Brasil vence EUA e é campeão da Copa América de Basquete

Jose Costa, 10 de Julho, 2023

Seleção supera americanas por 69 a 58 na decisão e volta a conquistar a principal competição feminina do continente após 12 anos. Time vai buscar vaga em Paris no Pré-Olímpico Mundial

 

Foram 12 anos de espera, mas a seleção feminina do Brasil, enfim, pode soltar o grito de "é campeão". Sem saber o que era título da Copa América desde 2011, a equipe do técnico José Neto enfrentou os Estados Unidos na final e tratou de conquistar o título. Além do fim do jejum, o triunfo por 69 a 58 em Leon reacende as esperanças de vaga olímpica para o Brasil. Por conta da colocação na competição no México, a seleção terá a chance de se classificar para Paris 2024 através do Pré-Olímpico Mundial.

 

Com o troféu, o Brasil se isola como maior vencedor da Copa América Feminina com seis canecos. Os Estados Unidos, que buscavam o tricampeonato seguido, aparecem empatados com Cuba na segunda colocação, ambos com quatro conquistas.

 

Com 20 pontos e 11 rebotes, Kamilla foi o grande destaque individual da final deste domingo. Manu (13 pontos) e Damiris (11 pontos) também tiveram participações importantes no triunfo brasileiro. Pelo lado dos Estados Unidos, Rickea Jackson pontuou 22 vezes. Quem também brilhou foi Lauren Betts, autora de 10 pontos e 11 rebotes.

 

Mais cedo, o Canadá venceu Porto Rico por 80 a 73, faturando o bronze. As portorriquenhas foram as adversárias das brasileiras na semi.

 

Placar baixo no 1º quarto

O jogo começou com as duas equipes errando bastante e, com quatro minutos corridos, o placar apontava apenas 6 a 2 para o Brasil. Aos cinco, Damiris subiu alto para fazer 8 a 2. Os Estados Unidos não se abateram e, aos sete, Barker igualou em 8 a 8. A virada veio segundos depois, quando Kelly sofreu falta e converteu os dois lances livres, fazendo 10 a 8.

 

 

O Brasil tratou de responder na sequência, e, aos nove, Manu virou para 12 a 10. Embalada a seleção pontuou ainda numa infiltração da veterana Érika: 14 a 10. Entretanto, Rickea Jackson anotou quatro pontos em sequência, igualando em 14 a 14. Para piorar ainda mais a situação brasileira, a mesma Jackson fez cesta no estouro do cronômetro, definindo o placar em 16 a 14.

 

Jogo lá e cá

Com dificuldades para jogar, o Brasil só voltou a pontuar no terceiro minuto do segundo quarto, quando Isa diminuiu para 19 a 16. O lance embalou as brasileiras, que pontuaram na sequência com Sassá: 19 a 18. Aos quatro, Manu recolocou a seleção na frente ao marcar 20 a 19. O jogo seguiu lá e cá pelos minutos seguintes, e, aos cinco, Jackson acertou bola de três, fazendo 24 a 22 para os Estados Unidos.

 

Aos seis, Kelly ampliou para 29 a 24. Um minuto depois, Johnson converteu dois lances livres e ampliou para 31 a 24. O Brasil só foi reagir nos minutos derradeiros do quarto. Aos nove, Débora diminuiu para 33 a 32. A 29 segundos do intervalo, Tainá igualou em 35 a 35 numa bola de três. No entanto, Jackson pontuou no último lance, dando a vitória parcial aos Estados Unidos por 37 a 35.

 

Brasil se impõe no 3º quarto

Veio o terceiro quarto, e o Brasil não demorou a voltar a liderar o placar, pois, com menos de dois minutos corridos, Kamilla fez 40 a 39. Embalada, a seleção brasileira seguiu melhor, ampliando para 45 a 39 numa cesta de Damiris. Aos cinco, Rapha deu linda assistência para Kamilla, que aumentou para 47 a 41. Melhor jogadora em quadra, Kamilla chegou aos 18 pontos ao marcar 51 a 43.

 

Aos oito, o Brasil colocou 10 pontos de frente após cesta de Damiris - 53 a 43. Os Estados Unidos sentiram o golpe e passaram a ser dominados. Tanto que, aos nove, Manu ampliou para 56 a 45. Administrando bem o resultado, o time do técnico José Neto encerrou o quarto vencendo por 60 a 47.

 

Apreensão no quarto final

O último quarto começou tenso com as duas seleções errando muito. O Brasil só foi pontuar aos três minutos, quando Manu fez 63 a 49. Aos cinco, Alana matou bola de três, fazendo 67 a 51. Só que os Estados Unidos deram o troco imediato numa bola tripla de Spear. Aos poucos, o time do técnico José Neto foi cadenciando o jogo no intuito de gastar o tempo.

 

Mesmo com a estratégia arriscada, as brasileiras deram conta do recado. Quando Kamilla fez 69 a 58 a 20 segundos do fim, as brasileiras já começaram a comemorar. A partir daí, as americanas não tiveram mais forças para reagir, e o Brasil confirmou a vitória. Festa verde-amarela em Leon.

 

Brasil: Débora, Damiris, Rapha, Tainá e Kamilla. Entraram: Gabriella, Emanuely (Manu), Érika, Alana, Sassá, Aline e Isa. Técnico: José Neto.

 

EUA: Rickea Jackson, Raven Johnson, Charisma Osborne, Laila Phelia e Angel Reese. Entraram: Lauren Betts, Deja Kelly, Jewel Spear, Janiah Barker.Técnico: Kamie Ethridge.

 

Fonte: https://ge.globo.com/basquete/noticia/2023/07/09/brasil-vence-eua-e-e-campeao-da-copa-america-de-basquete.ghtml - Por Redação do ge — León, México - Foto: Divulgação/FIBA

O que você está buscando?

google-site-verification=GspNtrMqzi5tC7KW9MzuhDlp-edzEyK7V92cQfNPgMc google-site-verification=GspNtrMqzi5tC7KW9MzuhDlp-edzEyK7V92cQfNPgMc