Basquete para todos: como jogar bem mesmo sem ser alto

Jose Costa, 31 de Janeiro, 2023

É amante de basquete, não perde nenhum jogo da NBA (Associação Nacional de Basquetebol) ou da Seleção Brasileira, mas mesmo assim sente-se acanhado em bater uma bola por causa da sua altura? Deixe para lá esse receio! Se você é “baixinho” e quer jogar basquete, veja na sequência as dicas para se dar bem nas quadras.

 

Baixinho combina com basquete?

“O baixinho também pode jogar basquete. Ele pode fazer a habilidade e o drible pelo lado direito e esquerdo com uma visão de jogo apurada. Sabendo distribuir o jogo com essa visão de cabeça erguida, vai conseguir ser diferenciado. Outras coisas seriam a velocidade e a intensidade que vai fazer em cada coisa”, disse o professor de Educação Física e técnico de Basquete Josiel Venerando com exclusividade para o Sport Life.

 

Fundamentos

Somente a constância é o que vai garantir o seu jogo ideal. Esqueça que essa frase é clichê. Antes de querer atuar de forma parecida com algum jogador famoso no momento do jogo oficial ou da brincadeira, o treino é que vai te trazer essa condição. Josiel vai passar logo abaixo os fundamentos importantes para um jogador baixinho.

 

Drible

“Se você saber fazer de cabeça erguida tanto para direita quanto para esquerda, com definições de bandeja, bater para dentro, brecando e chutando, fazendo arremessos de parada de um e dois tempos, vai se equiparar”, explica o técnico.

 

Passe

Está aí o ponto que pode lhe ajudar a ser o “facilitador” da sua equipe. É o tipo de função que não o obriga a ter altura mínima e ainda mais para questão atual do basquete “moderno”.

 

“Aquele que sabe passar e jogar sem a bola pode preparar como armador as jogadas para os outros. Ele pode estar ‘abrindo’ caminhos. É fundamental o baixinho ter esse discernimento nessa leitura de jogo. Hoje em dia o basquete não exige que você tenha um fundamento desenvolvido e pede que tenha várias qualidades”, orienta Venerando.

 

Atleta multi skill

“Precisa fazer os fundamentos com intensidade. Não há mais espaço para aquele que diz que só sabe driblar ou passar. O jogo te exige cada vez mais para os professores trabalharem com os atletas ou meninos, seja os mais altos ou baixos, todos os fundamentos. Desde a defesa, com rebote e entendimento de contra-ataque. Ver o atleta de maneira ampla. Eu sou adepto daquele que trabalha com paixão vai colher os resultados uma hora”, afirma Josiel.

 

Dados

O IBOPE (Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística) Repucom divulgou pesquisa no segundo semestre de 2019, cuja acusação é que o basquete foi responsável por 365 horas de transmissão entre janeiro e maio nas TV’s abertas e de assinaturas. É a terceira modalidade com mais espaço na televisão no ranking dos esportes.

 

Os principais campeonatos desse esporte no Brasil são o NBB (Novo Basquete Brasil) e o Campeonato Brasileiro de Clubes de Basquete da CBB (Confederação Brasileira de Basketball). Sem atualização desse dado, a CBB alega que há 100 times profissionais pelo país, 35 milhões de fãs e três milhões de praticantes.

 

Fonte: https://sportlife.com.br/basquete-para-todos-como-jogar-bem-mesmo-sem-ser-alto/ - By Guilherme Faber - Foto: Shutterstock

O que você está buscando?

google-site-verification=GspNtrMqzi5tC7KW9MzuhDlp-edzEyK7V92cQfNPgMc api.clevernt.com/3ed9a8eb-1593-11ee-9cb4-cabfa2a5a2de/ google-site-verification=GspNtrMqzi5tC7KW9MzuhDlp-edzEyK7V92cQfNPgMc UA-190019291-1 google-site-verification=GspNtrMqzi5tC7KW9MzuhDlp-edzEyK7V92cQfNPgMc