Belivaldo e André Moura também foram decisivos para Mitidieri em 2022

Habacuque, 09 de Abril, 2024

Quando do processo de escolha do então candidato a governador Fábio Mitidieri (PSD), em meados de 2022, o então governador Belivaldo Chagas (PSD) teve um papel decisivo naquele momento, quando através de sua liderança, conseguiu a unidade do bloco e “bancou” o nome de Mitidieri para uma disputa contra o senador Rogério Carvalho (PT) e o “fenômeno político” que o ex-prefeito Valmir de Francisquinho (PL) se constituía. Uma estratégia mal elaborada naquele momento, possivelmente, o resultado da eleição poderia ser outro, meses depois.

O “galeguinho” foi habilidoso em conseguir unificar um agrupamento completamente plural, construindo um conceito que Fábio Mitidieri era a melhor alternativa para tentar sucedê-lo. Naquele momento até o ex-governador Jackson Barreto parecia concordar e querer acompanhar o posicionamento de Belivaldo, mas optou por sair quando estava consolidada a pré-candidatura de Laércio Oliveira (PP) ao Senado. JB não queria “dividir” com ele os votos do grupo e, olhando para os resultados finais, essa postura nos leva a crer que JB poderia ter prejudicado o próprio Mitidieri.

Para muitos houve um erro de avaliação de Jackson que optou por atuar na campanha de Rogério Carvalho para o governo do Estado. Mesmo com essa perda, o grupo se uniu ainda mais por Fábio e Laércio; Mitidieri ali conquistou o consenso dentro do grupo, mas não deixava de existir um certo receio por muitos diante da aprovação do nome de Valmir de Francisquinho. Neste caso foi decisiva a liderança de Belivaldo Chagas que “chamou para si” a responsabilidade de liderar o processo sucessório para o comando do Estado e confirmar um nome do PSD na disputa.

Mas, ainda assim, os resultados não vieram nas urnas naquela eleição. Prejudicado judicialmente, Valmir estava impedido de disputar o governo e Rogério Carvalho (PT) findou se beneficiando no primeiro turno chegando a frente de Mitidieri. Olhando os votos dados a Francisquinho, Fábio teria ficado em terceiro lugar e fora do 2º turno, após uma série de equívocos cometidos por sua campanha até então. Os resultados na Grande Aracaju, por exemplo, com tantos prefeitos, deputados, vereadores e lideranças envolvidos, decepcionou bastante.

Olhando o cenário hoje parece que é fácil entender como Mitidieri venceu aquela eleição de “virada” no segundo turno. Mas a aliança de Valmir com Rogério, afastou completamente a maioria bolsonarista que votou no ex-prefeito e que, por protesto, “descarregou” os votos em Fábio. Mas além da somação de forças, de todas as lideranças do grupo, ainda parecia faltar algo, aquilo que chamamos como a “cereja do bolo”, que era uma articulação política mais eficiente e que contemplasse o conjunto do agrupamento.

Com a entrada de André Moura na coordenação, e uma somação de forças, inclusive do governador da época Belivaldo Chagas, Fábio Mitidieri surpreendeu com uma grande “virada” em toda a Grande Aracaju. O time passou a ter uma capacidade de mobilização diferenciada e uma “pegada” decisiva que o fez governador do Estado de Sergipe, superando todas as adversidades. Uma vitória coletiva dos líderes do bloco da situação, com papel decisivo da dupla Belivaldo Chagas e André Moura. A política fica cada vez mais profissional, mas pouca gente está preparada para este tipo de conversa...

 

Veja essa!

A esposa do deputado federal Rodrigo Valadares, Moana, confirma filiação ao PL do ex-presidente Jair Bolsonaro e vai disputar uma cadeira na Câmara Municipal de Aracaju. Nos bastidores da política sergipana seu nome já é colocado como uma das favoritas numa legenda que deve eleger de dois a três vereadores.

 

E essa!

O PL, que tem Emília Corrêa como pré-candidata à prefeita de Aracaju, também tem como pré-candidatos a vereador o comunicador conservador e bolsonarista Lúcio Flávio, além dos ex-vereadores Cabo Amintas e Bertulino Menezes, com também outros líderes de movimentos da Direita Sergipana.

 

Valdélio no PL

Com história na militância política do Conjunto Augusto Franco nas sucessivas campanhas do ex-governador João Alves Filho (in memoriam), o articulador Valdélio Silva, muito próximo do deputado Rodrigo Valadares, assinou sua filiação ao PL e atendendo a um convite da pré-candidata à prefeita Emília Corrêa, passa a ser o vice-presidente do Diretório Municipal do Partido Liberal em Aracaju.

