Oposição continua “assistindo” à articulação política da base de Belivaldo

Habacuque, 12 de Janeiro , 2022

Superadas as festividades de final de ano, e mesmo com o recesso na Assembleia Legislativa e nas Câmaras Municipais, o ambiente político parece cada vez mais intenso com a proximidade dos períodos decisivos para a formação dos blocos que vão para a disputa pelo governo do Estado agora em 2022. Publicamente, a turma ainda se segura mais, mas nos bastidores são diversos os sentimentos, dentre eles o de muita expectativa, em especial para quem não é mandatário e se já trabalha para seu nome entre as tratativas.

Este colunista mantém a mesma linha de raciocínio, sem tirar e nem por: a oposição em Sergipe continua “assistindo” o trabalho de articulação política da base do governador Belivaldo Chagas (PSD) que, a depender do contexto, poderá fazer “barba e cabelo”, ou seja, eleger o sucessor e o nome do agrupamento para o Senado. Enquanto seus adversários seguem “dispersos” e “batendo a cabeça”, o “galeguinho” vai sustentando as pressões e preservando a unidade do grupo.

Pela situação, o nome a ser escolhido para representar o bloco sairá do “quinteto” Fábio Mitidieri (PSD), Ulices Andrade, Edvaldo Nogueira (PDT), Luciano Bispo (MDB) e Laércio Oliveira (SD). Este colunista apenas lembra que um deles também pode ser o “escolhido” para concorrer a cadeira de senador da República, caso o “favorito” André Moura não reúna condições legais. Uma definição que era esperada para agosto ou setembro de 2021, vem sendo “empurrada com o bucho” até agora.

A grande verdade é que, por mais desafiador que seja o cargo, por mais problemas que sua gestão esteja enfrentando, Belivaldo Chagas vai se saindo bem, politicamente falando, “dando uma aula”, por exemplo, no prefeito Edvaldo Nogueira, que mantém um péssimo relacionamento político com parte de sua bancada na Câmara Municipal de Aracaju. E já estamos chegando em fevereiro e o governo mantém sua base sólida, sem grandes riscos por parte da oposição.

Seus principais adversários, até o momento, os senadores Rogério Carvalho (PT) e Alessandro Vieira (Cidadania) não demonstram tanta “aptidão” em emergir ao Poder Executivo. O petista fez um “ensaio”, percorreu o Estado, conversou com muita gente, sinalizou até para uma postura mais crítica, mas deu uma “esfriada”. O “delegado” nem se decidiu ainda se disputa a presidência da República ou o Governo do Estado, e seus liderados ficam sem um “norte”, sem uma direção política.

Setores da oposição não gostam quando este colunista se manifesta assim; dizem que o titular deste espaço faz “o jogo do governo”; tudo isso faz parte da democracia, agora os fatos comprovam o entendimento, a linha de raciocínio. Sem ser incomodada a base aliada do governador vai apresentando suas “alternativas” e deixando em discussão no seio da sociedade. Já a oposição fiscaliza e cobra bem, mas insiste no erro de não ter estratégia. A eleição será em alguns meses e, por enquanto, sem nada no horizonte...

 

Belivaldo & Gustinho

O deputado federal Gustinho Ribeiro recebeu uma visita surpresa em seu gabinete, na capital sergipana. O governador Belivaldo Chagas foi ao encontro do parlamentar e tratou da destinação de recursos para o estado, reconhecendo o trabalho que Gustinho vem desenvolvendo no Congresso, inclusive sendo um dos destaques da bancada de Sergipe. Gustinho falou de seus projetos para o pleito que se aproxima.

 

Situação ou oposição?

A visita de Belivaldo Chagas a Gustinho Ribeiro, por exemplo, derruba uma “narrativa” de alguns setores que tentavam sinalizar para um projeto político de oposição, sinalizando um entendimento entre o deputado federal e o senador Rogério Carvalho. Pela postura de Gustinho no encontro, conclui-se que, dificilmente, ele não estará no palanque do governador, mesmo que este também seja o da família Reis.

