A verdade! Sistema público de Saúde em Sergipe já “colapsou” sem leitos de UTI!

Habacuque, 06 de Junho, 2020

Este colunista reforça uma “máxima” muito conhecida no Estado: não é nada fácil fazer jornalismo em Sergipe. Territorialmente, somos “pequenos” e quem nunca ouviu ou reproduziu a frase do ex-governador Albano Franco: “aqui todos nos conhecemos!”. E em tempos de crise, em meio a uma pandemia, é natural que os “Palácios” se revelem ainda mais “encantadores”. Por conta do fechamento de alguns postos de trabalho, a missão do comunicador por essas terras é ainda mais desafiadora...

Isso porque existem as “verdades que incomodam”! É tudo aquilo que, geralmente, é informação, tem fundamento, mas não agrada aos ouvidos e olhos de quem governa, de quem comanda, de quem tem a “caneta azul” nas mãos; desde o início da pandemia, este colunista tem defendendo o isolamento social daqueles que podem ficar em casa e o exercício das atividades daqueles que dependem do emprego como forma de sustento, daqueles que precisam trabalhar para não morrerem de fome!

Não se trata de defender, irresponsavelmente, o fim do isolamento! Nunca foi isso! Mas de fazer uma leitura ampla, de reconhecer a gravidade da doença, lamentar profundamente as quase duas centenas de mortes, mas de entender que com postos de trabalho fechados, com o desemprego em massa, logo teremos conflitos nas ruas. É do ser humano! Na dificuldade extrema, ou ele coloca a própria vida em risco ou da quem o confronta!   

De lá pra cá, alguns setores da mídia ainda defendem, radicalmente, o isolamento; outros, inclusive os mais “chegados aos Palácios”, já estão mudando seus discursos, já defendem a retomada gradual da atividade econômica. Mas a prova maior da busca pela isenção deste colunista vem agora, com o mesmo discurso de sempre: este espaço recebeu informações que a sociedade sergipana merece ter conhecimento! Por mais que tentem dizer o contrário, nosso sistema público de Saúde já colapsou!

O povo pobre de Sergipe sofre e muito com a falta de leitos de UTI no combate ao novo coronavírus (COVID-19)! Se uma pessoa apresenta sintomas de COVID hoje em Aracaju, a capital do Estado, a verdade que tentam esconder: ela vai ficar uma média de seis (6) horas em uma ambulância do Samu, graças aos cilindros de oxigênio, lutando pela vida, à espera de um leito, em Estância ou em Itabaiana! Existem rumores de que até pacientes com planos de saúde, sem leitos na rede privada, que estão sendo transferidos para os hospitais públicos!

E esta informação vai muito além da disputa entre o “fique em casa” e o “eu quero trabalhar”: ela expõe a falta de estrutura do nosso debilitado sistema de saúde sergipano! É a falência, sem exagero! Lembram-se das macas do Samu, lá atrás? Já era um indício! Agora vidas estão em risco e a Prefeitura de Aracaju “ajudou”, investindo alto em um hospital de campanha sem leitos de UTI! É mole? Graças ao tão criticado governo federal, essa semana chegaram 40 novos respiradores. Já o Consórcio do Nordeste...

 

Veja essa!

Falando no “malfadado” Consórcio Nordeste, eis que os deputados estaduais Georgeo Passos (Cidadania) e Zezinho Guimarães (MDB), que apresentaram um projeto de lei defendendo o desligamento do Estado de Sergipe desse Consórcio, agora estão compondo um movimento regional de parlamentares que vão intensificar as fiscalizações em cima dessa representação dos governadores...

 

E essa!

Já estão participando do movimento, além dos sergipanos, parlamentares da Bahia, Alagoas, Rio Grande do Norte, Paraíba, Maranhão, Ceará e Piauí. A expectativa é que, nos próximos dias, deputados dos outros Estados também se somem. Há um grau de insatisfação com os resultados obtidos pelo Consórcio, em termos de ajuda para os Estados nordestinos, durante a pandemia.

 

Consórcio x presidente

Os parlamentares estão fortalecendo a teoria de que o Consórcio do Nordeste não deve ser uma “bandeira de enfrentamento” ao governo federal e nem ao presidente da República, mas que precisa trabalhar em sintonia e harmonia, para garantir investimentos para os Estados federados.

 

Comissão Parlamentar

Os deputados dos Estados nordestinos, que querem fiscalizar as compras, contratos e os resultados obtidos pelo Consórcio Nordeste, já se reuniram em conferência online e decidiram pela formação de uma Comissão Interestadual Parlamentar (CIP) para acompanhar, inclusive, os desdobramentos da “malfadada” tentativa de compra dos respiradores Consórcio que terminou virando em um caso de polícia...

