Viva a liberdade inventada

O respeito ao direito de ser rebelde

IRACEMA TORRES DE MENDONÇA, 23 de Novembro, 2022 - Atualizado em 23 de Novembro, 2022


Viva a liberdade inventada 

Ei, vc postou mesmo? Que coragem! Não achou um pouco exagerado? Você achou mesmo necessário?...

Têm sido estes alguns questionamentos que tenho escutado quando observo alguém publicar nas "Redes" alguns textos e/ou fotos que causam um certo IMPACTO... Que tira o "observador" da sua zona de conforto!

Chamo de Liberdade Inventada tudo aquilo que a pessoa quer viver e não pode por causa de inúmeros, e por vezes inomináveis, tipos de censura, muitas vezes advindos de um mundo absolutamente diferente do seu.

Tenho lido, até mesmo escutado, muitos discursos travestidos de ajuda, mas que no fundo têm o objetivo de diminuir..., menospresar..., entristecer... e até mesmo ferir profundamente a pessoa alvo da tal ajuda.

Affiii! Acho isso tão pequeno, tão pobre e desprovido de bom senso e de mancômetro!

Que sociedade machista a nossa, composta por homens e mulheres que desmerecem trabalhos fotográficos, pensamentos críticos, danças, políticas de como se conduzir..., etc, etc, etc!

Quando pensar e agir de forma diferente deixará de ser um ato de Rebeldia? Ou melhor, quando a rebeldia e o direito de ser rebelde serão respeitados?

Aprendi com a vida que, por existirem diferente formas de enxergar o mundo, muitas coisas podem me desagradar, no entanto, desde que tais visões não prejudiquem o semelhante, eu tenho o dever de respeitá-las.

Simples assim!

 

O que você está buscando?

google-site-verification=GspNtrMqzi5tC7KW9MzuhDlp-edzEyK7V92cQfNPgMc google-site-verification=GspNtrMqzi5tC7KW9MzuhDlp-edzEyK7V92cQfNPgMc