 

E Valmir?

Em todas as entrevistas que concede, este colunista também é sempre questionado na montagem do cenário político sobre a posição do ex-prefeito de Itabaiana, Valmir de Francisquinho (PL). Estratégico, Valmir trabalha para se consolidar como uma das lideranças políticas do Agreste e ser pré-candidato a deputado federal ou estadual, numa “dobradinha” com o filho e já deputado Talysson (PL).

 

Pode ser tudo!

A análise deste colunista não questiona a capacidade e o potencial político de Valmir, que pode disputar qualquer mandato em Sergipe, inclusive o governo, mas vale lembrar sempre, aos desavisados, que seu filho e deputado Talysson vota a favor de todos os projetos do governo na Alese. Em síntese, não há ambiente de rompimento entre eles, mas alguns setores da oposição ainda “sonham” com isso! Depois, depois...

 

Veja essa!

A coluna se soma à corrente de oração pela plena recuperação do empresário João Tarantella. Ele foi vítima de um acidente de trânsito na noite dessa terça-feira (11), na zona Sul de Aracaju, e encontra-se intubado, em estado grave, no Hospital Governador João Alves Filho.

 

E essa!

Após ser submetido a um delicado procedimento cirúrgico em São Paulo, o ex-senador Valadares (PSB) ainda passará uns dias na capital paulista e, em breve, estará de volta em solo sergipano. Terá uma recuperação lenta e necessária, mas muito ativo, parece que a família terá que segurá-lo porque ele não pensa em outra coisa, que não seja fazer o que mais gosta: política. A coluna deseja uma efetiva recuperação e um bom retorno a Sergipe.

 

A obra sem fim!

A “interminável” obra da prefeitura de Aracaju nas Avenidas Hermes Fontes, Adélia Franco e José Carlos Silva continua incomodando muita gente. As lombadas elevadas e os pontos de ônibus situados no centro da via geram muitas discussões. O risco de acidentes continua iminente e a PMA, estranhamente, não se manifesta.

 

Cobrança do leitor

Um leitor assíduo da coluna sugeriu que a Prefeitura de Aracaju adotasse uma campanha educativa em toda a extensão da avenida, com agentes (não precisa ser do efetivo da SMTT) orientando os pedestres em alguns pontos críticos de travessia, e também buscando conscientizar os rodoviários sobre a necessidade do embarque e desembarque de passageiros ocorrerem nos locais adequados. Dinheiro tem, mas dá uma preguiça...

 

IPTU-10

Nos últimos dias os aracajuanos passaram a sofrer com uma nova “variante” que tem forte “poder de contágio” e que pode ser extremamente “prejudicial ao coração”: este colunista está falando do vírus IPTU-10, “produzido” pela Secretaria da Fazenda de Aracaju, mais precisamente pelo secretário que, por onde passa, só pensa em arrecadar, e que não demonstra qualquer sentimento pelo servidor, seja de qual esfera for. O povo “chamou” e ele voltou...

 

E a Maternidade?

Falando em “histórias sem fim”, este colunista continua esperando a sonhada data de inauguração plena da Maternidade Pública do bairro 17 de março da Prefeitura de Aracaju. O prefeito “da qualidade de vida” já está no sexto ano de administração e até agora, nada! De propaganda e marketing essa turma entende, e bem, mas...

 

Olha a Renascer!

Mais e mais denúncias chegam a esse espaço com relação ao PSS da Fundação. Histórias estarrecedores de atestados supostamente fabricados pela atual gestão para “beneficiar pupilos do REI”, assim como exigências que direcionaram para os mesmos “profissionais” que lá estão dormindo em berço esplendido, são repassadas diariamente para esse jornalista!

 

Em espécie!

Mas o que deixou esse colunista abismado foi a informação de que no início dessa atual gestão da Fundação Renascer, vários servidores, que não sabem informar se eram “contratados” através de uma terceirizada ou diretamente pela Fundação, recebiam seus “salários” em espécie”! Um dos denunciantes chegou a revelar essa “metodologia” para a diretoria do órgão, que fez ouvido de mercador! É mole?