 

PF na cola!

E como este colunista antecipou, o Ministério da Justiça já foi acionado sobre essa tentativa de compra de 300 respiradores, com o pagamento antecipado de R$ 48,7 milhões, e este já determinou que a Polícia Federal investigue o caso e os desdobramentos da Operação Ragnarok, onde prisões já foram realizadas e mandados de busca e apreensão cumpridos.   

 

Bomba!

Antes que o governo do Estado tente dizer que não é verdade, este colunista já se apressa para afirmar: pacientes com COVID estão ficando, em média, seis horas em ambulâncias do Samu porque não existem vagas para atendimento das ocorrências. Um desses casos ocorreu com um paciente que ficou à espera de vaga na UPA Fernando Franco, zona sul da capital.

 

Seis pacientes

A informação é que, em determinado momento, na regulação médica do SAMU, eram seis pacientes com COVID na tela dos computadores, sem nenhum leito disponível e sem qualquer definição sobre o destino dessas pessoas, que lutavam pela vida. E o nosso governo não comprou um único respirador, até o momento...

 

E daí, né Edvaldo?

A Prefeitura de Aracaju, em meio à Covid, está “investindo” cerca de R$ 6 milhões, sendo R$ 3 milhões, aproximadamente só na construção do hospital da campanha sem UTI e mais quase R$ 3 milhões para fazer propaganda. Dinheiro que poderia tá ajudando a rede pública, inclusive o próprio Estado. Mas e daí, né Edvaldo?

 

Cadê os órgãos?

A pergunta que não quer calar: até quando a Comissão de Direito Médico da OAB, a CGU, MPF e TCU (verbas federais), o MPE através do núcleo de SAÚDE, o TCE e o MPE pelo desgaste dos profissionais da área vão ficar em silêncio? É preciso que estes órgãos fiscalizadores “invadam” estes espaços para exigir e cobrar leitos de UTI, verificar quantos estão ocupados e transmitir a realidade para a população.

 

Exclusiva!

Estes órgãos de controle, por exemplo, vão descobrir por quais razões o Hospital de Campanha de Aracaju está funcionando, sem UTI, e com respiradores antigos! É isso mesmo! Isso na pandemia não pode contaminar mais gente? Só outro detalhe: no hospital de campanha da PMA são cerca de seis a sete vezes mais funcionários do que pacientes em atendimento. E o povão sofrendo...

 

Representação coletiva

Diversas autoridades e políticos apresentaram, nessa sexta-feira (5), uma representação no Ministério Público Federal (MPF) pedindo investigação sobre diversos indícios de irregularidades na construção Hospital de Campanha montado pela Prefeitura de Aracaju no Estádio João Hora de Oliveira.

 

Irregularidades

No termo de referência com as especificações do hospital de campanha, havia a exigência de que o pé direito da obra fosse de 4 metros de altura. Ao analisar as fotos da unidade, é possível verificar que o pé direito do hospital não possui o tamanho exigido na licitação e isso impacta diretamente no preço apresentado pelos concorrentes.

 

R$ 300 mil a menos

Convém ressaltar que a empresa vencedora do certame para a construção do hospital apresentou proposta com valor de aproximadamente R$ 300 mil abaixo do valor das demais concorrentes. Possivelmente, por se tratar de uma proposta de difícil execução com valores de produtos e serviços bem abaixo do que o exigido no edital.

Climatização e luz

Além disso, a climatização do local vem sendo alvo de críticas por parte de trabalhadores e pacientes. O ar condicionado que foi colocado no hospital não vem atendendo as necessidades e gerando grande desconforto para quem utiliza o local. Outro indício de irregularidade que está presente na representação é com relação à energia do local.

 

Olha o gás!

Os transformadores localizados na parte externa do hospital de campanha indicam que os aparelhos instalados possuem potência diferente da que foi contratada, revelando assim possível dano ao erário. Já em relação ao sistema de gás hospitalar, a assinatura do contrato com a empresa foi realizada no dia 14 de maio e, no mesmo dia, segundo matéria da PMA, todo o material já estava instalado.

