Condenado por desviar dinheiro público, Sukita é eterna “vítima do Sistema”!

Habacuque, 13 de Novembro, 2019 - Atualizado em 13 de Novembro, 2019

Bastou o Supremo Tribunal Federal (STF) decidir, por 6x5, contra a prisão de condenados em segunda instância, na semana passada, para que em todo o País pairasse uma onda de “beatificação”, onde todo político beneficiado e solto passou a adotar o discurso de que foi “vítima do sistema”, de adversários políticos, do Poder Judiciário e até do Ministério Público. Parece que após a santidade de Irmã Dulce inspirou a sociedade brasileira, sobretudo, em perdoar os malfeitos de terceiros.

Alguns defensores do ex-presidente Lula (PT), por exemplo, juram que ele é inocente e se revoltam contra as denúncias que pairam sobre ele. Adversários, promotores, procuradores, juízes federais, desembargadores e até ministros. Todos, sempre com a “articulação da Rede Globo”, “conspiram” contra o petista. Há quem o compare com Nelson Mandela, Martin Luther King e Gandhi.  A diferença é que nenhum desses líderes foi preso e condenado por corrupção, por malversação do dinheiro público!

Seria muita presunção dizer que em Sergipe nós temos um “Lula”, justiça seja feita, pela importância social que o ex-presidente tem, junto aos mais pobres. Mas, do ponto de vista do carisma, abre-se uma exceção para o ex-prefeito de Capela, Manoel Sukita. Diferente de qualquer outro preso comum, condenado e colocado em liberdade pela decisão do STF, Sukita fez “barulho”, quis “chamar atenção”. De repente, dezenas de carros estavam a sua espera, aguardando sua saída do presídio de Nossa Senhora da Glória.

Dali em diante promoveu junto com seus apoiadores uma espécie de comitiva até o município de Capela. Fizeram festa, é verdade, mas não para celebrar a soltura de um “inocente” ou de alguém condenado indevidamente, mas de uma figura pública, um tanto “folclórica”, que acumulou inimigos em sua trajetória política, que enfrentou sérios problemas de ordem pessoal e que, pasmem os leitores, pode ser qualquer coisa, menos uma “vítima do sistema”.

Aliados de Sukita tentam passar a impressão de que o ex-prefeito é “eternamente” perseguido por seus adversários, mas foi o pleno do Tribunal Regional Eleitoral em Sergipe (TRE/SE) que o condenou a 13 anos e nove meses de prisão por corrupção eleitoral, desvio de verbas públicas e autorização de despesas não previstas em lei. E a ação não foi da oposição, mas do Ministério Público Eleitoral! “Vítima do sistema”, Sukita também foi condenado pela Justiça Federal pelo desvio de mais de R$ 1 milhão, fruto de convênio entre a Prefeitura de Capela e o Ministério da Educação para a compra de ônibus escolares. Essa ação foi do MPF!

Esse é o “Sukita inocente”, “vítima do sistema” e “perseguido pelos adversários”! Foi este “santo” que ganhou a liberdade e foi recebido “com festa” pelo povo “da Capela”, certamente por ser inocente de todas as acusações que pesam contra si. Não custa lembrar outra condenação no Tribunal de Justiça de Sergipe por calúnia, difamação e injúria, por 1 ano, dois meses e 23 dias de detenção, por falsificação de assinatura em um documento oficial, periciado pela Polícia Federal. Só com muita reza para Nossa Senhora da Purificação para “limpar” a ficha e a imagem deste “pobre inocente”...

 

Veja essa!

Em conversa com este colunista, o governador Belivaldo Chagas (PSD) confirmou nessa terça-feira (13) que o funcionalismo público de Sergipe, por mais um ano, poderá recorrer ao empréstimo junto ao Banese para ter acesso ao 13º salário a partir de 16 de dezembro.

 

E essa!

“Estarei encaminhando para a Assembleia Legislativa até, no máximo, esta quinta-feira (14), um projeto garantindo que seja feito nos mesmos moldes dos anos anteriores porque houve uma frustração muito grande com a arrecadação do leilão do pré-sal, que não deu certo. A gente vai encaminhar para o Banco com a perspectiva que o servidor possa ter acesso a esses recursos a partir de 16 de dezembro”, explicou o governador.