 

Espaço aberto

Como tem feito em outras publicações, a coluna continua garantindo o espaço necessário para a direção da Fundação Renascer prestar todos os esclarecimentos sobre o que está sendo denunciado. O povo sergipano merece que tudo seja bem explicado, porque estamos falando de recursos públicos.

 

Socorro I

O vereador Alan Mota de Nossa Senhora do Socorro cobra do prefeito Padre Inaldo o rateio e o pagamento das sobras dos recursos do FUNDEB. O parlamentar explica que esses recursos são destinados à valorização dos profissionais de Educação. “Em ano de pandemia com as aulas paralisadas e escolas fechadas por um longo período precisamos saber com que foram gastos os recursos da Educação”, cobra o vereador.

 

Socorro II

O vereador chama a atenção dos órgãos fiscalizadores e defende uma auditoria na Secretaria Municipal de Educação. “Quando estávamos discutindo a lei do Fundeb na Câmara, apresentei várias emendas para facilitar a fiscalização desses recursos e todas foram rejeitadas. O que (a gestão) tem para esconder? Será que esses recursos estão sendo aplicados corretamente? Como é que não existem sobras desses recursos?”, questiona Alan Mota.

 

E a PMA?

Falando em valorização dos profissionais de Educação, o sentimento entre os professores da rede municipal de Aracaju deve ser de muita saudade do ex-prefeito João Alves Filho (in memoriam). Desde que assumiu a PMA em 2017, o prefeito Edvaldo Nogueira (PDT) não promoveu qualquer evolução no piso salarial da categoria que, até então, se comparando com o MEC, vinha em perfeita sintonia.

 

Tá uma feira!

Semana passada este colunista cobrou e vai repetir: não há controle algum sobre a fiscalização das exigências sanitárias nas feiras livres de Aracaju. E isso não tem muito segredo, basta verificar. E isso tanto vale para as feiras administradas pela Prefeitura de Aracaju quanto nas feiras particulares no quesito manipulação e armazenamento dos produtos.

 

Tem é coisa!

A informação é que um amplo levantamento está sendo feito com registros fotográficos de várias feiras livres da capital, documentos que comprovam tudo o que está sendo denunciado. Carnes, mariscos e laticínios estão sendo vendidos sem qualquer controle e o devido armazenamento. Se o Ministério Público decidir fiscalizar...

 

TCE I

O presidente do Tribunal de Contas do Estado (TCE/SE), conselheiro Flávio Conceição, esteve presente nesta segunda-feira, 10, na solenidade de inauguração da reforma do prédio da administração regional do Senac em Sergipe - edifício Walker Martins Carvalho. O ato faz parte das comemorações alusivas aos 75 anos de atuação do Senac em Sergipe, completados este ano. 

 

TCE II

Situada na Avenida Ivo do Prado, a unidade foi ampliada e modernizada, fruto de investimento superior a R$ 3,5 milhões. O local também será sede da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Sergipe (Fecomércio-SE). “O Senac possui relevantes serviços prestados aos sergipanos desde a sua chegada ao nosso estado, em 1947, sobretudo na formação profissional em diversas áreas; fiz questão de vim acompanhar esta inauguração como uma forma de reconhecimento a este importante trabalho”, afirmou o presidente do TCE.

 

Senac

Em Sergipe, o Senac dispõe de unidades em Aracaju, Itabaiana, Lagarto, Tobias Barreto e Nossa Senhora da Glória, mas tem atuação em todos os municípios sergipanos através do programa Senac Móvel, que leva cursos com as carretas-escola a locais que não possuem unidade física do Senac.

