Eleição de 2024 vai consolidar “estigma de Edvaldo” de não eleger ninguém

Habacuque, 18 de Março, 2024 - Atualizado em 18 de Março, 2024

Faltando pouco mais de seis meses para as eleições municipais, em meio a tantas especulações e tratativas dentro da janela partidária, cada vez se fortalece o conceito de que o prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira (PDT), mesmo no exercício de seu quarto mandato no comando da capital, tende a não eleger nenhum dos seus “indicados” no pleito de 2024. Este é um “estigma” do prefeito que o acompanha há muitos e muitos anos.

Edvaldo chegou à PMA como vice-prefeito em 2000 fruto de um “acordão” para que Marcelo Déda (in memoriam) vencesse aquela eleição. Em 2004 foi beneficiado com uma tranquila reeleição de Déda e, dois anos depois, após a renúncia do petista para disputar o governo do Estado, ele (Edvaldo) emergiu ao cargo de prefeito. Em 2008 foi reeleito numa disputa contra o então senador Almeida Lima, que assumiu um forte desgaste nacional, e contra Mendonça Prado, que sofria sem estrutura financeira.

Graças à imposição do então governador Marcelo Déda (in memoriam), a articulação política do ex-governador Jackson Barreto e a ausência do ex-governador João Alves Filho (in memoriam) de Sergipe, que acompanhou a então senadora Maria do Carmo Alves em um demorado e difícil tratamento de saúde em São Paulo, Edvaldo venceu aquele pleito. Dali em diante, começou a perder apoios importantes, tanto que tentou eleger Tânia Soares para uma cadeira na Alese e ela ficou na suplência em 2010.

Dois anos depois, de saída da PMA, após uma gestão bastante desgastada, Edvaldo “pesou”, mas negativamente na campanha para prefeito de seu candidato Valadares Filho, derrotado para João Alves naquele pleito; sem mandato, só restava ao agora ex-prefeito seu “estilo carismático”! Candidato a deputado federal em 2014 não se elegeu e parecia entrar no “ostracismo”, até que foi convocado pelo governador Jackson Barreto que, rompido com os Valadares, usou todas as forças para eleger Edvaldo em 2016.

Em 2018 a “aposta” de Edvaldo Nogueira foi seu “fiel escudeiro” Professor Bittencourt, que na busca por uma cadeira na Assembleia Legislativa não teve nem 4,5 mil votos em todo Estado; dois anos depois, Edvaldo foi reeleito é verdade, mas com uma diferença (41 mil votos) não muito expressiva para Danielle Garcia, que disputava sua primeira eleição. Em 2022, “rifado” da disputa pelo governo do Estado, Edvaldo “testou” Luiz Roberto para deputado federal e conquistou mais uma decepção nas urnas...

Agora nós chegamos na eleição municipal de 2024, quando mais uma vez Edvaldo encerrará um ciclo administrativo e (PASMEM): da mesma forma que em 2012, seu pré-candidato não figura entre os favoritos na disputa, muito por conta de sua decadente gestão, que se sustenta mais pelo marketing do que pelas ações. Muitas promessas feitas em 2016 e 2020 não saíram do papel, no apagar das luzes obras são iniciadas e o pobre Luiz Roberto (só restou ele) terá que ir para o sacrifício! Que estigma!

 

Veja essa!

A “novela” sobre a filiação da vereadora Emília Corrêa, pré-candidata à prefeita de Aracaju, termina nesta segunda-feira (18), às 16 horas: ela assina a ficha de filiação no Partido Liberal (PL), em um ato na sede do partido, na Rua Estância, nº 87, no centro de Aracaju. Ela vai presidir o Diretório do PL na capital.

 

E essa!

Em entrevista exclusiva ao Cinform On Line, o presidente estadual do PL, o empresário Edivan Amorim confirmou que o vice sairá de um entendimento entre Emília e o ex-senador Eduardo Amorim, e que o nome deverá ser uma indicação da Federação PSDB/Cidadania.

 

Exclusiva!

Na conversa com o Cinform On Line Edivan negou qualquer ingerência dele na campanha de Emília e, caso ela vença a eleição, em uma futura gestão na PMA. “Estou focado na minha vida empresarial fora do Estado e não tenho tempo para me dedicar a política por enquanto”

 

Valmir ou Adaílton

Edivan Amorim, que sempre teve atuação política destacada nos bastidores da política de Itabaiana, confirmou que não vai se envolver na decisão de quem será o pré-candidato a prefeito do agrupamento. Tudo indica que será Valmir de Francisquinho, mas o nome do atual prefeito Adaílton também não está descartado.

 

Bomba!

Edivan Amorim, em conversa com este colunista, explicou os detalhes que resultaram na decisão de o PSDB em Sergipe passar para o comando do ex-senador Eduardo Amorim. Ele também não escondeu a empolgação com a aceitação do nome de Emília Corrêa em Aracaju e avalia que sua pré-candidatura “bagunça o cenário”...

