldo Chagas, o projeto de lei que criará o “Sergipe Acolhe” está sendo editado e será encaminhado para a Alese nos próximos dias. Ainda, segundo o governador, o programa busca colocar em prática no Estado a iniciativa “Nordeste Acolhe”, do Consórcio Nordeste, lançado oficialmente nesta quarta-feira, na cidade de Natal/RN, com a presença da vice-governadora Eliane Aquino e da secretária de Estado da Inclusão e Assistência Social, Lucivanda Nunes.

 

Alô Poço Verde!

Chegam informações da forma ruim com que o secretário de finanças da cidade, Antônio Mário, trata os munícipes e servidores que lhe procuram. Fala-se em supostas humilhações, mesmo com os salários atrasados. Um grupo pensa em formalizar uma reclamação junto ao prefeito Iggor Oliveira contra a postura de seu auxiliar.

 

CRÍTICAS E SUGESTÕES

habacuquevillacorte@gmail.com  e habacuquevillacorte@hotmail. com

O que você está buscando?