 

Fecomércio

O deputado federal e presidente do Sistema Fecomércio/Sesc/Senac, Laércio Oliveira, ressaltou que a inauguração dá continuidade ao projeto de reestruturação da imagem do Sistema no estado inteiro. “É um conjunto de três inaugurações que faremos aqui: primeiro, o Centro Administrativo; depois, um ambiente gastronômico juntamente com o Senac bistrô, um dos restaurantes mais belos que Aracaju terá em breve; em seguida, a ampliação com as áreas de salas de aula cujos investimentos irão a R$11 milhões”.

 

Priscila Felizola

Já a diretora regional do Senac, Priscila Felizola, enfatizou que a reforma proporcionou à sede administrativa “o que há de mais novo em todos os segmentos”. Segundo ela, o novo portfólio de capacitações já está disponível, com mais de 3500 vagas ofertadas para este quadrimestre: “é só entrar em nosso site ou vir aqui fazer a inscrição; as aulas começam no final de fevereiro, início de março”. 

 

Walker Carvalho

Além de reformada e ampliada, a sede administrativa do Senac Sergipe passa a levar o nome do empresário Walker Martins Carvalho, que presidiu Sistema Fecomércio por 11 mandatos. “É uma coisa que me deixou alegre, satisfeito e realizado porque fui lembrado; se me fizeram essa homenagem é porque deixei alguma coisa plantada que germinou e hoje estão reconhecendo e estou muito emocionado e satisfeito”, disse o homenageado. 

 

Belivaldo Chagas

Na inauguração esteve ainda entre os presentes o governador Belivaldo Chagas, que em seu discurso enalteceu a importância do Senac para os sergipanos. “Graças ao Senac e a todo o Sistema Fecomércio temos pessoas trabalhando, colaborando para o desenvolvimento de Sergipe; sabemos das dificuldades para encontrar emprego e quando a pessoa não está preparada é mais difícil ainda, mas o Senac está sempre de portas abertas para receber essas pessoas”, concluiu o governador.  

 

Bomba!

O município de Canindé do São Francisco recebeu, somente no mês de dezembro passado, um valor superior a R$ 18,6 milhões de arrecadação, mas mesmo assim o prefeito Weldo Mariano (PT) ainda não pagou o 13º salário dos servidores da administração municipal. Estamos falando de uma das maiores arrecadações do Estado e um simples direito constitucional não está sendo honrado.

 

Exclusiva!

A informação que chega de alguns servidores é que a parcela do funcionalismo que não aderiu ao empréstimo bancário “sugerido” pela administração findou sem salário. E que o prefeito de Canindé está propondo dividir em quatro parcelas o 13º e parte da categoria, obviamente, não aceitou. Agora, como perguntar não ofende, com os “cofres cheios”, por que a gestão não quer pagar os salários dos trabalhadores?

 

João Marcelo I

Em seu primeiro ano de atuação parlamentar, o deputado estadual João Marcelo pautou seu mandato no diálogo constante com a população sergipana, buscando os caminhos para atender cada demanda e melhorar a vida dos cidadãos. Uma lista de ações que contempla, entre outras áreas, o combate à pandemia, inclusão social, educação e geração de emprego.

 

João Marcelo II

“Da Casa do Povo, de onde surgem as ideias voltadas às pessoas mais necessitadas, trabalhamos com pé no chão. Iniciamos o nosso mandato pensando nas comunidades, no bem-estar comum de todos e fazendo com que nosso estado de Sergipe prospere. Nossas ideias foram transformadas em projetos de lei e ações voltados ao cidadão”, ressalta o deputado.

 

João Marcelo III

João Marcelo relembra que, diante da pandemia, levou à Assembleia Legislativa de Sergipe – Alese a necessidade de medidas voltadas ao combate da Covid-19. “A exemplo da discussão para que o Estado comprasse vacinas para imunizar a população. Além disso, protocolamos uma Indicação para que fossem convocados profissionais da saúde que pudessem cuidar dos cidadãos acometidos pelo coronavírus”, detalha.

 

Assinatura

O parlamentar também foi um dos que assinou o requerimento para a instalação da CPI da Covid na Alese. “A minha assinatura foi a oitava e teria sido determinante para a instalação da CPI. Estamos esperando ansiosamente pelo futuro e para que a população sergipana saiba tudo sobre a condução do enfrentamento à pandemia em nosso estado”, salienta.

