SHOPPING PEIXOTO, HÁ TRÊS ANOS NA NOSSA HISTÓRIA

Por Jerônimo Peixoto

Jerônimo Nunes Peixoto, 06 de Junho, 2020 - Atualizado em 06 de Junho, 2020

SHOPPING PEIXOTO, HÁ TRÊS ANOS NA NOSSA HISTÓRIA

 

Em tempos de crise, é natural que haja retrações na economia, surjam maiores dificuldades, com muitas baixas de empresa, com aumento de desemprego e com falta de investidores. O mercado se mostra tímido, pois a insegurança é um sentimento generalizante. Há, entretanto, quem veja na crise oportunidades, reinventando-se, buscando novas possibilidades, deixando o modo tradicional, para investir em novos protótipos que se adequem à realidade hodierna.

Quando surgiu o sonho de um Shopping em Itabaiana, a economia estava de vento em polpa, com ares de um vigor invejável, catalisando forças novas, atraindo investidores do mundo inteiro. Com poucos tempos, porém, abateu-se a crise econômica mundial, alavancada pelo sistema de financiamento habitacional americano, que levou todo o orbe aos tropeços mercadológicos.

Quem ainda não havia se doado inteiramente a novos investimentos, retraiu-se e permaneceu com o capital inerte, sem auferir lucros, sem gerar novas possibilidades, aguardando uma melhora. Outros, que já estavam mais comprometidos e bem avançados em grandes investimentos, viram-se em árdua e desagradável aporia: “se parar, é ruim; se continuar não será bom”! É o popular beco sem saída, em que muitas pessoas se encontram e acabam por se perder. Tem-se relatos de investidores que tiraram a própria vida, por se encontrarem em situação vexatória de não saber se seria momento de recuar ou de continuar, para ver como ficaria...

Itabaiana é uma cidade diferente, cujo povo é extremamente trabalhador, ordeiro, visionário e progressista. O Shopping foi resultado desse espírito irrequieto, inconformado, sempre disposto a novos desafios e aventuras. A economia só anda por causa de pessoas que nascem com esse dom de inovar, refazer, reinventar a história, à base de muito suor e pouco sono. Houve quem não acreditasse e até quem desdenhasse de um projeto dessa natureza para um município interiorano de um estado diminuto, frente aos grandes centros urbanos dispersos pelo Brasil afora.

Pois bem! Há três anos, o maior centro de entretenimento, de compras, com feições modernas e extremamente inovadoras, nasceu e se fortaleceu, dando amostras de que deu passos significativos, atraindo o olhar dos itabaianenses, dos agresteiros e de todos os sergipanos. Não apenas resgatou costumes, como o de curtir um bom cinema – rito há muito interrompido na Serrana Bela -, mas ensejou outras opções de lazer, sediando eventos variados, sobretudo os de incentivo à literatura, como a Bienal do Livro, que teve duas edições de grande sucesso no Shopping Peixoto.

Os fins de semana na Região Agreste se transformaram e mudaram a mesmice de antes, acrescentando à pauta um passeio, com um cafezinho, com uma boa conversa entre amigos, com um bom chope ou cerveja, com diversão para a criançada, com encantos para os adolescentes, com espaços românticos aos apaixonados e com opções de boas compras para quem tem essas necessidades. É belo ver aquele bairro, tão esquecido por tantos anos, receber um empreendimento dessa natureza e mudar sua fisionomia e sua geografia urbanística.

Todo grande empreendimento, ao surgir, transforma seu entorno. Ao fenecer, destrói sua região. Todo nascimento traz esperança e novas possibilidades; toda perda, lágrimas e desilusões. O Shopping Peixoto, há três anos vem, bem sintonizado com os itabaianenses e com as Regiões do Agreste e do alto Sertão sergipanos, revelando-se um empreendimento que fez a diferença, que deu certo e que abriu pontes entre os ceboleiros e o mundo, com novas oportunidades e possibilidades. Dá gosto passar por lá aos fins de semana, e ver tanta gente contente, divertindo-se, encontrando-se, debatendo, discutindo, com um bom e agradável bate-papo.

Nesses dias de pandemia, quando tudo está diferente, também o Shopping Peixoto, em larga e fidelíssima obediência ao disposto nos decretos governamentais, está retraído, mas esperançoso de que seu terceiro aniversário, no dia 08 de junho, seja ocasião para uma reabertura em breve, pois entende que economia sem saúde não prospera. Assim, ao celebrar seu terceiro aninho, ele está se preparando para continuar sendo essa grande e agradável referência, no quesito desenvolvimento econômico, entretenimento, satisfação e bem-estar.

Ao investidor e exímio empreendedor do estabelecimento, Messias Peixoto, nossos cumprimentos, pelo terceiro ano do Shopping. Messias Peixoto tem grande responsabilidade sobre essa gente boa da Serra, porque lhe transformou a vida!  É uma referência para muitos empresários de dentro e de fora de Sergipe. Parabéns! Aos empresários lojistas do Shopping Peixoto – e aos colaboradores todos -, nossa solidariedade pelo tempo em que foram impedidos de funcionar, mas os votos de felicidade e de prosperidade, tão logo seja reaberto ao público, o que ocorrerá muito em breve.

Parabéns, Shopping Peixoto, pelas alegrias e oportunidades que criou e disponibilizou aos sergipanos, sobretudo aos itabaianenses. Vida longa! Dias plenos de alegria e de muito sucesso nesta sempre árdua e indispensável missão de empreender, para ver o progresso e a paz social reinarem abundantemente, neste nobre e caro recanto de Sergipe. É inegável a sua contribuição para unir Itabaiana ao Brasil e ao mundo. Avante, Shopping Peixoto!

O que você está buscando?