 

Reforços no MDB

Além do já conhecido e renomado advogado Evaldo Campos, o MDB que tem a delegada/secretária Danielle Garcia como pré-candidata à prefeita de Aracaju, também filiou o ex-vereador Cabo Didi, que tem boa atuação na região da Atalaia, Aeroporto e Santa Tereza. A previsão da legenda é de eleger de dois a três vereadores.

 

Exclusiva!

Uma fonte da base governista comentou ontem para este colunista que a posição do senador Laércio Oliveira (PP) em sinalizar a possibilidade de um “recuo” da legenda sobre a pré-candidatura majoritária para a PMA soou como uma “ducha de água fria” nas pretensões do vereador Fabiano Oliveira (PP), que hoje é mais cotado para vice ou até para disputar a reeleição. O projeto Luís Roberto (PDT) é prioridade...

 

Bomba!

Há também muita expectativa dentro do MDB por conta da indefinição sobre a manutenção ou não dá pré-candidatura de Danielle Garcia à prefeita de Aracaju. Ela deve conversar em breve com o governador Fábio Mitidieri que pode solicitar seu recuo, assim como já há uma sinalização sobre a deputada Katarina Feitoza (PSD). Neste sentido Danielle seguiria seu bom trabalho à frente da Secretaria da Mulher.

 

Vaga de vice

Como o prefeito Edvaldo Nogueira (PDT) segue irredutível sobre a manutenção da pré-candidatura de Luís Roberto para a PMA, o grande questionamento na base governista agora é sobre quem será seu vice; uns aliados entendem que o melhor nome é o de Danielle Garcia; outras fontes entendem que seria um desgaste para ela e aí o nome que desponta é o de Fabiano Oliveira.

 

Yandra é irreversível

Pela construção, pela “musculatura” e já pela aceitação popular, aliados avaliam que hoje a pré-candidatura da deputada federal Yandra Moura (União) é irreversível e o nome do ex-governador Belivaldo Chagas (Podemos), que chegou a gerar surpresa para vice, agora já entra no processo de aprovação dentro da base, inclusive não teria a rejeição do governador como alguns setores tentaram propagar...

 

Alessandro Vieira I

Representando Sergipe, o senador Alessandro Vieira (MDB/SE) esteve presente na Brazil Conference 2024, maior conferência do mundo sobre o Brasil, realizada em Harvard e no MIT (Massachusetts Institute of Technology), duas das maiores universidades do mundo. O senador sergipano participou de um painel que discutiu os principais obstáculos enfrentados no sistema judiciário brasileiro para combater de forma eficaz a corrupção.

 

Alessandro Vieira II

O painel intitulado “Desafios e Perspectivas no Combate à Corrupção” contou também com as presenças do ex-deputado federal e procurador Deltan Dallagnol, e do jornalista Felipe Moura Brasil. “É absolutamente impossível transformar o Brasil num país desenvolvido, com o nível de corrupção que nós enfrentamos. Porque a corrupção norteia as escolhas políticas, e as escolhas políticas afetam diretamente a vida de todos os cidadãos brasileiros. Então, com o nível de corrupção que nós temos, não dá para o Brasil ser um país desenvolvido”, constatou Vieira. 

 

Alessandro Vieira III

Para o senador Alessandro, é fundamental destacar que a corrupção não é ideológica. “A corrupção está infiltrada em todos os partidos brasileiros, em todos os nichos da sociedade brasileira, de uma forma muito incisiva, está nas empresas, no setor público, no judiciário, nos órgãos de controle”, pontua. Vieira aponta que o Brasil precisa retomar a construção do combate à corrupção, que tem que ser institucional. “O Brasil não precisa de heróis, o Brasil não precisa de xerifes, o Brasil não pode entregar na mão de ninguém que seja esse condão mágico de ser o salvador da democracia, o salvador da honestidade, o salvador da gestão porque isso não existe”.

 

“Sebrae pelo Brasil”

Com o objetivo de fomentar a unidade institucional e a inclusão empreendedora, o “Sebrae Pelo Brasil” chegou ao estado de Sergipe. Em Aracaju, a presença do presidente do Sebrae Nacional, Décio Lima, contou com uma agenda que tratou sobre a geração de empregos e o apoio na formação de empreendedores. Sergipe foi o 17⁰ estado a receber o projeto e reuniu cerca de 170 colaboradores no auditório do Sebrae/SE.

 

Décio Lima

 Durante sua apresentação, Décio Lima destacou os números relativos à empregabilidade, cujos dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) revelou que, nos primeiros meses do ano, o estado foi líder no Nordeste na geração de empregos por micro e pequenas empresas (MPE). “Os pequenos negócios são responsáveis por 89,2% dos empregos gerados em Sergipe em janeiro e fevereiro, demonstrando a força dos micros e pequenos negócios. Eles pulverizam a economia e são os grandes protagonistas na distribuição de renda, pois estão espalhados por todos os setores econômicos”, explicou o presidente.