 

Em Goiás

Com o intuito de contribuir com o desenvolvimento econômico do estado, o deputado esteve em Goiás, com informações colhidas junto à Codise, para uma reunião com a diretoria da indústria Caramuru, uma gigante do processamento de milho e soja. “É um sonho nosso atuar para garantir a geração de empregos e dignidade para nossa gente”, frisa.

 

Gás de cozinha

Ainda dentro da economia, o parlamentar protocolou um Projeto de Lei para zerar os impostos que incidem sobre o gás de cozinha. “Talvez, o mais especial de todos os nossos projetos. O gás de cozinha tem sido um dos vilões do orçamento de milhares de sergipanos. Por isso, apresentamos esse PL para reduzir o alto valor cobrado atualmente. É a comida na mesa do cidadão, com o deputado compreendendo a dor das pessoas mais necessitadas e buscando meios para amenizá-la”, afirma.

 

Diversidade e Inclusão

O respeito à diversidade também foi um dos temas defendidos por João Marcelo, colocando-se contra todo e qualquer tipo de discriminação. “Inclusive, votamos favoráveis à criação do Conselho de Promoção à Cidadania e Direitos LGTQIA+. Fizemos ainda uma Indicação para que a Secretaria de Estado da Saúde inclua em seus cadastros a identidade de gênero e o nome social da pessoa”, pontua.

 

Pessoas com deficiência

Outra bandeira defendida foi a luta pelas pessoas com deficiência, fato reconhecido pelo Conselho Estadual das Pessoas com Deficiência - CONSER. “O deputado João Marcelo tem atuado junto ao Conser atendendo muito nossas expectativas. E a gente espera continuar avançando muito nos projetos para as pessoas com deficiência em Sergipe”, reconhece o presidente do Conser, Antônio Luiz.

 

Dores e Região

João Marcelo também utilizou seu mandato para lutar pelas demandas de Nossa Senhora das Dores e região. “Um compromisso que assumi quando tomei posse. Por isso, apresentei indicações solicitando melhorias na sede e povoados do município, a exemplo da pavimentação de ruas e estradas, além da solução de problemas antigos, como o abastecimento de água. Como bom filho, seguirei dando uma atenção à minha região”, assegura.

 

Maria do Carmo I

Apontada como prioridade no retorno dos trabalhos legislativos do Congresso Nacional, a Proposta de Emenda à Constituição (PEC 110/2019), que trata da Reforma Tributária deve ser encaminhada ao plenário do Senado, em regime de urgência, ainda em fevereiro próximo. “Esta é uma matéria importantíssima para o Brasil e deve estar na pauta prioritária da Comissão de Constituição e Justiça, logo na retomada das nossas atividades”, disse a senadora Maria do Carmo Alves (DEM).

 

Maria do Carmo II

 Para ela, a proposta de reforma, além de desburocratizar os procedimentos tributários, garante segurança jurídica, fatores que, por si só, no seu entender, contribuem para   alavancar a economia. “O nosso modelo tributário dificulta o crescimento econômico do Brasil, sobretudo pela alta carga tributária imputada às empresas, o que acaba inviabilizando a competitividade afugentando investidores”, afirmou do Carmo, acrescentando “isso compromete os investimentos e, por consequência, gera insegurança jurídica.

 

Maria do Carmo III

Maria lembrou que em outubro passado, o relator da matéria, senador Roberto Rocha entregou uma primeira versão de seu relatório ao presidente do Senado, Rodrigo Pacheco que, de pronto, destacou o compromisso do Congresso Nacional com o tema. “Esse Projeto de Reforma está tramitando há anos, sem que houvesse o avanço necessário para a sua apreciação. Agora, esperamos e vamos trabalhar para que seja apreciada o quanto antes”.