 

Belivas’Card

Ainda sobre o 13º do funcionalismo, em síntese, aquele que decidir sacar o valor integral, poderá fazê-lo no Banese, em meados de dezembro, ou passar a receber, parceladamente, a partir de janeiro de 2020. Geralmente o pagamento é feito em seis parcelas. O governo não confirma, mas há quem fale este ano em até 12 “suaves prestações”. Um “gaiato” servidor público já disse que seu “Banese Card” vai se transformar em “Belivas’Card”. Galeguinho, galeguinho...

 

Reforma da Previdência I

Este colunista ainda questionou ao governador sobre a Reforma da Previdência do Estado. Ele confirmou, COM EXCLUSIVIDADE, que deverá encaminhar para a Assembleia Legislativa, entre os dias 26 e 29, deste mês.

 

Reforma da Previdência II

Questionado se sua proposta de Reforma da Previdência segue os mesmos moldes da proposta pelo presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL), Belivaldo disse que “é bem parecida, algumas coisas de uma forma mais amena, mas vamos ter um processo de discussão nos próximos 10 dias, mas até o final do mês nós vamos encaminhar para a Alese”.

 

EXCLUSIVO!

Por fim, Belivaldo Chagas lembrou que este ano a Alese terá um período de recesso mais estendido até o dia 22 de dezembro e que haverá tempo suficiente para discussão. “Teremos cerca de 20 a 30 dias para discussão de uma coisa que, aliás, já se discutiu muito pelo Brasil. Não dá para você ficar esperando PEC (Proposta de Emenda à Constituição) Paralela! Isso é um sonho que estão tentando fazer, mas eu acho que não vai dar certo porque ela não vai conseguir ser aprovada na Câmara Federal”.

 

Valadares Filho

Este colunista conversou ontem com o ex-deputado Valadares Filho (PSB) que garantiu estar “de olhos bem abertos” para o processo eleitoral de 2020 e que tem mantido algumas conversas, reservadas, sobre alianças políticas. “Por enquanto tudo é muito prematuro e muito cedo. Os cenários vão se desenhando e a gente vai estudando e acompanhando. O PSB não se furtará de participar do processo eleitoral”, disse, sem negar ou confirmar candidatura própria a prefeito de Aracaju.

 

PT x PSD?

O deputado estadual Georgeo Passos (Cidadania) questionou na Alese o projeto de lei do Poder Executivo que pretende transferir a pasta do “Trabalho”, da Secretaria de Estado da Inclusão Social (comandada pelo PT) para a Secretaria de Justiça (comandada pelo PSD). Assim como, o Departamento Estadual de Proteção e defesa Civil (DEPEC), que atualmente também integra a SEIT, para a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Urbano e Sustentabilidade (SEDURBS) – comandada por Jackson Barreto.

 

Georgeo Passos I

“Sabemos que o estado não consegue dá resposta a essa população carente e estamos vendo que os dados da desigualdade em Sergipe aumentam cada vez mais. O Partido dos Trabalhadores teria certa culpa por administrar a Secretaria de Assistência Social durante algum tempo e essa desigualdade não diminui. A gente percebe que as coisas não vão tão bem como se pensa”, declarou o parlamentar, reforçando que com o projeto o Governo reconhece que a SEIT não tem condição de trazer políticas públicas eficientes para a sociedade sergipana.

 

Georgeo Passos II

“Percebe as forças tentando se afirmarem. O PT na Assistência Social, PSD comanda a pasta da Secretaria de Justiça, e agora, vai comandar a Secretaria de Trabalho. A gente espera que com essa mudança se consiga evoluir. Fica claro, que pelo visto, a base governista está tendo alguma luta de espaço. Aqui fica claro que o PT não deu conta para melhorar o número de emprego e o governo tira as atribuições da SEIT e coloca para a justiça”, colocou.