 

Empregos formais

O levantamento do Caged tem como base o cálculo do saldo líquido de empregos formais. Esses dados apontam que os números de 2024 são ainda maiores que os valores do mesmo período em 2023 e maiores também do que as grandes e médias empresas, que registraram número negativo.

 

Sebrae/Sergipe

Em continuidade à agenda, o auditório do Sebrae/SE recebeu Agentes de Desenvolvimento (ADs), além de lideranças locais dos municípios sergipanos atendidos por programas do Sebrae. O trabalho realizado pelos ADs foi homenageado e as suas atuações foram apresentadas como possibilitadoras de inclusão e acesso, inclusive, como fomentadoras do desenvolvimento das pequenas empresas e na redução da informalidade.

 

Priscila Felizola

“As lideranças do Sebrae desempenham um papel estratégico no desenvolvimento do empreendedorismo e na sua interiorização, além de colaborar significativamente na aplicação da Lei Geral nos municípios junto ao poder público. Em 2023, foram capacitadas 164 lideranças, em mais de 370 horas de treinamento, com o objetivo de formar líderes nos pequenos negócios”, explicou a superintendente do Sebrae/SE, Priscila Felizola.

 

Símbolos Culturais

Em um tour guiado, foram apresentados símbolos culturais que são oportunidades de negócio incentivados por ações do Sebrae. São os casos, por exemplo, da Renda Irlandesa – uma das indicações geográficas brasileiras, registradas pelo Instituto Nacional da Propriedade Industrial –, produzida no município de Divina Pastora, e das cerâmicas de Santana de São Francisco. “Sergipe tem um grande potencial empreendedor no setor de artesanato. E o Sebrae tem um papel fundamental em ampliar o alcance do trabalho desses artesãos espalhados pelo estado, valorizando a cultura local e movimentando a economia”, afirma a gestora de Turismo do Sebrae/SE, Bianca Faria.

 

Fapitec

Com o objetivo de difundir o desenvolvimento da prática de pesquisa no estado de Sergipe, através da formação de recursos humanos em nível de pós-doutorado júnior e sênior, a Fundação de Apoio à Pesquisa e à Inovação Tecnológica do Estado de Sergipe (Fapitec/SE) lançou o Programa de Apoio à Pós-Doutorado no Estado de Sergipe (PPDOC-SE). Os pesquisadores doutores vinculados às Instituições de Ensino Superior (IES) podem apresentar suas propostas à Fundação até o dia 03 de maio, sem a possibilidade de prorrogação do edital.

 

Alex Garcez

O diretor-presidente da Fapitec/SE, Alex Garcez, pontuou que o lançamento do programa contribui diretamente para o fortalecimento das atividades de pesquisa no estado sergipano. “As bolsas subsidiarão a execução das pesquisas e irão oportunizar a consolidação e atualização dos conhecimentos nas diversas linhas temáticas propostas no programa”, explicou.

 

Projetos implementados

Os valores disponibilizados por meio do edital n° 03/2024 prevê o quantitativo de R$ 890.400,00 (valor global), oriundos do Fundo Estadual para o Desenvolvimento Científico e Tecnológico (Funtec), sob a gestão da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico e da Ciência e Tecnologia (Sedetec). Assim, serão implementados 12 projetos, sendo seis vinculados a uma bolsa de Pós-Doutorado Júnior (PDJ) cada, e seis a uma bolsa de Pós-Doutorado Sênior (PDS) cada.

 

Valmor Barbosa

Para o secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico e da Ciência e Tecnologia, Valmor Barbosa, o lançamento do edital representa o compromisso das instituições com a pesquisa sergipana. “A soma de esforços para o lançamento dos programas de fomento à pesquisa reflete diretamente no desenvolvimento do nosso estado, trazendo oportunidades e avanços significativos”, disse.

 

Posse na Oftalmologia I

A nova presidência da Sociedade Sergipana de Oftalmologia (SSO) foi empossada. O médico oftalmologista Allan Luz, especialista em transplante de córnea, tratamento de ceratocone e cirurgia refrativa, assumiu o comando da entidade para o biênio 2024-2026. Também integram a nova gestão os médicos Thiago Chagas (vice-presidente), Fábio Ursulino (secretário-geral) e Celso Dias (tesoureiro). A solenidade de posse ocorreu no auditório do Centro Médico Jouberto Uchôa e contou com a presença de autoridades e especialistas de outros estados.

 

Posse na Oftalmologia II

Durante seu discurso, Allan Luz, destacou os principais objetivos da sua gestão. “Vamos reforçar a defesa da saúde ocular e o conhecimento científico dos oftalmologistas. Precisamos manter a população educada e alertada quanto à consulta oftalmológica para evitar que aquela consulta que não é feita com médico e não dá nenhum retorno à população aconteça. Também vamos trabalhar na preparação do médico para receber a população, mantendo as boas práticas e com conhecimento científico adequado para poder fazer o seu exame de forma justa e adequada”, afirmou o oftalmologista.