 

Iran Barbosa I

O deputado estadual e professor Iran Barbosa (PT), destinou R$ 140 mil em Emendas de caráter impositivo, no Orçamento Anual do Estado para 2022, a serem aplicados na Educação. Foram sete emendas impositivas destinadas para este setor pelo deputado, que também é membro da Comissão de Educação, Cultura e Esporte da Alese.

 

Iran Barbosa II

De forma criteriosa, o parlamentar petista indicou emendas que serão aplicadas pelo governo do Estado e por secretarias municipais de Educação em manutenção e aquisição de materiais didáticos e pedagógicos; para pequenos reparos de manutenção e aquisição de forro para escolas do Ensino Fundamental; assim como para a ação de educação empreendedora no “Programa Empreenda” para estudantes do curso de Ciências Agrárias da Universidade Federal de Sergipe (UFS).

 

Iran Barbosa III

“Essas Emendas ao Orçamento Anual do Estado foram apresentadas a partir de uma análise criteriosa que realizei junto com a minha assessoria. Algumas são fruto das visitas que realizamos todos os anos a escolas estaduais e municipais, bem como do diálogo que mantivemos com setores com as quais temos relação e contatos no exercício da nossa representação parlamentar. Feita a destinação orçamentária, cabe a nós, também, acompanhar e fiscalizar o andamento dessas Emendas, cobrando do Poder Executivo o efetivo encaminhamento e execução delas, como ordena a nossa Constituição Estadual”, explicou o deputado Iran Barbosa.

 

Sheyla Galba I

Mesmo enfrentando as limitações impostas pela pandemia, a vereadora Sheyla Galba (Cidadania) avalia como positiva sua atuação no primeiro ano de mandato na Câmara Municipal de Aracaju – CMA. Entre projetos de Lei, requerimentos, indicações e moções, foram mais de 400 proposituras protocoladas no Parlamento, além de inúmeras visitas a comunidades e órgãos públicos para fiscalizar o cumprimento dos direitos do cidadão.

 

Sheyla Galba II

“Conseguimos trabalhar em prol dos aracajuanos, atuando diariamente para identificar problemas nas comunidades, deficiência nos serviços públicos prestados e outras demandas da população, utilizando o nosso mandato para cobrar as soluções necessárias no menor espaço de tempo possível. Seguiremos atuando neste sentido, cumprindo nosso papel fiscalizador com o intuito maior de garantir a melhoria da vida dos cidadãos”, afirma Sheyla Galba.

 

Sheyla Galba III

E foi a partir do diálogo constante com a população que a vereadora apresentou uma série de indicações relacionadas às demandas apresentadas. “Protocolamos quase 300 indicações, que garantiram a manutenção de ruas e avenidas, a melhoria do atendimento em unidades de saúde, a instalação de iluminação pública, serviços de limpeza e manutenção, entre outros benefícios”, ressalta.

 

Olha o Cidadania!

O Grupo de Trabalho (GT) Eleitoral do Cidadania Sergipe se reuniu para discutir cenários para as eleições deste ano, tendo entre os pontos de pauta a análise dos nomes à disposição para candidaturas proporcionais e majoritárias; status das construções das chapas de deputados Estaduais e Federais; análises de possíveis cenários referentes a coligações ou federações partidárias. Durante a reunião ficou mais uma vez consolidada a definição acerca da importância da candidatura própria ao Governo do Estado. Além disso, o advogado Adir Machado colocou seu nome à disposição do partido para uma candidatura ao senado.

 

Heleno Silva I

O chefe do escritório de Sergipe em Brasília, Heleno Silva, participou de uma videoconferência com o secretário Nacional de Renda e Cidadania, Átila Brandão Júnior. Na oportunidade, Átila Brandão informou que 53 mil novas famílias no Estado vão ser beneficiadas pelo programa nos próximos meses. Heleno destacou a importância dessa notícia para esses sergipanos que estarão sendo beneficiados com essa renda extra. 

