Ministério Público se manifesta pela cassação da prefeita de São Francisco

Redação, 23 de Novembro , 2021


O promotor eleitoral da Comarca de Propriá, Edyleno Sodré, se manifestou nos autos pela cassação do mandato da prefeita de São Francisco, Alda dos Santos Nascimento, que está sendo alvo de processo por compra de votos.

O representante do Ministério Público Eleitoral foi claro na sua manifestação, afirmando que "deve ser acolhida a pretensão autoral, impondo-se às detentoras dos cargos políticos, prefeita Alba Nascimento (MDB) e a vice-prefeita Desirê Hora (PT),  a cassação dos seus diplomas, declarando-as inelegíveis e por consequência ser extinto o feito com julgamento do mérito e aplicação das multas para os requeridos".

O juiz da Comarca de Propriá, Geilton Costa Cardoso da Silva, deve se manifestar no decorrer desta semana, favoravelmente ou não ao que recomenda o Ministério Público Eleitoral. Também tramita naquele Juízo outro processo, também por compra de votos, envolvendo vários vereadores aliados da prefeita Alba Nascimento. A depender do julgamento final, a composição da Câmara de Vereadores de São Francisco terá significativa mudança.

Outra Ação bastante parecida que tramita naquela Comarca envolve uma suposta compra de votos praticada pelo prefeito de Propriá, Valberto Oliveira (MDB) e seu vice-prefeito, Rafael Sandes (PDT). As últimas testemunhas serão ouvidas no próximo dia 7 de dezembro e a expectativa é que ambos os casos sejam julgados ainda neste ano.

 

O que você está buscando?