 

Posse na Oftalmologia III

Visando alcançar os seus principais objetivos, a nova gestão criou grupos de trabalhos específicos: a Comissão Científica, que será composta pelos oftalmologistas Diego Torres, Fernanda Souto e Fábio Xavier; a Comissão de Valorização Profissional, que terá à frente Gustavo Souza Mouro, Ana Cristina Siqueira Guimarães, Délio Evangelista e Naiana Maynard; a Comissão de Transplante de Córnea, que será composta pelos especialistas Madson Bulhões, Fábio Xavier e Renata Faro; e também o Conselho Fiscal, que será composto por Alisson Márcio dos Santos e Mariana Ursulino.

 

Allan Luz

Uma das principais missões da nova gestão também será atuar junto aos setores médicos e ao poder público para reduzir a fila de transplante de córnea em Sergipe.  “O transplante de córnea hoje é um capítulo à parte, pois temos muitas pessoas em espera para receber uma doação. Nós temos um estado pequeno e que poderia ter uma fila muito mais ágil. Precisamos nos movimentar, do ponto de vista médico, para expor essa situação e procurar meios de reverter esse quadro”, ressaltou Allan Luz.

 

 

 

Eduardo Lima I

O presidente do PRD 25 em Sergipe e pré-candidato a vereador em Aracaju, o pastor Alex Melo, recebeu, na Câmara Municipal de Aracaju (CMA), o Título de Cidadania Aracajuana. A honraria foi entregue por um pedido do vereador Eduardo Lima (Republicanos), seu colega de congregação na Igreja Universal do Reino de Deus (IURD).


Eduardo Lima II

“O homem não pode receber coisa alguma, se do céu não lhe for dada. E esse versículo (João 3:27) é o norte e a direção àqueles que buscam honrar a Deus. Então, esse Título de Cidadania Aracajuana que esta Casa aprovou de forma unânime, dá de fato e de direito a um cidadão de fora de Aracaju o reconhecimento de todo serviço prestado em nossa cidade. Parabéns, pastor Alex”, enalteceu Eduardo Lima.    


Alex Melo

“Agradeço ao pastor Eduardo (Lima) por esta homenagem e por tudo que o senhor fez aqui na Câmara Municipal de Aracaju. Cheguei em Aracaju no dia 2 de abril de 1999 pela primeira vez, no bairro Siqueira Campos, com uma bolsa com quatro peças de roupa na mão, vim para fazer a obra, depois passei por Alagoas e Pernambuco, São Paulo em 2018 voltei para morar em Aracaju, e parte do que sou hoje aprendi com essa cidade, que hoje recebe esse Título de Cidadania Aracajuana”, afirmou Alex Melo. 


Yandra Moura

Presente na solenidade, a deputada federal e pré-candidata a prefeita de Aracaju, Yandra Moura (União-SE) parabenizou Alex Melo pelo seu trabalho feito em Aracaju. “É com muita alegria e satisfação participar desta sessão solene que concede ao pastor Alex Melo a cidadania aracajuana, por todos os seus serviços e responsabilidade com Aracaju, assim como a Igreja Universal tem com nossa cidade”, afirmou.

 

Biografia I

Natural de Guarulhos (SP), Alecsandro de Melo, ou simplesmente Alex Melo, nasceu no dia 21 de setembro de 1982, tem 41 anos, é cristão, casado há 21 anos com Eliana Melo e chegou para morar em Itabaiana (SE) com apenas nove meses de idade. Filho de mãe solteira e pai com problemas alcoólicos, aos oito anos já ajudava a manter a própria família, trabalhando com cerâmica e feiras livres. Aos 16 anos foi levantado como pastor da Igreja Universal do Reino de Deus, função que desempenha até hoje.


Biografia II

Chegou a Aracaju pela primeira vez em 1999, e voltou para morar em 2018, de onde vem realizando seus trabalhos eclesiásticos em várias unidades da IURD na capital. Na catedral da Universal em Sergipe, realizou as reuniões do “Jejum das Causas Impossíveis”, aos sábados, até ser chamado para ser candidato a deputado federal em 2022, pelo Republicanos, onde obteve 16.203 votos, sendo quase sete mil em Aracaju. Apoiador da causa animal, esportes, idosos e do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), Alex Melo também é um grande defensor da Bíblia, dos valores cristãos e contra o aborto, legalização das drogas e ideologia de gênero.

 

CRÍTICAS E SUGESTÕES

habacuquevillacorte@gmail.com e habacuquevillacorte@hotmail.com

O que você está buscando?

mgid.com, 539646, DIRECT, d4c29acad76ce94f amxrtb.com, 105199704, DIRECT