 

Heleno Silva II

“É mais renda, mais dignidade, mais recursos na pequena economia que movimenta bairros e cidades sergipanas. São pessoas que estarão se alimentando melhor a partir de agora", comemorou. O Auxílio Brasil é maior programa de transferência de renda do Governo Federal. O programa que substituiu o antigo Bolsa Família. Ele incluiu também os benefícios de Primeira Infância (0 a 36 meses), Composição Familiar, para famílias que possuam gestantes ou pessoas com idade entre de 3 e 21 anos incompletos e Benefício de Superação da Extrema Pobreza. 

 

Laércio Oliveira I

O deputado federal Laercio Oliveira comemorou o posicionamento da Petrobras sobre o projeto Sergipe Águas Profundas (SEAP), como empreendimento sendo a "nova fronteira de produção de petróleo e gás do país”. Com a publicação, a companhia confirma os investimentos anunciados em seu plano estratégico quinquenal, estabelecendo o início da produção para 2026.

 

Laércio Oliveira II

“A partir da enorme oferta de gás que teremos em Sergipe e com o arcabouço criado pela nova lei do gás que tive o privilégio de relatar, Sergipe terá condições de dar um salto de desenvolvimento. Dependia de mim fazer uma lei que fosse aplicável às necessidades do Brasil e Sergipe. E agora iremos colher os frutos desse trabalho. A redenção de Sergipe, que tanto defendi durante a tramitação da lei, agora começa a se tornar realidade”, afirmou o deputado.

 

Laércio Oliveira III

No anúncio, a Petrobras informou que “com reservas substanciais e um horizonte de produção promissor, o projeto é consistente com a nossa estratégia de focar em ativos em águas profundas com elevado potencial de geração de valor, resiliente a cenários de baixos preços de petróleo e com baixa emissão de carbono por barril produzido”, destaca um trecho do posicionamento. Ainda segundo a publicação, “os investimentos da Petrobras nessa nova fronteira abrirão uma série de oportunidades para a indústria e, como consequência, ampliarão a geração de empregos, impostos e tributos na região”.

 

Fala Machado!

Em entrevista concedida ao Programa Rio FM (Porto da Folha), o ex-deputado federal José Carlos Machado (DEM) destacou a importância das obras do Canal de Xingó. De acordo com Machado, o Canal de Xingó é a principal obra do ex-governador de Sergipe, João Alves Filho, que idealizou o projeto, mas não chegou a executá-lo. Apesar disso, o presidente do DEM reitera seu importante papel nas obras que, segundo ele, são revolucionárias por trazer “novas perspectivas para o desenvolvimento regional” e “segurança hídrica para o estado”.

 

Canal de Xingó

Machado disse que o Canal de Xingó é fundamental para o avanço da agricultura e economia no sertão. Ele frisou que o pequeno e médio produtor sertanejo precisa de mais apoio e incentivo. Outro ponto ressaltado pelo democrata foram os 1.500 KM de adutoras construído no governo de João Alves. A UFS/Nossa Senhora Glória também foi citada pelo ex-deputado que defende o apoio de técnicos do campus para colaborar com o desenvolvimento do sertão.

 

Marcha da Família I

O agrupamento da Marcha da Família Cristã lançou no início deste mês a campanha Marcha da Família Solidária em apoio às famílias atingidas pelas inundações na região sul da Bahia. A ação, que fora iniciada no último dia 4 de janeiro, conseguiu encher toda a carroceria de um caminhão truck com uma carga de mais de 7 toneladas de alimentos, produtos de limpeza, água e roupas.

 

Marcha da Família II

A entrega foi feita na cidade de Itabuna, uma das cidades mais atingidas pelas cheias do sul da Bahia. “A ação superou todas as nossas melhores expectativas. Conseguimos em média, mais de uma tonelada por dia. O povo sergipano deu uma baita lição de generosidade e amor. A Marcha da Família está com o sentimento de missão cumprida”, afirmou o Coordenador da Marcha, Lúcio Flávio Rocha.

 

CRÍTICAS E SUGESTÕES

habacuquevillacorte@gmail.com e habacuquevillacorte@hotmail.com

 

O que você está buscando?