 

Bolsonaro em Sergipe

Amorim também confirmou a vinda do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) para Sergipe. “(Bolsonaro) estará em Aracaju, a nosso convite, entre os dias 26 e 27 de abril. Uma equipe chegará a Sergipe nesta segunda-feira (18) e nós teremos uma conversa. Serão dois atos na capital, sendo que um para todos os pré-candidatos do PL de todo o Estado e outro aberto para o público em geral”.  

 

Deu o que falar!

O Poder Judiciário sergipano estabeleceu um Comitê para avaliar os candidatos em concurso público que se declaram negros ou pardos para terem acesso às cotas. Só que deu muito o que falar nos bastidores do Poder pelo fato de a Comissão julgadora não contar com nenhum negro ou pardo para fazerem a avaliação. Em Casa de Ferreiro...

 

Laércio x Governo I

Não chamem para a mesma mesa o senador Laércio Oliveira e alguns líderes do governo Lula (PT). Autor do projeto do Profert, o senador foi pego de surpresa, depois de obter apoio, com um recurso da base do governo no Senado, que remete o Profert para mais uma votação, dessa vez, no plenário do Senado. A proposta já havia sido aprovada, na última semana, em caráter conclusivo, na Comissão de Agricultura, e seguiria para votação na Câmara dos Deputados.

 

Laércio x Governo II

O Profert, programa que contribui para a independência do Brasil na produção de fertilizantes, foi acordada entre o senador, as principais lideranças políticas e com o ministério da Fazenda, da Agricultura e da Indústria, Comércio e Serviços, além de ter apoio do setor agroindustrial. O programa concede uma série de benefícios tributários para incentivar a produção de fertilizantes no país. Atualmente, o Brasil importa 85% dos fertilizantes usados no país, tornando o país dependente das importações para suprir a demanda pelo produto.

 

Laércio x Governo III

“Recebi com muita estranheza esse requerimento e só hoje recebi ligação da liderança do governo no Senado, pedindo mais tempo para avaliar o projeto. Durante toda a tramitação do projeto, estive aberto ao diálogo, dentro e fora do Congresso; conversei com os ministros da Agricultura e da Industria, Comércio e Serviços, o vice-presidente Geraldo Alckmin, e obtive apoio de todos”.

 

 Laércio x Governo IV

 “Com todo respeito aos meus colegas, mas o recurso para levar a votação ao plenário só atrasa a entrada em vigor do Profert, já aprovado em votação terminativa na Comissão de Agricultura. Então, essa ação contradiz, inclusive, a palavra e importância dada à pauta de fertilizantes, pelo próprio presidente da república, durante discurso na inauguração de nova fábrica de fertilizantes, em Minas Gerais.”, afirmou o senador.

 

Laércio x Governo V

Laércio Oliveira defende o Profert como medida para enfrentar uma possível escassez de fertilizantes no mercado mundial e, consequentemente, de alimentos. Para o senador, a guerra na Ucrânia acendeu o alerta vermelho para o Brasil, já que a Rússia é o maior fornecedor e responde por 20% do fertilizante que o país importa. Em 2022, os preços chegaram a variar 125%, encarecendo brutalmente a produção, reduzindo os ganhos dos produtores, a competitividade e pondo em risco a segurança alimentar do país.

 

Netinho Guimarães I

Foi aprovada pela ALESE, proposta de autoria do deputado estadual Netinho Guimarães (PL), que concede o reconhecimento de utilidade pública à Associação Ministério Apocalipse - MAP, localizada no município de Nossa Senhora do Socorro, com sede à Rua 20, nº.31, no bairro Conjunto Fernando Collor.

 

Netinho Guimarães II

A Associação Ministério Apocalipse é uma instituição sem fins lucrativos com reconhecido trabalho de prestação de serviços à comunidade sergipana com a defesa e cumprimento das normas vigentes, propagando os ensinamentos cristãos, desenvolvendo atividades de assistência social para o acolhimento e recuperação de dependentes químicos em Sergipe e promove campanhas educativas e de conscientização sobre a necessidade de respeitar e proteger as pessoas nos moldes dos preceitos bíblicos.

 

Netinho Guimarães III

A associação teve origem em 16 de dezembro de 1999 e se transformou em sociedade civil organizada. Através do título de reconhecimento no âmbito estadual poderá propiciar aos integrantes da MAP a possibilidade de buscar novas parcerias, investimentos e melhorias. A entidade possui caráter beneficente, assistencial, educacional, desportiva e cultural, cumprindo o estatuto social. 

 

CRÍTICAS E SUGESTÕES

habacuquevillacorte@gmail.com e habacuquevillacorte@hotmail.com

 

 

 

O que você está buscando?

mgid.com, 539646, DIRECT, d4c29acad76ce94f amxrtb.com, 105199704, DIRECT