Lavar as mãos. (por Antonio Samarone)

Antonio Samarone, 21 de Outubro, 2020

O gesto de Pontius Pilatus na condenação de Cristo, tornou um comportamento simples uma marca da humanidade.

Biblicamente, lavar as mãos significa indiferença, não envolvimento, sair de cena. “Estou inocente desse sangue, eu lavo as minhas mãos.”

Nas missas, os padres lavam simbolicamente as mãos antes do contato com o Corpo de Cristo. “Na inocência lavo as minhas mãos para rodear o vosso altar” - Salmo 26, 6

A mortalidade materna era o terror das mulheres. A contaminação durante o parto, pelas mãos dos médicos e- parteiras, causava a febre puerperal, principal causa de morte.

Ignaz Semmelweis (1847), um médico húngaro (foto), demonstrou que lavar as mãos poderia reduzir drasticamente o número de mulheres que morriam após o parto. Quando os médicos e parteiras se convenceram, a mortalidade materna foi reduzida.

Lavar as mãos ressurgiu como uma medida salvadora na atual Pandemia. O gesto precisou ser ensinado. Os que aprenderam, estão tendo um grande benefício.

Lavar as mãos antes das refeições era ensinado nas escolas do meu tempo. Já minha mãe obrigava que lavássemos os pés antes de dormir, não por razões higiênicas, mas para não sujar a rede e os lençóis, que ela lavava.

Lavar as mãos não limpa a consciência, mas “mãos limpas” continua uma metáfora de honestidade.

As mãos postas é um sinal de adoração. A mão estendida é um gesto fascista e a mão fechada (o punho) um gesto de protesto.

As mãos sobre a cabeça é um ritual de cura e de remissão dos pecados. “Dar a mão” é apoio, proteção. Nesses casos, tanto faz as mãos limpas ou sujas.

Nunca coloque a mão no fogo!

Uma mão lava a outra é o tome lá dá cá. Apertar as mãos é o acordo. O mão aberta é um esbanjador e o mão fechada um somítico.

Uma mão de milho são cinquenta e duas espigas. A medida da mão é o palmo.

O destino de cada um está traçado em suas mãos, que podiam ser lidas pelas ciganas. Que fim levaram as ciganas, com as suas roupas estampadas e longas, que passavam por Itabaiana em minha infância?

Ego manibus lavabit...

Antonio Samarone (médico sanitarista)

O que você está buscando?