Fiscalização da Sefaz e Auditores Recupera Quase R$ 1 Milhão para Sergipe

A Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz), em colaboração com seus auditores, recuperou quase R$ 1 milhão para os cofres públicos em operações de combate à sonegação de impostos realizadas na última semana de junho. No Posto Fiscal de Propriá, a fiscalização identificou o transporte irregular de cerveja, produtos médicos, milho e painéis para embarcações marítimas sem a documentação fiscal necessária. Os veículos foram autuados e multados, resultando na recuperação de mais de R$ 616 mil para o Tesouro Estadual.

Em Carira, a equipe da Sefaz flagrou o transporte de cargas de madeira, couro salmourado e bobinas de telha zipada sem notas fiscais. A operação resultou na recuperação de mais de R$ 310 mil para o Tesouro Estadual. Já em Estância, os auditores fiscais, em parceria com a Companhia Fazendária, vistoriaram o comércio varejista e atacadista para verificar a regularidade dos estabelecimentos e identificar práticas prejudiciais ao Estado e à concorrência leal.

Foram emitidas 35 ordens de serviço, canceladas onze empresas por inexistência de inscrição estadual, além da apreensão de uma máquina de cartão de crédito e a identificação de um depósito de mercadorias sem a documentação fiscal do estado.

A equipe também emitiu dois autos de infração ao identificar o transporte de cargas de cimento e laticínios sem documentos fiscais, resultando na arrecadação de mais de R$ 40 mil.

No município de Cristinápolis, a equipe flagrou o transporte irregular de medicamentos. Após a conferência dos documentos, foram lavrados autos de infração que recuperaram mais de R$ 30 mil para o Estado.

“As operações fazem parte das ações desenvolvidas pela Sefaz para eliminar a sonegação fiscal em Sergipe e garantir a legalidade das mercadorias comercializadas dentro do nosso estado. Além de viabilizar a recuperação de recursos que não estavam sendo pagos, essas ações buscam proteger os contribuintes que cumprem a lei, garantindo assim um ambiente de concorrência leal”, explica a gerente de Fiscalização de Trânsito da Sefaz, Roberta Argôlo.

REDES SOCIAIS

Mais Lidas

CATEGORIAS

Notícias Relacionadas