Coluna Radar por César Cabral - 7 de maio de 2023

Cesar Cabral, 07 de Maio, 2023

 


De volta ao começo

O governador em exercício, Jeferson Andrade (PSD), cumpriu extensa agenda positiva enquanto esteve substituindo o titular, Fábio Mitidieri (PSD). Despachou com secretários, entregou sementes selecionadas de milho a pequenos produtores, anunciou liberação de recursos para obras estruturantes e sancionou Leis que valorizam a cultura sergipana. Em Nossa Senhora de Lourdes, terra natal dos seus ancestrais, foi às lágrimas ao ouvir o discurso emocionado do prefeito Laerte Andrade, que discorreu no imaginário das palavras a incontrolável alegria dos seus avós que, se vivos estivessem, estariam exuberantes e orgulhosos do neto governador, que acabara de anunciar importantes investimentos em Gararu, Canhoba e Nossa Senhora de Lourdes. O gesto do jovem governador foi muito mais além dos benefícios que advirão das obras anunciadas, haja visto ter tocado no coração dos sertanejos, conterrâneos dos seus familiares. Reconhecer a sua origem, vale muito no sertão de cabra macho.

Sexta cultural 

Na sexta-feira, 5 de maio, Jeferson Andrade (PSD) sancionou, como governador interino, duas importantes Leis. A primeira, de autoria da deputada estadual Lidiane Lucena, reconhece como Bem de Interesse Cultural a Festa do Abacaxi, que se realiza anualmente em Aquidabã. A segunda, de autoria do deputado estadual Neto Batalha, torna a tradicional Festa do Jegue, de Itabi, também como Bem de Interesse Cultural. As duas Leis vão mais além e incluem as duas festas no Calendário Oficial de Eventos Turísticos do Estado de Sergipe.

A força da mulher

O secretário da Administração, Walter Lima, e a secretária de Políticas para Mulheres, Danielle Garcia, estiveram reunidos para tratar da aplicabilidade da Lei 9.166, de 13/01/2023, já em vigor, que reserva 2% das vagas de emprego no âmbito da administração direta e indireta dos Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário para mulheres vítimas de violência doméstica. De acordo com a Lei, a medida vale para as empresas contratadas pelo Estado para a prestação de serviços e se estende ao Ministério Público, Tribunal de Contas e Defensoria Pública. Se pancada de amor não dói, realmente, a fila pelas vagas reservadas pela Lei poderá aumentar, consideravelmente. Nesse mundo tem gente pra tudo!

Mulher à força

As instituições que defendem as mulheres continuam sem dar a mínima para a agressão ao livre arbítrio que a Lei Eleitoral impõe ao sexo feminino, por conta da tal cota de mulheres nas eleições proporcionais. Uma Lei mal feita e pessimamente redigida, impõe aos partidos políticos a obrigatoriedade de registrar candidaturas femininas, mesmo que não haja interesse de representantes do gênero. Tal como o orifício do calango, a Lei foi feita às avessas. Ao invés de garantir (aí sim), por meio de cotas, as candidaturas femininas, ela obriga tal investidura, mesmo sem a livre manifestação de pré-candidatas mulheres. O autor da Lei confundiu Zé Carroceiro com Zeca Rocêro. 

As consequências

Desde que a obrigatoriedade da quota de mulheres passou a vigorar, o que se vê Brasil afora são casos e mais casos de laranjas, tão somente para fazer de conta. Quando não, os partidos fazem filiações de mulheres sem a mínima aptidão para a política e o que acontece são votações pífias, dignas de suspeição. Isso tem causado a perda de mandato de vereadores sob o argumento de tentativa de burla da Lei Eleitoral. Os casos mais recentes, em Sergipe, são dos vereadores de Nossa Senhora do Socorro, Pastor Robson e Pastor Joanan Menezes, do AVANTE, que perderam os embargos no STF, por 7x0, e tiveram, definitivamente, cassados os seus mandatos.

Novo deputado

O vereador Manoel Marcos (PSD) será deputado estadual no decorrer desta semana. Segundo suplente do PSD na Assembleia Legislativa, assumirá a vaga do primeiro suplente, Sérgio Reis (PSD), que pediu licença para voltar a comandar o Escritório do Governo de Sergipe, em Brasília. O titular da cadeira na ALESE é Jorginho Araújo (PSD), atual secretário-chefe da Casa Civil desde o início do Governo de Fábio Mitidieri (PSD). Manoel Marcos não precisará renunciar ao mandato de vereador de Aracaju e a sua posse será na próxima terça-feira, 9 de maio.

Descobriu um santo

Analistas políticos avaliam que o governador Fábio Mitidieri (PSD) errou em ter trocado o comando da secretaria da Fazenda. Marco Antônio Queiroz arrumou as finanças do Estado no Governo Belivaldo Chagas e deixou a máquina ajustada. Sua ida para o BANESE será muito importante para o crescimento do banco, mas, por outro lado, deixa a tesouraria estadual bastante desfalcada. A secretária da Fazenda, Sarah Tarsila, indicada por Brasília, está, praticamente, caminhando por um piso tátil. É o que diz a turma dos corredores. De acordo com os fofoqueiros de plantão, Fábio descobriu um santo, para cobrir outro.

Pra onde vai Edvaldo?

