ECOS DA INFÂNCIA

José de Almeida Bispo, 24 de Agosto, 2023 - Atualizado em 25 de Agosto, 2023

Essa foi, com pequena mudança, a minha primeira visão da cidade de Itabaiana, aos três anos de idade; e a minha mais antiga lembrança em tudo. (Foto de 1944).
Eu vim com meu pai e minha mãe, acho que resolver algum problema de cartório. E, como não tivesse mais como voltar, por falta de transporte, para a Mangabeira, onde nasci e residia, já que anoitecendo, pernoitamos na casa de D. Izídia - a sem platibanda, entre a casa clara de esquina, hoje Barbosa Man, e a de Zezé de Benvenuto, a seguir. A então casa de D. Izídia era onde hoje é a casa de D. Deja.
Aí, eu escapuli pela porta da frente e a minha mãe só conseguiu me pegar no hoje oitão da Barbosa Man, junto a um monte de lenha.
Curioso é que por muitos anos fiquei confuso porque eu lembrava deste monte de lenha e não achava explicação para tal. Até descobri que a casa clara de esquina, ou seja a Barbosa Man, foi padaria. Com forno a lenha, claro.
Em 1963, a panificação tinha estado sob a direção de João Batista da Costa, o ex-vereador Joãozinho Veneno, e estava pra fechar as portas, e ser transformada na Movelaria São Paulo.

O que você está buscando?

google-site-verification=GspNtrMqzi5tC7KW9MzuhDlp-edzEyK7V92cQfNPgMc google-site-verification=GspNtrMqzi5tC7KW9MzuhDlp-edzEyK7V92cQfNPgMc