PARABÉNS À FM ITABAIANA

Por Jerônimo Peixoto

Jerônimo Nunes Peixoto, 28 de Fevereiro, 2022 - Atualizado em 28 de Fevereiro, 2022

PARABÉNS À FM ITABAIANA

A radiofonia em Sergipe sempre foi segmento de grandes estrelas, de nomes famosos que percorreram o país, figurando nas principais emissoras do Sudeste e do Nordeste, como um Luciano Alves, um Antônio Barbosa, Di Cavalcanti, Reinaldo Moura, Santos Santana, só para citar alguns. É uma história de brio, de nomes que fizeram acontecer o rádio, na sua melhor formulação, nos ares deste diminuto estado brasileiro.

Em Itabaiana, com o surgimento da Princesa da Serra, quando tudo começou de forma doméstica e, depois, com a Capital do Agrestes, o rádio avançou e chegou aos píncaros, com a moderna emissora 93,1, FM ITABAIANA, que nasceu com o comando do competentíssimo JOÃO BATISTA SANTANA, de saudosa memória, que soube garimpar os talentos de maior grandeza para fazer da novel emissora que veio para ficar no cenário radiofônico de primeira grandeza.

Com uma programação diferenciada, com equipamentos de última geração, e com objetivos bem definidos, a FM Itabaiana caiu no gosto popular e, muito rapidamente ouviam-se comentários sobre seus profissionais: João Batista, Rosalvo Sorares, Irandi Santos, Carlos Ferreira, Gilson Oliveira, Francis de Andrade, Leo Wander, Marcos Nunes, Genário Santos, Roosevelt Santana, Luciano Oliveira, além dos neófitos que chegaram para alagar a faixa dos excelentes profissionais. Assomem-se a estes os profissionais que a vivem vinte e quatro horas diárias: Almir Andrade, Lenildes Mota, em cujos nomes contemplo a todos.

O que faz uma emissora chegar aos trinta anos? Certamente, além de profissionais competentes, sérios, comprometidos com o trabalho de qualidade, o envolvimento com a comunidade de seus ouvintes. A FM Itabaiana se imiscuiu no imaginário popular, com campanhas educativas, filantrópicas, com incentivo à cultura local, apoiando a feira de livros de Itabaiana, que se se transmutou para a Bienal do Livro, apoiou cantores populares, as mais variadas expressões da música e da literatura, sem esquecer a dimensão religiosa.

Uma plêiade de anunciantes, de patrocinadores se achegou, por visualizar a possibilidade de negócios, de desenvolvimento, de oportunidades novas, graças ao som límpido, à qualidade técnica e ao alcance da renomada FM, que transformou a radiodifusão no interior de Sergipe, fazendo páreo às emissoras consagradas da Capital.

A FM Itabaiana rasga os ares serranos, para extrair deles simpatia, confiança, leveza, entretenimento, interatividade, difundindo valores que enobrecem, sempre mais, o espírito agresteiro, o seito ceboleiro de ser, de agir, de lutar e de empreender, objetivando melhorias na qualidade dessa brava gente. Essa é a razão de completar 30 anos, sempre ocupando posição confortável na preferência do público, pois a seriedade de sua marca é também a dos ouvintes.

Hoje, nossos olhares se voltam para esta emissora que alcançou a maturidade profissional, graças à engenhosidade de seus idealizadores, gestores e profissionais, que cuidaram de fazer um rádio elegantemente voltado para as questões que entretêm, informam, formam e ajudam a consolidar a essência dos itabaianenses. Parabéns, FM Itabaiana, "sintonizada em você"! Deus abençoe a todos os que a fazem, sem faltarem os milhares de ouvintes. Que esta história vare os Séculos futuros.

O que você está buscando?