O prefeito Edvaldo Nogueira (PDT) caminha para o final do seu mandato sem marcar território para o seu futuro político. Depois de ter sido tirado de cena quando pretendia ser candidato a governador, parece que perdeu o pouco gosto que tem de fazer política. O seu candidato a deputado federal, Luiz Roberto, teve uma votação fraca e, ato contínuo, Edvaldo cruzou os braços e virou as costas para a eleição da Mesa da Câmara. Agora, diz que só trata de eleição em março do ano que vem. Como os possíveis nomes que pretende apresentar para a sua sucessão não empolgam nem os mais animados aliados, fica no ar uma pergunta bastante intrigante: finalmente, onde quer chegar Edvaldo? Ou será que não pretende ir a lugar algum?

De olho no MDB

O senador Rogério Carvalho (PT-SE) está lutando com todas as suas forças para ter o MDB sergipano sob o seu comando. Em Brasília, tem articulado com a direção nacional da sigla e, até o momento, parece ter conseguido o seu intento. O que se sabe é que Rogério quer ser candidato à reeleição em 2026 pelo PT. Caso o partido opte pelo ministro Márcio Macedo, preferido de Lula, Rogério iria para o MDB, aproveitando a janela, e colocaria em prática o seu projeto político.

Partido rachado?

Não são poucos os sinais de que o Partido dos Trabalhadores terá dificuldades para se manter unido nas eleições municipais do ano que vem. Divisores de água para a eleição de 2026, as eleições municipais de 2024 irão mostrar quem estará com quem no futuro. Bastou Danilo Segundo, genro de Lula, ensaiar uma possível candidatura a prefeito da Barra dos Coqueiros para Rogério Carvalho (PT-SE) jogar água no chopp, afirmando que o seu candidato na ilha será o atual prefeito, Alberto Macedo. O senador já tem acordo com o prefeito da Barra para as duas próximas eleições. Ou seja, pela ponte não dá para passar o mesmo carro levando Márcio e Rogério. Entendeu?

Caminho da escola

Finalmente, as escolas do município de Cristinápolis iniciaram o ano letivo. Isso só foi possível graças à intervenção do TCE, que promoveu um encontro entre o prefeito e o presidente da Câmara, tentando achar uma saída para o impasse que impedia a Câmara aprovar remanejamento de dotação orçamentária, a fim de possibilitar que a prefeitura pague as despesas com o transporte escolar. Mesmo com esse paliativo concretizado, o Tribunal dá segmento a uma auditoria especial que está realizando, há uma semana, tanto na prefeitura quanto na Câmara Municipal. O pente fino está deixando muita gente de cabelo em pé.

Obras inacabáveis

Duas obras que estão sendo realizadas em Aracaju deverão entrar para o livro dos recordes. Não pela grandeza ou esmerada engenharia, mas pela demora excessiva para as suas conclusões. Uma delas é o aumento de pistas na ponte Juscelino Kubitschek, sobre o rio Poxim. A outra é a interminável readequação da consagrada avenida Hermes Fontes. Estamos caminhando para quatro anos dos seus inícios e ambas não foram concluídas. Tanto uma quanto a outra merecem destaque no Guinnes Book.  

Uma Graça

Gracinha Garcez, ex-prefeita de Itaporanga D’Ajuda, vem trabalhando forte para reassumir o comando da prefeitura, nas eleições do próximo ano. Ela acredita que conseguirá derrotar o candidato do prefeito Otávio Sobral, que gastou mundos e fundos para eleger o filho Marcelo Sobral, como deputado estadual. Segundo Gracinha, a prefeitura está em petição de miséria, enfrentando sérias dificuldades administrativas e financeiras.

Vapt-vupt

A sempre sumida Marina Silva, ministra do Meio Ambiente, finalmente deu as caras. Entretanto, testada positivamente para a Covid-19, logo desapareceu, novamente. Está internada no INCOR (Instituto do Coração), em São Paulo, para tratamento contra a doença.  

Bell prazer

Passada a pandemia da Covid-19, as festanças estão voltando com força total. Aliás, diga-se de passagem, em alguns casos, até com força descomunal. O baiano Bell Marques, por exemplo, cantor de axé, praticamente faz morada em Sergipe, onde anima quase todas as festas juninas. Mesmo com cachê de R$ 450 mil por apresentação, o ex-Chiclete tem sido presença obrigatória nas principais festas do interior. O município pode até não ter Dipirona nem transporte escolar decente, mas a festa é sempre de arromba. Simbora, gente!

Prefeito vaiado

O prefeito de Tobias Barreto, Dilson de Agripino (Cidadania), foi vaiado por um grupo de professores que cobravam melhorias na educação do município. O fato ocorreu na noite da última sexta-feira (5/05), durante uma solenidade no Conjunto Padre Pedro, em Tobias. Os professores, filiados ao SINTESE, braço do PT, nem levaram em conta que Dilson iniciou a carreira política no Partido dos Trabalhadores. Como estão em lados opostos, o bacalhau mudou de panela. Coisas da política.

Padrinho desconjururado 

No último dia 3/05, o padre Rones, responsável pela Paróquia do povoado São Miguel, no município de Propriá, se negou a realizar o batizado de uma criança após constatar, na pia batismal, que o padrinho não sabia o nome do afilhado. O fato gerou uma enorme confusão pela discussão entre o padre, o padrinho e familiares da criança. A igreja estava repleta, pois era dia de importante festa católica. O padre emitiu nota sobre o fato e, em carta aberta à população, pediu perdão ao povo de São Miguel, à família e, especialmente, ao padrinho da criança, que continua pagã, sem que ninguém saiba, até agora, o seu nome. Só Jesus nesta nobre causa!

O que você está buscando?

google-site-verification=GspNtrMqzi5tC7KW9MzuhDlp-edzEyK7V92cQfNPgMc google-site-verification=GspNtrMqzi5tC7KW9MzuhDlp-edzEyK7V92cQfNPgMc