 

Capitão Samuel I

O também deputado Capitão Samuel (PSC) disse que não entendeu as razões que levaram o governo a apresentar esse projeto de mudança. “Se a Inclusão Social, que tem R$ 100 milhões do Fundo de Combate à Pobreza não está resolvendo, imagine a Secretaria de Justiça quebrada! Que está devendo quase metade do valor desse fundo para a empresa que administra o sistema penitenciário?”

 

Capitão Samuel II

“Para mim não é falta de dinheiro, mas de competência de quem vem gerindo a Pasta nos últimos anos! Após a criação desse Fundo só aumentou a pobreza em Sergipe! Ai você chega à Secretaria de Inclusão e não vê projetos para reduzir isso! Não tem uma propaganda com esse dinheiro voltada para a proteção de pessoas em estado de vulnerabilidade social e vítimas das drogas”, completou Samuel.

 

Alô MPE!

Este colunista chama a atenção da promotora Euza Missano e dos demais membros do MPE: a empresa LOCAZIL LOCAÇÕES E SERVIÇOS LTDA, que venceu a segunda licitação referente à concessão de serviço público para a organização e infraestrutura de comercialização dos cinco lotes de feiras livres de Aracaju, foi criada no final de Maio desse ano, ou seja, praticamente em cima do primeiro processo licitatório, que findou sendo anulado.

 

BOMBA!

Curioso, este colunista verificou que a empresa foi inscrita no dia 29 DE MAIO e, menos de quatro meses depois, venceu uma licitação para responder por um contrato de quase R$ 100 milhões! Outro detalhe, Euza Missano: a informação é que seu proprietário é um “velho conhecido” do sistema que vai “sublocar” as feiras para os mesmos empresários que já estão explorando os espaços da cidade atualmente e com uma diferença: vão passar a cobrar um valor ainda maior aos feirantes. Ficou quase tudo como antes. Só tiraram quem não fazia parte do agrupamento...

Plano de Desenvolvimento

A Assembleia Legislativa de Sergipe, através do seu presidente e deputado Luciano Bispo (MDB), apresentou, na tarde dessa terça-feira (10), no auditório do Tribunal de Contas do Estado (TCE), o Plano de Desenvolvimento Estadual Sustentável 2020-2030, com ações a serem desenvolvidas em parceria com a Fundação Dom Cabral e vários segmentos. O objetivo desse Plano é criar oportunidades e perspectivas para o Estado sair da crise.

 

Luciano Bispo

O presidente da Alese informou que “já que temos a perspectiva de riquezas naturais como gás e petróleo, além da própria energia solar e nós queremos que a Fundação Dom Cabral escute os poderes, escute a população e nos entregue um plano para saber para onde vamos e porque vamos”, ressalta. O presidente da Assembleia Legislativa disse ainda que foi deflagrada uma discussão técnica sobre as dificuldades econômicas, no sentido de aprofundar os estudos econômicos de Sergipe.

 

Agregando

O governador Belivaldo Chagas disse que o Plano positivo porque agrega ao planejamento estadual. “Nós já estamos em execução do planejamento estratégico de Sergipe 2019-2022, que diz respeito a esse período de governo e estamos em fase adiantada de elaboração de um projeto que denominamos de Sergipe 2050”.

Caixa de ressonância

“A partir do momento que a Assembleia Legislativa como caixa de ressonância da sociedade, parte para a linha de frente, discute com os diversos segmentos e elabora um documento, ele vai servir também de balizador para que a gente continue dando andamento ao planejamento do governo do estado”, destaca.

 

Rede furada!

Este colunista foi informado que a Executiva Municipal Provisória do Rede Sustentabilidade foi destituída e já há um suposto “alinhamento” com o prefeito Edvaldo Nogueira. Chama a atenção porque, até recentemente, o partido caminhava para ter um projeto de oposição em Aracaju, no próximo ano. Pelo visto, Edvaldo jogou logo a “tarrafa” e já “fisgou” alguns “peixinhos”. E o povo pagando a conta...

 

Lagarto Linda?

Os vereadores de Lagarto aprovaram só 5% de créditos suplementares requeridos pela prefeita Hilda Ribeiro (SD) para reajustar os custos de atividades, projetos e operações especiais. A gestora agora vai enfrentar dura oposição na Câmara Municipal, com a maioria dos vereadores fiscalizando a sua administração.

