A Carestia Voltou. (por Antonio Samarone)

Antonio Samarone, 12 de Setembro, 2020

O preço do arroz disparou nos supermercados. O que aconteceu?

O Secretário de Política Econômica, Adolfo Sachsida, disse que o governo colocou muito dinheiro nas mãos dos pobres, que passou a comer mais.

A Ministra da Agricultura, Tereza Cristina, disse que o produtor de arroz sofreu muito nos últimos anos e, agora, está tendo a oportunidade de se recuperar, com as exportações.

Parece sadismo, mas foram essas as explicações do Governo Federal.

O que ocorreu, de fato?

Com a Pandemia, os países passaram a segurar as exportações de alimentos e importar para fazer estoques, garantindo o abastecimento interno (deles).

Com o Real desvalorizado, ficou atraente a exportação do arroz brasileiro. O Brasil, contaminado pelo ultra neoliberalismo, detonou os estoques reguladores. O preço subiu, alinhando-se ao preço internacional.

Se não bastasse, o Ministro da Justiça mandou intimar os donos de supermercado para explicarem esse aumento de preço.

Em Sergipe, um grande líder político já mandou o recado: os supermercados tem até quarta-feira para baixarem os preços.

Quais as saídas apontadas?

O presidente da Associação Brasileira de Supermercados (Abras), João Sanzovo Neto, defendeu a substituição do consumo de arroz por macarrão.

O presidente Jair Bolsonaro pediu patriotismo aos donos de supermercados para que baixem o preço do arroz e o ministro Paulo Guedes decidiu zerar a alíquota do imposto de importação para o arroz, até 31 de dezembro.

O Brasil renuncia a receitas e vai importar arroz mais caro do que está exportando. O mesmo navio que leva o arroz brasileiro, traz o arroz importado.

Dependendo das circunstâncias, poderemos comprar, um pouco mais caro, até o mesmo arroz que acabamos de vender. Afinal, é o livre mercado!

Sei não, o credo ultra neoliberal está trazendo mais problemas do que soluções, para a claudicante economia brasileira.

Com a palavra, os defensores desse modelo econômico.

Antonio Samarone (médico sanitarista)

O que você está buscando?