 

Suprapartidária
A representação foi protocolada no MPF com as assinaturas do vereador Cabo Didi (PSC), do senador Alessandro Vieira (Cidadania), do ex-deputado federal Valadares Filho (PSB), da delegada Danielle Garcia (Cidadania), do vereador Elber Batalha (PSB), do ex-vereador Dr. Emerson Ferreira (Cidadania), da vereadora Emília Correia (Patriotas), do deputado Georgeo Passos (Cidadania), da delegada Georlize Teles (DEM), do deputado Gilmar Carvalho (PSC), do vereador Lucas Aribé (Cidadania), do empresário Milton Andrade (PL), do delegado Paulo Márcio (DC), da deputada Kitty Lima (Cidadania), do deputado Samuel Carvalho (Cidadania), e do presidente do Patriotas, Uezer Marques.

 

Ibrain Monteiro I

O deputado estadual Ibrain Monteiro (PSC) protocolou na Assembleia Legislativa uma indicação ao Governo do Estado para abrir um canal para que as crianças e adolescentes, vítimas de abusos, possam denunciar seus agressores, garantindo que suas identidades sejam preservadas, mas onde elas possam relatar o histórico desses casos. “A intenção é encorajar essas pessoas a fazerem suas denúncias através de um meio seguro e prático”.

 

Ibrain Monteiro II

Em outra indicação ao Governo do Estado, Ibrain está sugerindo que seja feita a doação de sementes para o plantio de verduras e legumes a população mais carente que mora na zona rural, com objetivo de amenizar o impacto da crise causado pela pandemia do novo coronavírus (COVID-19).

 

Luto em São Cristóvão

Aos 84 anos, a coluna externa o pesar aos amigos e familiares do ex-prefeito e líder político de São Cristóvão, Lauro Rocha, veio à óbito. Ele já estava com algumas complicações de saúde e vinha internado na UTI.

 

Alô Simão Dias!

Nessa sexta-feira (5), através de uma videoconferência, conversaram o ex-senador Valadares; o ex-deputado Valadares Filho; o pré-candidato a prefeito de Simão Dias, Cristiano Viana; e o vereador do município, Pequeno Soares. O tema principal da conversa foi sobre o crescimento da pandemia do coronavírus na cidade, com uma visão crítica sobre as providências que devem ser tomadas pelas autoridades do governo do Estado e do município para conter a proliferação.

 

Fala Valadares!

“Discutimos sobre a estrutura precária de atendimento hospitalar no município de Simão Dias em quantidade de leitos emergenciais e de respiradores. Por fim, expressamos a nossa opinião no sentido de que todos os protocolos recomendados pela OMS (Organização Mundial de Saúde) devem ser estritamente observados no distanciamento social, como o uso de máscaras ao sair às ruas, lavar as mãos com frequência com água e sabão e usar o álcool em gel, consideradas pela ciência médica como medidas cautelares de proteção da comunidade”, pontuou o ex-senador.

 

Danielle Garcia I

A delegada e pré-candidata a prefeita de Aracaju, Danielle Garcia, vem realizando constantes reuniões com diversos segmentos e categorias de Aracaju. Ela realizou uma videoconferência com alguns empresários aracajuanos. Na oportunidade, eles falaram sobre a difícil situação que vêm enfrentando por causa da crise do coronavírus, sobre os impostos e taxas da Prefeitura de Aracaju, entre outros tópicos.

 

Danielle Garcia II

Um dos pontos importantes da reunião foi a desburocratização dos sistemas de licenças da PMA e a criação de um ambiente de negócios favorável ao empreendedorismo. Danielle falou ainda da importância da licitação do transporte público da Capital e do fortalecimento do consórcio metropolitano. “A licitação do transporte público precisa deixar de ser apenas uma promessa de campanha e virar uma realidade”, destacou Danielle.

 

Maria do Carmo I

A senadora Maria do Carmo Alves (DEM) destacou a importância da aprovação, por parte do Senado da República, de substitutivo a Projeto de Lei que classifica como essenciais as medidas de combate e prevenção à violência contra mulheres, idosos, crianças e adolescentes durante a pandemia do coronavírus.

 

Maria do Carmo II

“Esses grupos são vulneráveis e, infelizmente, nesse período de isolamento social, onde todos têm convivido por mais tempo juntos, as violações têm sido mais recorrentes”, afirmou a senadora, ao considerar imprescindível a oferta, pelo poder público, de canais eletrônicos para registro de ocorrências dessa natureza.

 

Autoridades comunicadas

Maria do Carmo observou que a proposta determina que as autoridades sejam comunicadas, em até 48 horas, sobre as denúncias de violência recebidas pela Central de Atendimento à Mulher em Situação de Violência, através do Disque 180, e pelo serviço de proteção de crianças e adolescentes com foco em violência sexual, registradas pelo Disque 100.

 

CRÍTICAS E SUGESTÕES

habacuquevillacorte@gmail.com e habacuquevillacorte@hotmail.com

O que você está buscando?