 

Ibrain Monteiro

O deputado estadual Ibrain Monteiro (PSC) parabenizou a independência dos vereadores de Lagarto, registrando o presidente Eduardo Maratá, que não se abateram diante das pressões da administração municipal. “Q   uero parabenizar os vereadores de Lagarto que provaram independência e, sobretudo, que não reconhecem essa gestão atual”.

 

Rodrigo Valadares I

O deputado estadual Rodrigo Valadares (PTB) revela em um vídeo nas redes sociais que, no ano de 2000, o Brasil produzia 450 milhões de barris de petróleo/ano e, em 2018, esse número saltou para 950 milhões de barris (variação positiva de 110%); já em Sergipe, no mesmo período, houve uma queda de 13,5 milhões de barris/ano para 6,6 milhões (variação negativa de 51%). “Enquanto o Brasil dobrou sua produção, Sergipe regrediu em mais da metade”.

 

Rodrigo Valadares II

Sobre o gás natural liquefeito, Rodrigo aponta que em 2000 o Brasil produzia 13,1 milhões de barris, saltando para 39,1 milhões (variação positiva de quase 200%); já em Sergipe, que produzia 1,9 milhões de barris/ano, passou para 453 mil (variação negativa de 76%). “Sergipe desmoronou na área de petróleo e gás. Ao invés de usar o dinheiro arrecadado para desenvolver uma infraestrutura adequada, o governo usou para pagar a folha de servidores. Nossa riqueza indo embora e nossa produção despencando”.

 

Adaílton Martins I

O deputado estadual Adailton Martins (PSD) esteve no gabinete do prefeito Edvaldo Nogueira, para apresentar a indicação, já aprovada pela Alese, propondo a criação de uma linha de transporte coletivo Aracaju/Barra dos Coqueiros com destino ao povoado Jatobá, dentro do Sistema de Transporte Integrado Metropolitano. Edvaldo afirmou que fará um estudo para viabilizar a possibilidade de colocar mais uma linha de ônibus para transporte coletivo na região da Barra dos Coqueiros.

 

Adaílton Martins II

“A implantação de uma nova linha é importante para a região. A população está crescendo e isso traria benefícios não só para quem reside na Barra, mas também para quem mora em Aracaju”, declarou Adailton. O prefeito de Aracaju declarou que o deputado sempre colaborou com o desenvolvimento de Sergipe, como  engenheiro, depois como diretor do DER.

AMESE

A Associação dos Militares do Estado de Sergipe (AMESE) ingressou com ação judicial para obrigar o governo a não mais escalar apenas dois policiais militares por guarnição motorizada. Na ação, a AMESE aponta soluções para o preenchimento de eventuais claros na escala, dentre elas a urgente convocação de mais policiais militares oriundos do último concurso.

 

Fala Vieira!

“Queremos aqui fazer o registro histórico de que quem começou com essa palhaçada de dois policiais por viatura foi o Coronel Iunes, hoje ‘consultor de segurança’. Acreditávamos que o coronel Marcony acabaria com isso, mas não acabou. Esperamos que o judiciário sergipano se sensibilize a atenda o pleito da categoria.  Apenas dois homens por guarnição não dá segurança suficiente para os militares nem para a sociedade”, foi o que esclareceu o presidente da AMESE, sargento Jorge Vieira.

 

Curso de Conteúdo

Acontece nesta quarta (13) e quinta-feira (14), em Aracaju, o mais abrangente Curso de Conteúdo para Mídias Sociais de Políticos & Órgãos Públicos, com o consultor e estrategista Fred Perillo. O Curso será ministrado na Neoworking, Rua Tênisson Ribeiro, 552, bairro Salgado Filho. Com direito a certificado de participação e acesso ao conteúdo e exercícios práticos em sala de aula.

 

CRÍTICAS E SUGESTÕES

habacuquevillacorte@gmail.com e habacuquevillacorte@hotmail.com

 

 

 

O que você está buscando?